Artigos

Inteligencia Emocional

O que é inteligência emocional? Segundo Goleman, “…capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e em nossos relacionamentos.”
Mas será que isto é de fato fácil, será que basta mesmo reconhecer no outro e em si mesmo o melhor momento e se não for o melhor momento, aguardar por ele? Será que sempre teremos esta opção no momento de uma decisão?
Talvez não…se não desenvolver a competência IE.
Como fazer um carro andar se o mesmo esta sem combustivel?

Podemos dividir este assunto, sem a pretensão de esgota-lo, em dois momentos:

Inteligência intrapessoal – Capacidade de compreender a si mesmo e de apreciar os próprios sentimentos, medos e motivações.

Inteligência interpessoal – Capacidade de compreender as intenções, motivações e desejos dos outros.

Na intrapessoal, existem fatores que devem serem observados, ainda segundo Goleman, são eles:
Auto-Conhecimento Emocional – reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando ocorrem;

Controle Emocional – lidar com os próprios sentimentos, adequando-os a cada situação vivida;

Auto-Motivação – dirigir as emoções a serviço de um objetivo ou realização pessoal;

Reconhecimento de emoções em outras pessoas – reconhecer emoções no outro e empatia de sentimentos; e

Habilidade em relacionamentos inter-pessoais – interação com outros indivíduos utilizando competências sociais.

E na Interpessoal:

Organização de Grupos – habilidade essencial da liderança, que envolve iniciativa e coordenação de esforços de um grupo, bem como a habilidade de obter do grupo o reconhecimento da liderança e uma cooperação espontânea.

Negociação de Soluções – característica do mediador, prevenindo e resolvendo conflitos.

Empatia – é a capacidade de, ao identificar e compreender os desejos e sentimentos dos indivíduos, reagir adequadamente de forma a canalizá-los ao interesse comum.

Sensibilidade Social – é a capacidade de detectar e identificar sentimentos e motivos das pessoas.

O segredo então, se houver, é fazer da inteligência emocional, uma competência, isto mesmo, uma competência e passar a trata-la como mais uma competência/curso/estudo, que deve ser adquirida para a ocupação de qualquer cargo dentro da empresa ou lugar dentro de uma sociedade. Só entendendo a si e ao outro é que poderemos criar relacionamentos, quer sejam eles profissionais ou pessoais, como maior respeito e confiabilidade. Ser liderado por um líder que me conhece e se conhece, com certeza será muito mais tranquilo e prazeroso, do que ser liderado por alguém que nem conhece a si mesmo. Que suas únicas preocupações ,são as metas que devem ser alcançadas e sua autoridade de ” chefe”. Por tanto se buscamos por equipes produtivas, motivadas e acima de tudo saudáveis, Srs Lideres e Gestores, desenvolvam o quanto antes a competência IE.

Abraços,

Sandra Milate

Por:

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Rodrigo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rodrigo
Visitante

Ótimo artigo, bacaba.