logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Integração na empresa: como fazer, importância e dicas

Sumário

Home > Artigos > Tendências > Integração na empresa: estratégias para um ambiente de trabalho colaborativo

Integração na empresa: estratégias para um ambiente de trabalho colaborativo

A integração na empresa, também conhecida como integração organizacional ou integração de novos colaboradores, refere-se ao processo pelo qual os funcionários recém-contratados são introduzidos na cultura, nas políticas, nos procedimentos e nas práticas da organização. 

A integração na empresa é um componente essencial para criar um ambiente de trabalho colaborativo e produtivo.

Com o advento da era da informação no início da década de 90 grandes transformações ocorreram, pois a evolução das tecnologias proporcionou agilidade no repasse das informações permitindo-nos fazer parte da chamada globalização. 

Paralelamente a essa evolução, ocorreram mudanças significativas no relacionamento entre empresa e empregado, priorizando as relações humanas e valorizando o conhecimento e habilidades.

Este artigo visa explorar as diversas estratégias e práticas que facilitam a integração eficaz dos funcionários em uma organização. 

O que é uma integração em uma empresa?

YouTube video

Uma integração em uma empresa é o processo pelo qual novos funcionários são acolhidos e adaptados ao ambiente de trabalho e à cultura organizacional. 

Assim, este processo envolve uma série de atividades e estratégias que ajudam os novos colaboradores a entenderem seus papéis, responsabilidades e como suas funções se encaixam na estrutura e nos objetivos maiores da empresa.

A integração vai além de simplesmente familiarizar os novos funcionários com as políticas e procedimentos da empresa.

Banner artigo_Material-O Novo RH

Ela também inclui a introdução à cultura organizacional, aos valores, às práticas de trabalho e à equipe. 

O objetivo é garantir que os novos membros se sintam parte integrante da organização, compreendam as expectativas e estejam prontos para contribuir efetivamente.

Logo, um programa de integração eficaz pode incluir apresentações de colegas e gestores, treinamentos sobre as ferramentas e sistemas usados pela empresa, sessões informativas sobre benefícios e políticas, e atividades que promovam a interação e o networking entre os funcionários. 

Além disso, pode envolver mentoring ou coaching para apoiar o desenvolvimento profissional contínuo do novo colaborador.

A importância da integração na empresa

A integração na empresa é fundamental por várias razões:

  • Facilita a Adaptação dos Novos Colaboradores: Ajuda os novos funcionários a se adaptarem rapidamente ao ambiente de trabalho, à cultura da empresa e às suas funções.
  • Melhora a Produtividade: Funcionários bem integrados entendem melhor suas responsabilidades e expectativas, o que pode levar a um desempenho mais eficaz e produtivo.
  • Reduz a Rotatividade de Funcionários: Uma integração eficaz pode aumentar a satisfação e a lealdade dos funcionários, reduzindo a rotatividade e os custos associados à contratação e treinamento de novos colaboradores.
  • Promove a Cultura Organizacional: A integração é uma oportunidade de transmitir os valores, a missão e a visão da empresa, alinhando os novos funcionários com a cultura organizacional.
  • Aprimora a Comunicação e o Trabalho em Equipe: Ao promover a interação entre novos funcionários e suas equipes, a integração estimula a comunicação efetiva e o trabalho colaborativo.
  • Identifica e Soluciona Dúvidas Precocemente: Permite que os novos colaboradores esclareçam dúvidas desde o início, evitando mal-entendidos ou erros futuros.
  • Contribui para o Desenvolvimento de Carreira: Oferece aos novos funcionários uma visão clara das oportunidades de crescimento e desenvolvimento dentro da empresa.
  • Fortalece o Engajamento e o Comprometimento: Colaboradores que passam por um processo de integração bem-sucedido tendem a se sentir mais valorizados e comprometidos com a organização.

Em resumo, a integração é uma etapa crítica no processo de contratação, essencial para assegurar que os novos funcionários se sintam bem-vindos, sejam produtivos e permaneçam comprometidos com a empresa a longo prazo.

Integração na empresa e o papel do RH

Blocos de competências sendo empilhados como metáfora para o processo de integração na empresa e desenvolvimento de habilidades.

Diante desse panorama o profissional de RH, juntamente com os empregadores, adotou uma nova abordagem junto a seus subordinados, a chamada Gestão de Pessoas, com o intuito de direcioná-los para o alcance dos objetivos, buscando a sua participação, cooperação e comprometimento junto à empresa.

Ações como recrutamento e seleção ganharam maior relevância, visando não somente o preenchimento de um posto de trabalho.

Atitudes como a proatividade, flexibilidade e maturidade emocional passam a serem requisitos avaliados durante este processo, pois influenciam no relacionamento interpessoal dentro da empresa. 

Nesse novo contexto, algumas ferramentas administrativas passaram a ser utilizadas para auxiliar em todo o processo produtivo. Uma delas é a Integração de Novos Funcionários dentro das organizações.

Integrar é tornar inteiro, completar.

Integrar um novo funcionário dentro da empresa envolve inteirá-lo sobre a cultura, valores e o ambiente da empresa, evidenciando informações importantes.

Além disso, inclui proporcionar o treinamento na função para a qual foi contratado.

A empresa, por menor que seja, tem a sua própria história e, consequentemente, a sua cultura, que deve ser valorizada e reconhecida pelos seus componentes.

Desse modo, o intuito é fortalecer essa cultura, direcionando a empresa para o alcance dos objetivos estabelecidos.

