Artigos

Inovação – Muito além de um conceito

Atualmente o grau de competitividade entre as empresas esta cada vez mais acirrada e em razão disso as empresas começaram a diversificar mais seus produtos ampliando o leque de opções para o cliente. Um dos caminhos utilizados para alcançar este objetivo se dá através da inovação. Para saber-mos o que significa inovação basta buscarmos na internet ou em livros e aí temos sua definição que se dividem em quatro tipos: produtos/serviços, processos, marketing e organizacional.
Neste artigo procuro não inventar um novo conceito, mas sim aproveitar a própria palavra em si para extrair outro conceito de suma relevância para as organizações. Utilizarei a palavra INOVAÇÃO como siglas, assim como organizações e universidades a empregam. Por exemplo: SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem), UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa) e assim por diante.
Para a palavra INOVAÇÃO, defino-a em uma única frase que se pode utilizar desde a menor até grandes empresas. INOVAÇÃO (Inevitável Necessidade de Obter Vantagens Altamente Competitivas no Ambiente Organizacional).
E como conseguir esta vantagem? Seria investindo em novas tecnologias? Mão de obra especializada? Em ambos. Mas a mão de obra especializada a chamaremos de Capital Intelectual Especializado porque a riqueza de uma organização está na sua principal ferramenta, pessoas. Elas são o combustível que propulsiona a produção e a melhoria contínua na empresa através do seu espírito empreendedor. São os chamados intra-empreendedores organizacionais potenciais.
Com seu Capital Intelectual Especializado pronto para ser utilizado, precisa de um ambiente propicio para florescer aumentando assim a Vantagem Altamente Competitiva da empresa.
O intra-empreendedorismo em uma empresa permite que surjam várias inovações de produtos/serviços capazes de manter sua competitividade no mercado.
Esta cultura deve estar enraizada nos corações da alta gerencia como também nos de seus colaboradores uma vez que só é possível cultivar uma cultura intra-empreendedora quando todos possuem seus objetivos pessoais e profissionais alinhados com a estratégia do negócio. Espera-se que a força de trabalho exercida na linha de produção não seja apenas a de executar, mas sim de também visualizar melhorias e implantar de forma consciente e eficiente suas idéias.
Neste caso o papel do gestor/supervisor tem especial contribuição para o alavancamento da produção intelectual e para que consiga despertar a vontade no colaborador de empreender e Obter Vantagens Altamente Competitivas se faz necessário elogiá-lo quando do sucesso de uma idéia e evitar a repreensão em público de algo que saiu errado, pois só o fato de um colaborador tentar fazer o trabalho de uma forma diferente quer dizer que houve um quebra de paradigmas, uma ampliação da visão do negócio. Nestes casos o líder deve orientá-lo e estimulá-lo a continuar tentando encontrar outras formas de melhorar o seu serviço e paralelo a isso ir fazendo coaching com este colaborador, ensinando-o a pensar mais nas conseqüências de suas ações e explicar a importância do planejamento antes da execução.
A Inevitável Necessidade de Obter Vantagens Altamente Competitivas no Ambiente Organizacional (INOVAÇÃO) está em todas as esferas de negócios e principalmente nas mãos das lideranças os quais precisam receber treinamentos em gestão de pessoas. Ensiná-los a manter o foco na produção sem esquecer de dar atenção ao responsável por ela, o colaborador.
Stephen R. Covey em seu livro, Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, comenta sobre Produtividade e Capacidade de Produção (P/CP) onde deve existir um equilíbrio entre os resultados desejados e a Habilidade ou bem que o produz. Afirma também que o colaborador deve ser tratado do modo como deseja que eles tratem os clientes mais importantes, pois assim eles podem fornecer voluntariamente o que tem de melhor – seus corações e suas mentes. Covey finaliza o pensamento que o equilíbrio P/CP é a verdadeira essência da eficácia.
Inevitável Necessidade de Obter Vantagens Altamente Competitivas no Ambiente Organizacional – mais que um conceito – isso é INOVAÇÃO.

Sérgio Ditkun
32 anos;
Graduado em Administração de Empresas;
Pós Graduado em Gestão Inovadora de Produtos, Serviços e Cadeia de Suprimentos;
Trabalha em RH em uma das Melhores empresas para se trabalhar no Brasil – (Revista Exame 2011);
Professor pelo SENAI de Ponta Grossa – PR, acredita que o segredo para o sucesso pessoal e ascensão profissional depende muito do respeito e da valorização das pessoas, independente da posição que elas ocupam.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of