logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Avaliação de Desempenho > Habilidades e Competências: o que são e quais desenvolver?

Sumário

Habilidades e Competências: o que são e quais desenvolver?

Entenda o que são habilidades e competências e como a empresa pode melhorar seus resultados posicionando seus colaboradores onde eles são, de fato, produtivos.

Ao pensarmos que as pessoas fazem a organização e, quando vemos grandes empreendimentos se tornando um sucesso, é mais do que natural que consideramos que as habilidade e competência que formam esses profissionais são as responsáveis pelos resultados.

Por isso, neste post lhe apresentaremos o conceito por trás das habilidades e competências, com o intuito de mostrar como você pode alinhar cargo com competência e assim, gerir a empresa e torná-la um sucesso de mais simples, apesar de não ser fácil.

evento voltado para profissionais de RH e DP

Vamos começar?

O que é habilidade e competências?

A habilidade é uma característica, que representa o que uma pessoa é capaz de fazer. Ou seja, trata-se do processo de ter o conhecimento de como fazer determinada ação.

Por outro lado, a competência está relacionada a transformar em ação as habilidades desenvolvidas ao longo da vida acadêmica.

Portanto, quando pensamos em habilidade, podemos imaginar que se trata “o quê” uma pessoa pode fazer, já as competências estão ligadas à “como fazer”.

O que é uma matriz de competência?

Também conhecida como mapeamento de competência, a Matriz de Competências é uma ferramenta que permite uma visão geral das competências de cada um dos seus colaboradores e, portanto, de toda a equipe.

Para entender melhor o termo, é bom lembrar o que é matriz e o que é competência.

Quando falamos em matriz, imagine uma tabela com linhas verticais e horizontais, com detalhamento de uma variável, no caso as competências.

Já a competência é medida pelo nível de conhecimento e de aplicabilidade do profissional que gera resultados para a organização. Sendo assim, você une o saber e o saber fazer.

Normalmente, usa-se a técnica de avaliação do CHA para identificar a competência de um colaborador, ou seja:

  • C de conhecimento (saber);
  • H de habilidade (saber fazer);
  • A de atitude (querer fazer).

De modo geral, o “C” está ligado às certificações e diplomas do desenvolvedor, que são conhecidos no momento da triagem. Enquanto isso, o “H” pode ser medido nos testes técnicos.

Por falar nisso, é muito importante promover desafios técnicos com os desenvolvedores para verificar como eles lidariam com situações reais dentro da equipe na hora de entregar uma tarefa.

E, por último, o “A” de atitude está ligado ao perfil comportamental do candidato, afinal, cada pessoa tem um aspecto que se sobressai na sua personalidade, uns são mais proativos, outros reativos.

Portanto, tudo vai depender das necessidades da sua empresa.

Qual é a importância do uso da matriz de competências?

Qual é a importância do uso da matriz de competências?

Quando a equipe de Recursos Humanos abre uma vaga, ele precisa realizar uma apuração de quais são os requisitos mínimos para que o profissional seja escolhido para a vaga. Por isso, ele leva em consideração:

  • Conhecimentos técnicos;
  • Habilidade;
  • Característica.

Para realizar essa atividade, o RH precisa trabalhar ao lado do gestor da área, para fazer uma lista com as competências necessárias para o “novo” funcionário.

Ter a clareza das competências fundamentais dos colaboradores é o passo principal quando fazemos uma gestão de pessoas de qualidade.

Por isso, o departamento de RH que implementa o mapeamento das competências no seu dia a dia pode ter mais acertos em processos seletivos de funcionários.

Conheça algumas vantagens de investir na matriz de competências:

1. Alinha capacidades e cargos da empresa

O primeiro ponto importante quando o RH está alinhado e praticando a matriz de competências, principalmente, com o intuito de melhorar a experiência dos colaboradores na empresa, é manter a identificação de habilidades necessárias para o cargo.

É através dela que você conseguirá dimensionar quem são os colaboradores da empresa e como é a função de cada um.

2. Ajuda o processo seletivo

Um dos maiores desafios para quem trabalha no RH é o momento de abertura de processo seletivo.

Uma pesquisa feita por uma plataforma de vagas chegou à conclusão de que 84 % dos profissionais do setor têm dificuldade em concluir uma vaga.

