Artigos

Inbound Recruiting: o que é e como aplicar para atrair talentos

inbound recruiting

O Inbound Recruiting é um conceito que tem origem em práticas do Marketing. Mas apesar de parecerem áreas tão distintas, ambas têm objetivos muito parecidos. Enquanto o Marketing busca atrair novos clientes, o RH precisa atrair novos profissionais para o preenchimento das vagas em aberto. Então, por que não utilizar as mesmas estratégias?

Neste artigo, vamos explicar o que é o Inbound Recruiting e qual a sua relação com o Inbound Marketing. Além disso, também vamos falar sobre as etapas dessa estratégia, como aplicá-la e mostrar as principais vantagens de adotá-la em sua empresa. Confira! 

Nova call to action

O que é Inbound Recruiting?

O Inbound Recruiting é uma estratégia de atração e seleção de talentos que se baseia nos princípios do Inbound Marketing. Para entender melhor como esse conceito funciona para a área de Recursos Humanos, explicaremos o conceito de Inbound. Em tradução livre, essa palavra que tem origem na língua inglesa significa “de entrada”. 

No Marketing, ela é usada para se referir às estratégias que visam aumentar a chegada de pessoas interessadas em se tornar clientes. Para que esse interesse surja, várias ações são realizadas, como comunicação por e-mail, criação de materiais ricos, como e-books, planilhas e infográficos, além do uso das redes sociais para engajamento.

No RH, o objetivo é o mesmo: gerar interesse nas pessoas a respeito da empresa. O que muda é que, em lugar de tentar atrair novos clientes, a ideia é atrair candidatos qualificados e com o perfil adequado para as vagas. Ao usar o Inbound Recruiting, o processo de Recrutamento e Seleção deixa de ter um esforço tão grande na busca pelos profissionais e ganha mais tempo e variedade de candidatos para selecionar.

Quais as etapas do recrutamento inbound?

Assim como no Marketing, o Inbound Recruiting conta com uma série de etapas que configuram a jornada do candidato até o momento da sua contratação. Acompanhe!

Atração

A etapa de atração é a fase quando o mais importante é chamar atenção das pessoas que podem ter o perfil buscado pela empresa, seja para uma vaga atual, seja para vagas futuras. Isso deve ser feito por meio da criação de conteúdos relevantes para a carreira dessas pessoas, algo que desperte o interesse e gere algum tipo de valor.

Nesse momento, vale investir em criatividade e multicanalidade na comunicação. Então, use e abuse de blog, redes sociais, vídeos e materiais para download. Ainda, explore assuntos gerais, para ter um bom volume de captação de possíveis candidatos. Lembre-se de manter os princípios de um recrutamento humanizado para deixar a relação mais natural e eficiente.

Conversão

A conversão é o passo seguinte, onde já se estabeleceu um primeiro contato e é preciso aprofundar o relacionamento. Aqui, o foco é obter mais informações sobre os candidatos para qualificá-los e classificá-los, conforme o perfil e as vagas aos quais cada um poderia se enquadrar. Inclusive, nesse momento, as vagas disponíveis já podem ser trabalhadas junto a essas pessoas.

Independentemente de ser um processo seletivo online ou presencial, é indispensável ter bastante atenção aos detalhes. Quanto mais informações forem coletadas sobre cada candidato, mais preciso é o processo e melhor é o seu direcionamento. Essa etapa, quando bem-feita, é capaz de poupar tempo e dinheiro no processo seletivo.

Fechamento

O fechamento é o momento crucial pelo qual todo recrutador e candidato esperam: a hora do aceite. Se os passos anteriores forem trabalhados adequadamente, não há com o que se preocupar. Basta garantir que as expectativas de ambos os lados estejam alinhadas e que os candidatos com o maior fit com a vaga são efetivamente os que chegaram ao final do processo.

Encantamento

Após o fechamento, o trabalho ainda não está finalizado. É de suma importância salientar que o engajamento e a satisfação dos funcionários podem impactar diretamente na imagem da marca empregadora no mercado. Por isso, a fase de encantamento tem como objetivo manter a boa impressão construída ao longo do processo seletivo e, assim, evitar que o candidato se frustre e acabe deixando a organização em pouco tempo.

Como colocar o Inbound Recruiting em prática?

O Inbound Recruiting é uma estratégia muito interessante, que proporciona vários benefícios para a empresa, mas é preciso ter alguns cuidados para implementá-la de maneira eficaz. Confira!

Defina o perfil ideal de candidato

O primeiro passo é entender qual é o tipo de pessoa que se deseja atrair para o preenchimento das vagas. Vale destacar que além das exigências técnicas e comportamentais do cargo, o profissional precisa estar alinhado com a cultura organizacional praticada na empresa.

Sendo assim, tenha um perfil geral, que se refira a todos os colaboradores, de qualquer área da empresa e, caso sinta necessidade, crie alguns mais específicos para os setores que demandem algum tipo de particularidade.

Entenda a jornada dos candidatos até a contratação

A jornada do candidato é o caminho que ele percorre desde o primeiro contato com a empresa até a sua contratação e integração no time. O entendimento da jornada é crucial para saber quais são os canais que as pessoas mais acessam, quais tipos de conteúdos mais consomem e o que realmente é percebido como valioso por elas.

Identifique os pontos de contato ao longo da jornada

Com base na jornada, identifique os pontos de contato que os possíveis candidatos têm com a sua marca. Trata-se de uma porta por onde as informações que você, como recrutador, precisa obter para realizar um bom processo seletivo. 

Isso pode ajudar na montagem de um banco de currículos de maior qualidade e variedade. Alguns dos pontos mais comuns são:

  • página de carreiras da empresa;
  • perfis nas redes sociais;
  • página de materiais ricos para download;
  • banners no blog.

Crie conteúdos relevantes para os candidatos

O foco do Inbound é gerar interesse. Mas isso só é possível se a empresa oferecer algo de relevante para as pessoas. Nesse sentido, é válido tanto para o RH quanto para o Marketing. Desse modo, é preciso voltar ao entendimento do perfil dos profissionais que se deseja atrair e pensar em materiais e conteúdos que gerem valor para eles. 

Ao mesmo tempo, considere a jornada e os pontos de contato para entregas dos conteúdos adequados a cada momento. Algumas dicas podem ajudar:

  • crie materiais que ajudem a desenvolver a carreira das pessoas;
  • fale sobre assuntos relacionados à área de atuação do negócio;
  • explore diferentes formatos, como texto, imagem, áudio e vídeo.

Mantenha a comunicação ativa (mesmo após a contratação)

Apesar do Inbound ser voltado para a atração de bons candidatos para a contratação,  cuidar da fase de integração de novos colaboradores é o que garante a efetividade do processo. Afinal, não se pode correr o risco de que todo o encantamento criado ao longo do processo seletivo seja quebrado. 

Portanto, garanta um plano de acompanhamento dos profissionais em seus primeiros dias, com treinamentos sobre o negócio, integração com outros colaboradores e tudo o que for necessário para que eles se sintam acolhidos e felizes.

inbound recruiting

Quais as vantagens do Inbound Recruiting?

Até aqui, você já deve ter notado que o Inbound Recruiting é capaz de proporcionar muitos benefícios para o RH. Então, para finalizar o artigo, gostaríamos de destacar algumas vantagens que geram impactos bastante relevantes para a empresa como um todo. Acompanhe!

Valorização da marca empregadora

O employer branding deixou de ser um conceito com efeitos positivos restritos ao RH e, atualmente, é possível perceber seu impacto na marca no mercado. Afinal, uma organização onde as pessoas desejam trabalhar e que tem uma imagem tão positiva, acaba sendo bem-vista também pelos clientes e concorrentes.

Aumento na qualidade e adequação dos candidatos às vagas

Uma das grandes dores do RH é a contratação de pessoas que acabam deixando a empresa em pouco tempo, aumentando a taxa de turnover. Por meio do Inbound Recruiting, os profissionais mais capacitados são atraídos, aumentando a qualidade do processo. 

Além disso, a comunicação se torna mais alinhada, reduzindo as chances de frustrações tanto por parte do colaborador contratado quanto da empresa.

Redução no tempo de fechamento das vagas

Quem trabalha com Recrutamento e Seleção sabe que algumas vagas são bem fáceis de preencher e outras nem tanto assim. O Inbound Recruiting consegue virar esse jogo e reduzir o tempo de contratação

Nesse caso, por um lado, profissionais terão mais conhecimento e interesse sobre a empresa e, por outro, o RH terá um banco de currículos maior e com mais qualidade. Mas quanto mais rápida uma vaga é fechada, menor é o custo do seu processo seletivo.

Como vimos, o Inbound Recruiting é uma estratégia que veio do Marketing e gera bastante valor para a Gestão de Pessoas. Em ambas as áreas, o intuito é gerar valor e mostrar às pessoas o quão interessante pode ser se tornar um colaborador ou um cliente. Então, se a sua empresa ainda não adota essa prática, fica aqui o convite para começar quanto antes e aproveitar todos os benefícios que acabou de ver.

Por falar em eficiência no processo seletivo, que tal contar com um software que pode ajudar o seu RH a encontrar as pessoas certas para cada vaga? Conheça a ferramenta de Recrutamento e Seleção da Sólides!

 

engajamento de funcionários

 

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments