Artigos

Motivação em tempos de incerteza

motivação

Pouco mais de um ano após o começo da pandemia no Brasil, a crise sanitária mostra-se mais grave do que se imaginava e, como se não bastasse, desenha-se mais longeva do que se previa. Com uma parcela muito pequena da população vacinada e sem perspectivas claras sobre a imunização do restante dos brasileiros, o País permanece mergulhado em tempos de incerteza sobre o futuro de curto e médio prazos.

Nesse ambiente, além da luta pela sobrevivência das empresas, os gestores precisam preocupar-se com a motivação dos colaboradores. Afinal, as pessoas são a base de qualquer empreendimento – são elas que acionam e controlam máquinas, conduzem veículos e operam os mais diversos equipamentos, de fogões a computadores.

Nova call to action

Quando estão desmotivadas, preocupadas, ansiosas ou fora do seu eixo por qualquer outra razão, há reflexos diretos na produtividade e, por consequência, na lucratividade, com potenciais riscos à saúde do negócio. Diante do tempos de incerteza, confira o passo a passo para buscar a motivação dos colaboradores.

Por que buscar a motivação dos colaboradores?

1º – Seja um gestor mais transparente

O primeiro passo é a transparência a respeito de tudo o que pode interferir não só no dia a dia corporativo como também impactar na vida pessoal de cada colaborador. Acredite: muitas vezes, é preferível compartilhar uma má notícia – mas de forma clara – do que divulgar superficialmente algo que abra margem a interpretações negativas. A desinformação é a mãe das fofocas e a razão de muitos conflitos.  

2º – Saber ouvir é tão importante quanto saber falar

Da mesma forma que falar, também é importante que os gestores saibam ouvir. Por isso, seja em reuniões de trabalho ou mesmo por meio de ferramentas específicas para essa finalidade, deve-se dar oportunidade para que os colaboradores se manifestem a respeito de eventuais dificuldades do dia a dia. Essa troca fortalece os laços de confiança entre chefes e subordinados, contribuindo decisivamente para um ambiente agradável. 

 Em geral, a promoção de uma atmosfera de trabalho positiva é suficiente para evitar que pequenas dificuldades se tornem grandes problemas. Assim, a convivência harmoniosa e respeitosa entre as pessoas – ainda que no ambiente virtual – é indispensável. Em caso de conflitos, cabe aos gestores agirem de forma rápida, serena e assertiva, evitando que a situação ganhe maiores proporções. 

3º – O bom e velho feedback 

O estabelecimento de relações positivas cria um ambiente propício à proatividade, à criatividade e à cooperação entre setores e entre pessoas. Também torna os momentos de feedback, essenciais à melhoria das operações, oportunidades menos maçantes e mais producentes para todos os envolvidos. 

Em tempos de incerteza, outro aspecto fundamental para a motivação é a valorização dos trabalhadores. Além da oferta de salários compatíveis com o mercado, a distribuição de prêmios, de bônus e até de elogios é sempre bem-vinda e essencial para manter o engajamento da equipe com a motivação.

Neste sentido, deve-se realizar uma revisão constante das políticas de atração e retenção de talentos

4º – Seja um gestor presente 

E, claro, um bom gestor nunca deve desligar-se do que acontece com os trabalhadores no âmbito pessoal. Em um período tão delicado como o que vivemos, as pessoas precisam lutar contra as dificuldades do isolamento social, o luto pela morte de familiares ou amigos e os problemas financeiros – às vezes, tudo ao mesmo tempo.

Estar atento a essas situações e demonstrar disposição em ajudar mostra que a empresa não está apenas interessada em sua própria continuidade, mas também com as pessoas que, afinal, garantem a sua existência.

Por Fábio Pajaro

Artigo sugerido por Natalia Medeiros – atuante na área de Coaching, desenvolvendo profissionais e transformando negócios, em processos individuais e/ou grupos, treinamentos de performance, liderança, motivação e palestras corporativas. Atualmente dedica 100% do tempo ao Desenvolvimento Humano, voltado pro âmbito de carreira e negócios, principalmente nos estudos de Mercados do Futuro, habiidades e competências comportamentais da Nova Era (Soft Skills). Tem uma bagagem com mais de seis anos de experiência em, Pesquisa Clínica, com foco em gestão de pessoas e processos.

 

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

News do RH Portal

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as Novidades e Tendências do Universo do RH