Dentre eles, 62% destacaram que achar um profissional qualificado é um grande desafio.

Por isso, quando o mapeamento de habilidades e competências está pronto e definido para cada cargo dentro da empresa, o profissional de RH tem mais facilidade para fazer os testes com os candidatos e até mesmo realizar o filtro de currículo para a vaga.

Com a matriz de competências funcionando, o departamento fica mais otimizado.

3. Enriquecimento na gestão de talentos e elaboração de planos de carreira

Enriquecimento na gestão de talentos e elaboração de planos de carreira

A empresa precisa ter um plano de carreira para conseguir, até mesmo, reter os grandes talentos e diminuir a taxa de rotatividade.

E, mais uma vez, a matriz de competências pode ser uma boa estratégia para o departamento de RH para a construção de estratégias para cada área.

Os profissionais gostam de trabalhar em empresas que têm planos para ele, principalmente, quando falamos de crescimento interno e reconhecimento do seu trabalho e esforço.

Leia também:

Como fazer matriz de competências?

A implementação da matriz de competências na sua empresa é fácil e você deve seguir alguns passos:

  1. Fazer a definição de quais são as habilidades e competências que cada cargo precisa ter;
  2. Coletar as informações de cada função junto com a liderança e gerências dos departamentos.

As informações podem ser coletadas em um Excel, por exemplo, com as colunas separadas para cada informação relacionada à habilidade e competência do colaborador.

Saiba mais: aprenda um passo a passo de como implementar a Gestão por Competências. Clique aqui e faça nosso curso gratuito.

Quais são as habilidades e competências gerenciais?

Habilidades:

  1. Planejamento e Organização: o Gerente deverá possuir a capacidade de planejar e organizar suas próprias atividades e as do seu grupo, estabelecendo metas mensuráveis e cumprindo-as com eficácia.
  2. Julgamento: o Gerente deverá ter a capacidade de chegar a conclusões lógicas com base nas evidências disponíveis.
  3. Comunicação Oral: um Gerente deve saber se expressar verbalmente com bons resultados em situações individuais e grupais, apresentando suas ideias e fatos de forma clara e convincente.
  4. Comunicação Escrita: é a capacidade gerencial de saber expressar suas ideias clara e objetivamente por escrito.
  5. Persuasão: o Gerente deve possuir a capacidade de organizar e apresentar suas ideias de modo a induzir seus ouvintes a aceitá-las.
  6. Percepção Auditiva: o Gerente deve ser capaz de captar informações relevantes, a partir das comunicações orais de seus colaboradores e superiores.
  7. Motivação: importância do trabalho na satisfação pessoal e desejo de realização no trabalho.
  8. Impacto: é a capacidade do líder criar boa impressão, captar atenção e respeito, adquirir confiança e conseguir reconhecimento pessoal.
  9. Energia: é a capacidade gerencial de atingir um alto nível de atividade (Garra).
  10. Liderança: é a capacidade do líder em levar o grupo a aceitar ideias e a trabalhar atingindo um objetivo específico.
  11. Criatividade: Capacidade de formular novos padrões, criar ideias inovadoras para o desenvolvimento do trabalho, trazendo resultados para a organização.
  12. Gerência participativa: capacidade para gerenciar buscando o envolvimento e o comprimento da equipe e dos usuários de seus serviços na formação de planos de trabalho, na análise de problemas, nas decisões, no planejamento, na execução dos serviços e na avaliação das situações surgidas.

Competências:

