Artigos

Investir em capital humano para crescer

Hoje em dia as empresas necessitam investir não só em tecnologia, mas também em Capital Humano.

Uma das formas de valorizar o capital humano é através da universidade corporativa.  A universidade corporativa é uma instituição de ensino dentro da própria empresa ou um programa de ensino, mas infelizmente não são todas as organizações que tem capital e infra-estrutura para desenvolver a educação corporativa dentro da empresa.

A educação corporativa é um sistema de formação de pessoas e tem como foco a gestão de pessoas, o objetivo é que os envolvidos sejam automotivados e motivados para desenvolverem suas competências necessárias para alcançar os resultados e as competências críticas da empresa, através do conhecimento, habilidade, atitude, motivação e amor, fazer com que seus colaboradores tenham uma educação contínua dentro da organização, às organizações devem investir em universidades corporativas para reter talentos para as empresas e assim oferecer cursos específicos para melhoria contínua dos colaboradores, despertando o interesse nos mesmos em aprender e crescer cada vez mais na vida profissional e poder também agregar mais conhecimentos, e habilidades em seu currículo.

Nova call to action

A partir do momento que a empresa começa investir em Capital Humano e observa que estar alcançando resultados positivos em seu desenvolvimento empresarial a mesma obtém mais sucesso e os seus colaboradores também. Infelizmente toda deficiência estrutural que existe em toda comunidade e sociedade acaba refletindo de forma negativa dentro da empresa, pessoas sem qualificações, sem conhecimentos na maioria das vezes se tornam cidadãos mais acomodados e se limitam automaticamente a uma zona de conforto dentro das organizações, sem perceberem que atualmente devido à globalização e a competitividade, não basta saber ou exercer uma função e sim várias atividades, com isso as organizações acabaram observando que se existe funcionários despreparados ou acomodados na organização, ou que tiveram uma família desestruturada ou, uma formação acadêmica de ma qualidade acaba de certa forma prejudicando as empresas.

O resultado é que as organizações chegaram a uma conclusão de que não tem como mudar todas as gerações de pessoas, como também não tem para onde mandá-las.

São necessariamente os problemas destes tipos que na maioria das vezes são comportamentais e técnicos que acabam criando uma grande carência, falta de comunicação e cultura, assim impedindo que as pessoas busquem um melhor caminho para notar que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e exigente e que necessitam de pessoas capacitadas. Numa era de expansão de tecnologia, e desenvolvimento, e crescimento empresarial as pessoas se excluem de toda realidade, estacionando- se numa vida sem visão profissional e também pessoal, pois na maioria das vezes não são automotivadas e nem motivadas.

Conclui-se que, para diminuir o numero de rotatividade e desemprego no Brasil, as empresas devem investir em Universidades Corporativas para treinar, preparar e capacitar os colaboradores, transformando-os em excelentes profissionais e grandes líderes, não só para a própria empresa quanto para o mercado de trabalho, com isso a empresa obterá maior crescimento e lucros e funcionários mais capacitados, comprometidos e satisfeitos.


Joelma Anselmo dos Santos
joelmaanselmo@hotmail.com

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments