logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Carreira e Negócios > 7 sinais de que está na hora de mudar de emprego

Sumário

7 sinais de que está na hora de mudar de emprego

Qual será a melhor hora para mudar de emprego? Se você está se fazendo essa pergunta, é bem provável que já esteja sentindo algum tipo de insatisfação em relação ao cargo ou à empresa em que está atualmente.

A grande questão é compreender se essa insatisfação é apenas um momento ruim ou se ela é apenas a ponta do iceberg de problemas maiores e mais graves. Para isso, é fundamental se atentar aos sinais que são dados, tanto pelo ambiente ao seu redor quanto pelo seu próprio corpo e mente.

Neste artigo, vamos falar sobre os 7 principais sinais que mostram que é preciso mudar de emprego para ter uma carreira próspera e feliz. Confira!

Existem sinais claros de quando é a hora de trocar de emprego. Nós trouxemos uma lista de 7 sinais, confira se eles já são parte de seu dia a dia:

1.     Falta motivação para realizar as tarefas

O primeiro sinal de que o emprego atual não está bom reflete na motivação diária para a realização das tarefas. Ter um pouco de preguiça na segunda-feira ou não gostar de uma ou outra atividade é normal, mas quando isso começa a se tornar muito frequente e intenso é preciso acender um alerta.

A falta de motivação constante torna a rotina cada dia mais pesada e maçante. Aos poucos, tarefas que eram prazerosas se tornam chatas e falta vontade para realizá-las. Os resultados obtidos também não são mais tão satisfatórios e fica a sensação de que se chegou ao final do dia sem entregar o que deveria.

2.     Aumento no estresse e surgimento de sintomas físicos e emocionais

Outro ponto de observação importante é sobre o surgimento de sintomas físicos e emocionais decorrentes do aumento do estresse e da insatisfação no trabalho.

planejamento de carreira

Portanto, dores de cabeça muito frequentes, dores pelo corpo, fadiga muscular, irritabilidade e manifestações alérgicas são muito comuns nesse sentido.

O corpo está sempre nos mandando sinais de que algo não está bem, precisamos ouvi-lo atentamente e respeitar nossos limites.

3.     Perda na qualidade de vida

qualidade de vida é um conceito que varia bastante de indivíduo para indivíduo, assim, a mesma carga de trabalho pode parecer muito pesada para uns é absolutamente normal para outros. A grande questão é observar se você não está normalizando algo que não deveria ser normalizado.

Entenda que é fundamental ter tempo e energia para a realização de atividades não relacionadas ao trabalho por algumas horas do dia. Cuidar da casa, brincar com os filhos, levar o pet para passear, ler um livro. Coisas que parecem simples, mas que são essenciais para ter uma boa saúde física e mental

4.     Incompatibilidade com a cultura da empresa

A cultura organizacional é um dos elementos mais importantes dentro de uma empresa, pois ela define a forma de agir de todos os profissionais.

O alinhamento entre ela e os valores de cada um é o que permite um bom clima organizacional e, com isso, a motivação e o engajamento dos times.

Quando há um desalinhamento entre esses elementos, a pessoa começa a se ver diante de situações que não estão de acordo com o que ela acredita ser o ideal ou mesmo o correto a se fazer. Aos poucos, isso afeta sua saúde mental, aumenta seu nível de estresse, dando início a um círculo vicioso e muito negativo.

5.     Defasagem no salário

Não podemos deixar de falar sobre os motivos financeiros que envolvem uma decisão para mudar de emprego. Por mais que uma pessoa se sinta satisfeita com o cargo que ocupa, com as atividades que desempenha e com o ambiente de trabalho, remuneração precisa estar de acordo com as entregas realizadas.

A defasagem no salário é um problema que acaba afetando até mesmo a autoestima do profissional, que não se vê devidamente recompensado por seus esforços.

Nesse caso, o ideal é realizar uma pesquisa no mercado e entender, junto à organização, se ela está disposta a pagar o que é justo ou se realmente esse é um sinal de que você precisa mudar de empresa.

6.     Desgaste no relacionamento com a gestão

problema com a liderança imediata é, provavelmente, a motivação mais impactante de todas para uma pessoa trocar de empresa. Trata-se de uma situação que afeta o dia a dia do profissional e que pode causar todos os outros problemas que foram citados até aqui.

Existem dois tipos principais de casos de incompatibilidade com a gestão que demandam atenção. O primeiro é quando os valores e o estilo de liderança não combinam.

É uma questão de perfil, que não é grave, mas que gera desgastes nos médio e longo prazos e que são suficientes para que se decida mudar.