Competências: Tolerância, Adaptabilidade, Monitoramento de informações
  1. Capacidade de síntese: capacidade de inter-relacionar as partes constitutivas, compondo-as num todo organizado.
  2. Tolerância: capacidade de resistir a frustrações, conseguindo adiar a satisfação imediata.
  3. Adaptabilidade: manter-se eficaz com tarefas, ambientes diversos, responsabilidades e pessoas diferentes.
  4. Coaching: Estabelecer metas de realização, supervisionar o desempenho, treinar e avaliar.
  5. Monitoramento de informações: estabelecer procedimentos constantes para coletar e rever informações necessárias para gerenciar uma organização.
  6. Desenvolver parcerias: identificar oportunidades e agir a fim de criar relacionamento estratégico entre pessoal de uma área, equipe para ajudar e avançar objetivos do negócio.
  7. Princípio ético: lealdade e seriedade, responsabilidades do tratamento de questões empresariais.
  8. Visão do cliente: capacidade em perceber a importância e promover satisfação do cliente.
  9. Comprometimento para qualidade e o negócio: grau de envolvimento, dedicação e empenho do empregado em relação à qualidade de seu trabalho, tendo em vista as metas empresariais.
  10. Visão do cliente: capacidade para compreender o dinamismo do mercado de trabalho, empresa, bem como da adequação de seus produtos e serviços diante de um cenário sócio – político-econômico.
  11. Produção: capacidade de produzir volumes e quantidade de trabalho executado normalmente.
  12. Qualidade: busca executar e apresentar trabalhos com alto padrão de confiabilidades, sendo certo pela primeira vez, dispensando quaisquer correções.
  13. Flexibilidade: capacidade de encarar situações, mudando suas preconcebidas ou rígidas, demonstrando disposição, interesse e abertura para entender as situações e adotar, ou não novas posições.
  14. Visão: capacidade de perceber as relações entre as áreas da organização, identificando os impactos nos processos operacionais e estratégicos.
  15. Organização do trabalho: capacidade de trabalhar com método e ordem, distribuição adequada do tempo e das tarefas, sabe situar – se no tempo (quando) e no espaço (onde), com relação às responsabilidades assumidas.

Quais são as habilidades e competências que todo profissional precisa ter?

Quais são as habilidades e competências que todo profissional precisa ter?

Planejamento e organização

planeja, organiza e controla as atividades sob sua responsabilidade, possuindo uma visão global dos objetivos a alcançar.

Compatibiliza os meios e coordena as atividades dentro da prioridade das metas estabelecidas.

Solução de Problemas

Capacidade de identificar problemas, analisando as causas e consequências, tomando providências para evitá-los e ou solucioná-los.

Competência Técnica

Domínio e atualização técnica em seu campo de atuação, conhecimento em variáveis econômicas, políticas, sociais e tecnológicas que impactam em seu trabalho e / ou na empresa: conhecimento das Políticas, Normas e Procedimento da Empresa.

Agente de Mudanças

Capacidade de visualizar, aceitar e implementar mudanças orientadas para evolução e desenvolvimento da empresa, demonstrando uma postura aberta ao questionamento do status que é a inovação.

Desenvolvimento de Pessoas

Habilidade para descobrir talentos das pessoas com que trabalha e de identificar potencialidade, proporcionando orientação, criando oportunidade para o desenvolvimento das capacidades e potencialidade de sua equipe, canalizando-as para o trabalho criativo e desafiador e para manter elevado o nível de motivação.

Visão Empreendedora

Possui visão geral da empresa, identificando oportunidade de negócios e capacidade de integrar-se em esforço comum para a realização das atividades visualizadas.

Tomada de Decisão

Coragem, iniciativa e ponderação para assumir riscos, definindo e especificando a situação em causas e efeitos, decidindo pela melhor alternativa apresentada.

Administração de resultados

Capacidade de gerenciar resultados, delegando atividades e apoiando processos de alcance dos mesmos. Foco na demonstração de resultados mensurados de forma quantitativa e qualitativa.

Comunicação

Capacidade de expor ideias, relatar fato relativo a atividades de maneira clara, competente e entendível, proporcionando um diálogo e feedback.

Relacionamento Interpessoal

Facilidade em estabelecer contato, desenvolvimento, harmonia e confiança no seu relacionamento. Sobressai – se pela cortesia e atuação dispensadas aos outros.

Como falar das minhas qualidades no currículo?

Destacar suas qualidades no currículo é a chave para se destacar da multidão e conquistar a vaga dos sonhos. Mas como fazer isso de forma eficaz e estratégica?

1. Comece com autoconhecimento

  • Reflita sobre suas habilidades, pontos fortes e diferenciais. O que te torna único e valioso como profissional?
  • Faça uma lista de suas qualidades, dividindo-as em hard skills (habilidades técnicas) e soft skills (habilidades comportamentais).

2. Priorize as qualidades relevantes

  • Analise a descrição da vaga e identifique as qualidades mais buscadas pelo recrutador.
  • Selecione as qualidades que se encaixam no perfil da vaga e demonstrem seu valor para a empresa.