Qual o objetivo da integração na empresa?

O objetivo da integração é reduzir o tempo de adaptação e treinamento, proporcionando maior segurança na execução das atividades.

Além disso, visa estabelecer uma relação de confiança, auxiliando no relacionamento com os demais funcionários.

A integração visa facilitar a adaptação dos novos colaboradores ao ambiente de trabalho, garantindo que se sintam bem-vindos, valorizados e capazes de contribuir desde o início. 

Peças hexagonais de madeira com símbolos de equipe alinhadas em fundo azul escuro, ilustrando a integração na empresa.

Ela serve para alinhar as expectativas do negócio com o desempenho dos funcionários, impactando diretamente na retenção de talentos e trazendo vantagens significativas para a organização. 

Através da integração, os novos funcionários são introduzidos à cultura da empresa, incluindo sua missão, valores e comportamentos aceitos.

Portanto, isso promove um alinhamento entre as expectativas da empresa e o desempenho de seus membros.

Além disso, a integração auxilia na redução do absenteísmo e melhora a qualidade das entregas de trabalho, contribuindo para um ambiente de trabalho mais colaborativo e produtivo.

Veja também:

Quanto tempo dura a integração de uma empresa?

Mão posicionando a peça final em um quebra-cabeça, representando a integração de equipe na empresa.

A duração da integração de uma empresa pode variar significativamente dependendo da organização, do cargo, da complexidade das funções e das políticas internas.

Geralmente, os programas de integração podem durar de alguns dias a várias semanas. 

Em algumas empresas, especialmente aquelas com funções mais complexas ou culturas organizacionais únicas, o processo de integração pode se estender por vários meses.

Por isso, uma integração mais curta, de alguns dias, pode ser suficiente para funções mais diretas ou para empresas com procedimentos e cultura organizacional menos complexos.

Por outro lado, para posições que exigem uma compreensão mais aprofundada dos processos, tecnologias ou políticas da empresa, uma integração mais longa e detalhada é benéfica.

Além disso, muitas empresas adotam uma abordagem de integração contínua, que vai além do período inicial de treinamento e adaptação.

Essa abordagem inclui check-ins regulares, sessões de mentoring e oportunidades contínuas de aprendizado e desenvolvimento.

Isso garante que os novos funcionários estejam sempre alinhados com as metas e mudanças da organização.

Assim, não existe um “tamanho único” para a duração da integração. la deve ser adaptada às necessidades específicas tanto do funcionário quanto da empresa.

Aspectos a serem abordados

Equipe profissional engajada em uma sessão de integração na empresa, com foco na colaboração e compartilhamento de ideias.

Alguns apestos importante para serem abordados:

  1. Histórico da empresa: História da fundação, missão, valores, cultura; referenciar conquistas;
  2. Estrutura Organizacional: Organograma, quem se reporta a quem, onde ele se encontra neste organograma e a que ele deve se reportar;
  3. Expectativas: Salários, benefícios, normas da empresa, o que ele pode esperar da empresa e quais as expectativas da empresa em relação a sua contratação;
  4. Avaliações: Quando e como ocorrem e de que maneira serão realizadas;
  5. Apresentação da equipe e a função do novo colaborador: O objetivo é minimizar o impacto dos primeiros dias e facilitar o relacionamento com os demais funcionários.

Custa da integração nas empresas

O custo deste processo depende do grau de exigência da empresa. Cada qual deverá capacitar o setor ou membro da equipe para que esteja apto a implantação do mesmo. 

Quando necessário, deve-se utilizar um material de apoio, como um manual de integração com as principais informações da empresa.

Outros meios incluem a intranet, dinâmicas, vídeos institucionais, palestras, entre outros.

Muitas empresas não veem esse processo como um investimento, mas apenas como custo. É difícil mensurar os resultados imediatamente.

No entanto, no decorrer do desenvolvimento das atividades, percebe-se a segurança e a confiança nas tarefas do dia a dia. Esses aspectos revelam a importância do processo.

Saiba mais: Confira nosso curso sobre Onboarding: fazendo a integração de novos colaboradores e aprenda o que é o processo de Onboarding e como você pode implementá-lo para realizar uma integração que foca tanto em aspectos técnicos quanto sociais.

A integração é necessária porque é um processo que busca o comprometimento do novo colaborador.

Logo, ela visa demonstrar a importância da função que ele executará e de que forma isso contribuirá no alcance de metas.

Esse processo valoriza a empresa, pois cabe aqui também referenciar as conquistas e acontecimentos que se somam a história e a formação da cultura, e ainda valoriza o recém contratado, pois agora ele faz parte desta equipe. 

Assim, consequentemente fortalece a empresa no mercado em que ela está inserida, buscando sempre atingir a meta de toda empresa que é o sucesso.

YouTube video

Conclusão

Em conclusão, o processo de integração em uma empresa é muito mais do que um mero procedimento inicial para novos funcionários.

Desse modo, representa um investimento essencial na construção de uma força de trabalho confiante, bem informada e alinhada com os objetivos e a cultura da empresa. 

Assim, a integração eficaz cria um ambiente de trabalho mais coeso e colaborativo, o que é fundamental para o sucesso contínuo de qualquer organização.

Portanto, as empresas devem reconhecer a importância deste processo e dedicar os recursos necessários para garantir que seja realizado de forma eficiente e eficaz.

Assine a nossa Newsletter