logo svg rh portal
Impulsionando a igualdade de gênero no mercado jurídico: Projeto SER.A.CEO
Home > Artigos > Impulsionando a igualdade de gênero no mercado jurídico: Projeto SER.A.CEO

Impulsionando a igualdade de gênero no mercado jurídico: Projeto SER.A.CEO

Andressa Barros, Bia Dal Pozzo, Daniella Meggiolaro, Camilla Jimene, Clíssia Carvalho e Ju Albano A falta de igualdade de gênero no mercado de trabalho é uma realidade presente em diversos setores da economia brasileira, e isso não é diferente na área jurídica. Apesar de as mulheres serem maioria entre os profissionais da advocacia até os […]

Andressa Barros, Bia Dal Pozzo, Daniella Meggiolaro, Camilla Jimene, Clíssia Carvalho e Ju Albano

A falta de igualdade de gênero no mercado de trabalho é uma realidade presente em diversos setores da economia brasileira, e isso não é diferente na área jurídica. Apesar de as mulheres serem maioria entre os profissionais da advocacia até os 40 anos, a maioria dos cargos de liderança ainda é ocupada por homens.

Uma pesquisa realizada em 2023 pelo Anuário Análise Advocacia Mulher mostrou que, dos mais de mil profissionais cadastrados como CEOs em escritórios de advocacia no Brasil, apenas 256 eram mulheres. Isso significa que há apenas 17 mulheres para cada 100 homens nessa posição.

Essa falta de representatividade feminina não reflete a formação, competência ou habilidades de liderança das mulheres, mas sim uma resistência cultural ainda presente no mercado de trabalho, que limita as oportunidades de ascensão profissional para elas.

Isso quer dizer que, embora as equipes dos escritórios de advocacia frequentemente tenham uma predominância feminina, isso não se traduz em igualdade de oportunidades para as mulheres ocuparem cargos de liderança, tanto nas bancas full service quanto nas boutiques de advocacia.

Muitas vezes, quando tentam participar de sociedades de advogados como sócias, gestoras ou executivas, as mulheres enfrentam objeções.

Questões como preconceitos de gênero, a maternidade como tema sensível, percepção suposta de falta de experiência ou expertise, formação considerada fraca, bem como os estereótipos que ainda permeiam o ambiente profissional das mulheres brasileiras, representam algumas das objeções infundadas com as quais as advogadas se deparam em suas trajetórias e constituem um obstáculo injusto na jornada daquelas que buscam cargos de relevância na advocacia.

Muitas mulheres experimentaram a sensação de frustração e exclusão. As dificuldades para ingressar e se estabelecer no âmbito jurídico são amplamente conhecidas por aquelas que o integram.

Essa dor, que por vezes surge da percepção de serem subestimadas, tem impulsionado a busca por soluções que promovam a inclusão e a geração de oportunidades para as mulheres advogadas.

As diversas barreiras invisíveis presentes no mercado de trabalho podem representar obstáculos, especialmente para aquelas que almejam posições de liderança. No entanto, diante de um cenário em que mulheres lutam por oportunidades, surgiu o projeto SER.A.CEO, uma iniciativa liderada por mulheres CEOs de grandes bancas de advocacia no Brasil.

Seu principal objetivo é discutir e promover a temática da liderança das mulheres nos escritórios de advocacia, acolher profissionais que já conquistaram esse espaço, mas ainda enfrentam desafios, e abrir caminhos para que outras também tenham sucesso e se tornem líderes em suas áreas de atuação.

O projeto busca oferecer uma rede de apoio para advogadas e promover a ascensão de mulheres a posições de liderança. Por meio de encontros, workshops, palestras, mentorias e outras ações, o SER.A.CEO visa compartilhar boas práticas de liderança, possibilitar o desenvolvimento e a geração de negócios para as advogadas participantes, além de abordar temas prioritários como discriminação de gênero, discriminação racial, violência no trabalho e outros assuntos importantes.

Para isso, conta com a participação de advogadas convidadas e especialistas no assunto.

Essa postura corajosa e proativa tem permitido que muitas mulheres transformem as adversidades em oportunidades reais de crescimento e empoderamento. As pioneiras do projeto são mulheres que se destacam em suas áreas de atuação, quebram paradigmas e abrem caminhos para futuras gerações que atuam ou sonham em atuar nessa realidade.

Ao unir a experiência de várias mulheres que alcançaram posições de liderança, que são reconhecidas em suas áreas de atuação, que construíram conexões e que possuem conhecimento de gestão de negócios e pessoas, o projeto SER.A.CEO busca se tornar referência no apoio e desenvolvimento de mulheres para a ascensão em escritórios de advocacia.

A troca de experiências entre aquelas que são ou desejam ser líderes é fundamental para criar um ambiente inclusivo e inspirador.

Por outro lado, a união das mulheres no mercado jurídico é de extrema importância para criar espaços de discussão e gerar soluções efetivas que promovam a ascensão das mulheres a cargos de liderança. É necessário dar amplitude às vozes femininas e garantir que suas contribuições sejam valorizadas, mesmo em ambientes predominantemente masculinos.

Nesse contexto, o projeto SER.A.CEO se apresenta como um agente transformador, impulsionando a igualdade de gênero no mercado jurídico. Por meio do fornecimento de suporte, desenvolvimento profissional e oportunidades de networking, o projeto busca reconfigurar o cenário atual e criar um ambiente equitativo e promissor para as mulheres que almejam assumir posições de liderança no setor jurídico.

Um ambiente acolhedor, onde as mulheres são ouvidas, acolhidas, aconselhadas e impulsionadas, somente seria possível graças a mulheres que possuem vasta experiência na área. Nos encontramos em um cenário que demanda espaços de discussão, debates abertos e iniciativas que promovam a diversidade de gênero, o respeito e o reconhecimento das habilidades e talentos das mulheres advogadas.

Chegou a hora de colocar o tema em destaque, dar voz às mulheres que enfrentam esses desafios e reivindicar a igualdade de oportunidades. O futuro está ao nosso alcance e, juntas, podemos construir um mercado jurídico mais inclusivo, justo e igualitário para todos os gêneros.

É hora de agir e proporcionar um novo ambiente, onde a presença e o protagonismo feminino sejam reconhecidos e valorizados em sua plenitude.

banner lateral dinâmicas de rh