3. Integre as qualidades ao currículo de maneira estratégica

  • Seção de Habilidades: Inclua uma lista concisa de suas principais habilidades, utilizando palavras-chave da descrição da vaga.
  • Seção de Experiência Profissional: Descreva suas experiências de forma a evidenciar suas qualidades em ação. Utilize exemplos concretos e dados para quantificar seus resultados.
  • Seção de Educação e Formação: Mencione cursos, treinamentos e certificações que comprovem suas habilidades e qualificações.
  • Seção de Informações Adicionais: Inclua informações relevantes que demonstrem suas qualidades, como participação em projetos voluntários ou hobbies relacionados à área de atuação.

4. Use a linguagem certa para impactar

  • Evite clichês e adjetivos genéricos. Seja específico e demonstre como suas qualidades se traduzem em resultados para a empresa.
  • Utilize verbos de ação e linguagem positiva. Enfatize suas conquistas e contribuições em experiências anteriores.
  • Adapte a linguagem ao estilo da empresa. Pesquise sobre a cultura organizacional e utilize uma linguagem compatível.

5. Revisão e Aprimoramento

  • Revise seu currículo com atenção para garantir que as qualidades estejam bem descritas e evidenciadas.
  • Peça feedback para amigos, familiares ou profissionais da área.
  • Mantenha seu currículo atualizado com novas qualificações e conquistas.

Exemplos de competências e habilidades que encantam os recrutadores

Você quer se destacar no mercado de trabalho? Então, é essencial saber quais competências e habilidades as empresas mais valorizam atualmente.

Dá uma olhada nas qualidades que estão fazendo os olhos dos recrutadores brilharem:

  1. Relacionamento: Sabe construir conexões genuínas e positivas com colegas e clientes.
  2. Pensamento Criativo: Capacidade de pensar fora da caixa e encontrar soluções inovadoras para os desafios.
  3. Autoconfiança: Acredita em si mesmo e em suas habilidades para enfrentar qualquer desafio.
  4. Proatividade: Não espera as coisas acontecerem; toma a iniciativa para fazer acontecer.
  5. Trabalho em Equipe: Colabora de forma eficaz e harmoniosa com os membros da equipe.
  6. Conhecimento Técnico e Aprendizado Contínuo: Está sempre atualizado e disposto a aprender e crescer profissionalmente.
  7. Liderança: Capacidade de influenciar e motivar outros para alcançar objetivos comuns.
  8. Foco em Resultados: Concentração total em alcançar metas e objetivos definidos.
  9. Pensamento de Dono: Assume responsabilidade pelos resultados e pelo sucesso da equipe.
  10. Inteligência Emocional: Gerencia suas emoções e as dos outros de forma eficaz.
  11. Flexibilidade e Adaptação: Se adapta facilmente a novas situações e desafios em constante mudança.
  12. Resiliência Profissional: Mantém a calma e a determinação mesmo diante das adversidades.
  13. Capacidade de Trabalhar Remotamente: Demonstra habilidades para trabalhar de forma eficaz em um ambiente remoto.
  14. Comprometimento: Dedicação total ao trabalho e aos objetivos da empresa.
  15. Capacidade de Inovação: Contribui com ideias e soluções criativas para impulsionar o crescimento e o sucesso da empresa.

Então, inclua essas pérolas no seu currículo e prepare-se para impressionar os recrutadores com suas habilidades excepcionais!

Conclusão

Habilidades e competências são elementos cruciais no contexto profissional, diferenciando-se pela aplicação prática e pela capacidade integrada de atingir resultados.

Assim, a matriz de competência emerge como uma ferramenta valiosa para as organizações, alinhando as habilidades necessárias aos cargos e proporcionando benefícios substanciais, desde a melhoria do processo seletivo até o enriquecimento da gestão de talentos e a elaboração de planos de carreira.

Cada profissional, independentemente da função, deve possuir habilidade e competências fundamentais, como habilidades de comunicação, resolução de problemas e colaboração.A aplicação consciente desses elementos no desenvolvimento profissional não apenas fortalece as equipes, mas também contribui para o crescimento e a inovação contínuos nas organizações.

.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter