Artigos

O Papel Do Gestor Na AdministraÇÃo PÚblica

Cada vez mais requisitado pelo mercado, ele gerencia organizações do setor público em nível governamental, nas esferas federais, estaduais ou municipais, nas empresas ligadas ao terceiro setor ou em organizações não governamentais. Os profissionais são habilitados para a execução do planejamento e da gestão de políticas públicas, para a implementação de programas de responsabilidade social, para a gestão de organizações sociais e elaboração de programas governamentais. Também são requisitados para atuar em agências reguladoras e de fomento social.
O mercado está em crescimento tanto para o bacharel quanto para o tecnólogo, com concursos públicos para cargos que oferecem salários atrativos. Grandes consultorias também procuram especialistas em assuntos públicos. A novidade é o aumento no número de empresas privadas que contratam esse graduado.
A demanda por profissionais capazes de gerir projetos não cresce apenas graças às inúmeras obras civis. Também os demais serviços que envolvem diferentes esferas do governo, como saúde e transporte, terão de funcionar de maneira adequada, aumentando a procura pelo gestor público. Consultoria, Gestão de Projetos, Gestão de TI e Construção Civil são setores que mais demandam esse profissional.
Mas há oportunidades em praticamente todo o país, em empresas privadas ou públicas – estaduais, municipais ou federais.
Resumindo, o papel do gestor público, consiste basicamente em:
1) Planejar ações institucionais que possam reduzir custos administrativos, ampliar a abrangência das ações e potencializar os benefícios das políticas públicas.
2) Elaborar projetos para financiamentos em bancos públicos.
3) Implementar programas e projetos, elaborar e planejar processos de licitação pública, promover o contato entre as organizações do terceiro setor e o setor estatal.
4) Elaborar programas de metas, gerenciar orçamento, planejar e implementar programas sociais.
5) Administrar os setores contábeis e orçamentários dos órgãos públicos e dar assistência a eles. Realizar licitações e contratos administrativos. Gerenciar a ligação entre empresas públicas e privadas.
6) Elaborar, coordenar e avaliar políticas públicas no que se refere a sistemas de saúde, de educação e segurança, por exemplo, para os poderes Executivo, Legislativo e para organizações da Sociedade Civil.
7) Atuar em atividades que interagem com o poder público e em projetos de gestão compartilhada.
Clarice Trindade dos Santos – Pós-Graduando em Gestão Pública pelas Faculdades Integradas de Urubupungá – FIU e Analista de RH – Unesp de Ilha Solteira.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of