O segundo é um pouco mais grave e diz respeito a uma gestão mais abusiva. Em geral, chefes com esse perfil acabam refletindo um estilo da própria alta gestão, que permite e até incentiva um comportamento mais agressivo e nocivo junto aos colaboradores.

Em cenários como esse, o melhor é sair, mesmo que não haja uma proposta de outra empresa em andamento, em prol da sua saúde mental e física.

7.     Limitações em relação ao cargo ou à área de atuação

Por fim, outro sinal muito importante a se atentar está relacionado às possibilidades de crescimento proporcionadas pela empresa atual. A responsabilidade pelo desenvolvimento na carreira de uma pessoa é dela própria, mas o ambiente no qual ela se encontra precisa ser propício para que isso aconteça.

Existem situações em que a empresa acaba limitando o potencial de seus colaboradores, seja porque ela é muito pequena, seja por ser muito rígida em sua estrutura.

O fato é que o profissional precisa visualizar suas metas de carreira de médio e longo prazo e analisar se elas podem ser cumpridas dentro da organização atual. Caso contrário, o melhor é mudar de emprego.

Quando vale a pena mudar de emprego?

profissional insatisfeita que precisa mudar de emprego.

Vale a pena mudar de emprego quando você percebe que não está satisfeito, não há oportunidade de crescimento e a sua carreira está trazendo insatisfação para sua vida.

Essa não é uma decisão que deve ser tomada com pressa ou sob fortes emoções. Ao contrário disso, o ideal é pensar com calma e ter certeza antes de começar um processo de transição.

Observe quais são seus próximos objetivos, perceba quais são os seus pontos fracos e comece a resolver as questões para que possa ter mais chances de alcançar seus novos objetivos profissionais.

O que fazer quando quer trocar de emprego?

Se você identificou que está na hora de trocar de emprego, é importante começar a se preparar para a transição.

Perceba que não é indicado “boicotar” a empresa atual ou gerar um problema para que seus superiores te demitam.

Uma vez que, o processo deve ser feito com profissionalismo, respeito aos que te deram uma oportunidade e é importante ter paciência.

Se você deseja trocar de emprego mantendo o cargo atual, precisará fazer seu currículo e começar a distribuir para ter oportunidade de participar de entrevistas para novos cargos.

Além disso, é importante continuar fazendo o seu trabalho com qualidade, para evitar qualquer tipo de problema.

Como mudar de emprego de forma segura?

O ideal é se preparar financeiramente para mudar de emprego. Ao decidir que realmente já não dá para ficar onde está, quite suas dívidas e construa uma reserva de emergência.

É interessante ter ao menos 6 meses de seu custo de vida guardados, para que possa ter tempo de procurar um novo emprego.

Além disso, se houver possibilidade de se manter no emprego atual enquanto se prepara para enfrentar o mercado de trabalho será ótimo!

Observe se falta fazer algum curso ou qualificação profissional para ocupar o cargo que deseja a partir de agora.

Procure se especializar e aproveitar que ainda tem a segurança de um emprego que paga suas contas, para que possa ter novas oportunidades.

Em muitos casos, fazendo uma nova formação você conhecerá pessoas que podem abrir as portas que deseja para o seu futuro. E dessa forma, o processo será de forma fluida e natural, evitando um desgaste desnecessário.

Portanto, quem deseja aproveitar que ainda tem emprego para fazer um planejamento de transição suave, precisa ter em mente que é importante se manter produtivo e eficaz no trabalho atual.

Afinal, demonstrando por meio de seu comportamento que está insatisfeito e que em breve pedirá demissão, seus superiores poderão antecipar a sua saída, gerando um percalço indesejado na mudança de emprego.

Se você quer se planejar para o momento ideal de mudar de emprego, mas tem medo, saiba que é normal! No entanto, com uma estratégia eficiente as dificuldades do processo são diminuídas e o resultado tende a ser o melhor possível.

Que tal fazer um curso para desenvolver suas Competências Profissionais antes de mudar de emprego?

Concluindo, talvez seja a hora de mudar de emprego

Como vimos, existem muitos sinais que mostram se é o momento ou não de mudar de emprego. Contudo, todos eles podem ser resumidos em uma única questão: a insatisfação com o emprego atual.

Então, se você está passando por esse tipo de sentimento, busque entender a causa e não se prenda a uma empresa que não esteja contribuindo com a sua evolução profissional. Cuide de você e da sua carreira!

Gostou do conteúdo? Que tal avaliar como anda a sua produtividade na empresa? Baixe agora mesmo a Planilha de Produtividade.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Assine a nossa Newsletter