Artigos

O desaparecimento de algumas profissões e a criação de novos conceitos.

A extinção de algumas profissões e a criação de novos conceitos.

Hoje nos analisamos que muitas profissões deixaram de existir por causa da globalização e a tecnologia, podemos dizer que desde 1880 primeiras máquinas a vapor e com a revolução de 1932, aqui no Brasil, muitas profissões deixaram de existir, mas em contra partida, surgiram novas oportunidades, criação de novas funções.
Podemos fazer uma analise com as seguintes funções que não existem mais abaixo.

 Operador de Telex (eram 06 horas)
 Datilografo
 Telegrafista
 Operador de Radio PY, empresas em grandes distancia tinham este profissional, onde o telefone não chegava.
 Motoneiro ( condutor dos bondes)
 Mecânico de Automóvel o antigo, pois hoje troca-se chip nos veiculos e demais placas de controle.
 Arquivista
 Operador de Kardex – Cardex é o nome de antigo sistema arquivos de fichas e um armário. No armário as fichas são colocadas em uma determinada ordem: assunto, título, cliente
 Operador Contábil – usava uma maquina enorme onde eram lançadas as fichas do razão.
 Operador de mimeografo (as escolas tinham este profissional)
 Caneteiro – profissional que consertava canetas tinteiro, muito comum no centro da cidade de SP, hoje existem ainda, mas são de algumas lojas.
 Operador de microcomputador
 Digitador (06 horas)
 Barbeiro

E isso não para por ai, nos dias de hoje, já temos diversas funções deixando de existir ao longo dos anos, citamos alguns exemplos.

Administrador de empresa : Atualmente o curso de administração de empresa, desfragmentou-se em diversos cursos , Administração em Recursos Humanos, financeiro, bancário, logístico e processos gerenciais.
No Brasil não há mais campo para grandes administradores, pois muitos desses profissionais no passado cursavam a faculdade, por causa dos seus pais, para assumirem o negócio da família e hoje não estamos, “vendo” filhos querendo assumir o negócio da família.
Mas quando falamos no curso de graduação de 4 a 5 cinco, será que o investimento financeiro e o retorno do capital será rápido e será que serei um administrador ou somente um gerente, coordenador ou supervisor administrativo.
Na maioria dos casos, o formando acaba sendo remunerado com um salário baixo do mercado, por não possuir um estagio e experiência exigida, contudo isso acaba sendo um analista pleno, sênior etc.

Psicólogo : No passado era muito procurado o curso de psicologia nas universidades, mas hoje esse sistema está mudando principalmente para quem faz recrutamento e seleção de pessoal.
Hoje a empresa, prioriza um analista de Rh, com formação no curso de dois anos? Será que o mesmo esta errado em contratá-lo ?
Na maioria dos casos não, e sabe por que? O profissional de psicologia estuda quatro anos e vai desempenhar suas funções em analise de currículo e dinâmica, e sua prática no dia a dia para analise psicológica do candidato, será que esse profissional é gabaritado para isso, mesmo com o CRP?
Contudo isso estão contratando muitos pedagogos, para fazer essa analise que os psicólogos deixaram de fazer durante tempo.
Pois não temos campos para milhares de psicólogos.

Técnico em Segurança no trabalho : Ainda se fala muito nesse curso, mas a utilidade já foi bem mais qualificada, hoje esse profissional, não possui responsabilidade adequada, e quem faz realmente o trabalha é o Médico do Trabalho, que responde pela área.

Técnico em contabilidade: Quando lançou o curso de Técnico em Contabilidade foi um estouro, todos queriam ser “contadores” mas acontece a mesma coisa com a função de Tec. Segurança no Trabalho, não há um grau de responsabilidade como um Contador.

Marketing, propaganda rádio : Esta sendo quase extinto pelo curso de Administração em marketing.

E isso já é tendência que já está no mercado, curso rápido, você sai ser especialista, mas em contra partida deverá fazer cursos complementares, não somente num curso de dois anos, mas os de quatro também.
Única diferença são as opções que um curso de 4 anos oferece que muitas vezes não é seguida.

Poderíamos citar que cursos Técnicos estão deixando de existir por causa da antiga visão que o País ainda tem, com as profissões do futuro, tais como:
Administrador, Médico, Advogado entre outros.
Não há campos para todos esses profissionais, pois esses conceitos são antigos e arcaicos.
Agora digo a vocês profissões do futuro que estão em falta.
Técnicos em Informática manutenção.
Técnicos agrícolas;
Pedreiros
Carpinteiros
Eletricistas, área da construção civil em geral.
Soldadores.
Área ambiental
Cuidador de idosos.
Entre outros.

Hoje o profissional tem que ser multiplicador de conhecimento e conhecer diversas funções e novos parâmetros para poder administrar novos conceitos e funções diferenciadas.

Profº Cristiano Souza
Gerente de R.H e profº Universitário
profcristianocargos@yahoo.com.br

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Gibaleiro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gibaleiro
Visitante

Cristiano, acredito que ouve uma enorme gafe neste teu artigo no que se refere ao médico do trabalho fazer o serviço do técnico de segurança do trabalho! Deveria ler pelo menos a NR 4 pra poder entender melhor o Serviço de Engenharia, Segurança e Medicina do Trabalho.