logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > RH na Prática > O papel do RH nas empresas – Quais são e como aplicar

Sumário

O papel do RH nas empresas – Quais são e como aplicar

Entender o papel do RH é fundamental para que a gestão da empresa seja aplicada corretamente e mantenha a organização evoluindo e à frente dos concorrentes. Nos acompanhe até o final, e saiba mais!

O mundo está em constante evolução e isso não é diferente no caso da gestão de empresas. Com os avanços tecnológicos e uma visão mais humanizada, faz sentido surgir uma transformação no papel do RH nas organizações.

Mas, qual é o papel do RH dentro da empresa atualmente? Essa é uma dúvida muito comum, afinal de contas, até onde vai o papel do gestor de Recursos Humanos e, qual é o seu impacto na organização, quando mal aplicado?

Se você deseja entender o conceito e entender o papel do RH, nos acompanhe neste post até o final, pois abordaremos todos os papéis que uma boa gestão deve exercer. Boa leitura!

O que é o RH nas organizações?

O RH nas organizações é um setor que cuida de aspectos que são voltados aos colaboradores como:

  • Recrutamento e seleção de novos colaboradores;
  • Treinamento que ajuda no aprimoramento de habilidades;
  • Adequação da remuneração com atuação na organização;
  • Benefícios e técnicas de motivação.

Com a atualização das leis trabalhistas a função dos Recursos Humanos acabou se modificando.

Ele deixou de ser apenas burocrático e passou a desenvolver técnicas e estratégias que são utilizadas com o objetivo reter talentos na empresa e manter os colaboradores satisfeitos.

Portanto, ela se tornou a área que faz a intermediação na empresa, suas leis, regras, valores, missão e metas aos trabalhadores, para que ambos desenvolvam uma relação de ganha x ganha.

como estruturar o seu RH do zero

RH estratégico:

Ainda dentro do conceito de Recursos Humanos, temos o RH estratégico, que tem como objetivo alinhar uma boa gestão com as metas da empresa.

Assim, ele não pensa apenas em aplicar determinadas ações visando a parte operacional do negócio, mas fazer parte da estratégia, seja desenvolvendo planos de carreira, aumento de produtividade e outras ações.

RH ágil:

Já o RH ágil tem como foco aplicar metodologias ágeis, o que contribui para que tanto a equipe de RH, quanto a empresa.

Desta forma, é possível se adaptar às mudanças que o mundo tecnológico gera, além de tornar o processo de decisão mais rápido.

Quais as vantagens de ter um RH estratégico e RH ágil nas organizações?

O que é o RH nas organizações? O RH nas organizações é um setor que cuida de aspectos como recrutamento e seleção, treinamento, remuneração, benefícios

Agora que entendemos o conceito do papel estratégico do RH, vamos entender melhor como ele pode ser efetivo no seu negócio:

Atração e seleção mais eficientes:

A análise de dados dos colaboradores ajuda o setor a identificar quem são os profissionais de melhor performance dentro da organização e quais as suas soft skills.

Assim, é possível contribuir na hora de determinar os perfis mais adequados no recrutamento e seleção.

Entendendo a fundo o que a empresa precisa e como cada um dos perfis se comporta e produz, fica mais fácil conduzir processos seletivos com mais precisão e eficiência, colocando o profissional certo no lugar certo.

Aplicação de metodologias ágeis:

Já o RH ágil, por outro lado, foca na aplicação de novas metodologias no dia a dia do negócio, como:

  • Scrum;
  • Kanban.

Ambas as abordagens tendem a ajudar no gerenciamento de processos do RH de maneira eficiente como, por exemplo, em situações de constante mudança.

Ao invés da empresa criar um planejamento linear e pouco flexível, agora é possível criar pequenos ciclos que são adaptados melhor as novas rotinas e demandas.

Redução nos índices de turnover:

Só a contratação eficiente já é um fator importante para reduzir os índices de turnover.

Afinal, quando um novo colaborador entra na empresa alinhado com a cultura organizacional, as chances de que suas expectativas sejam quebradas são bastante reduzidas.

Além disso, com uma boa gestão de pessoas e ações de retenção de talentos eficientes, o RH estratégico consegue reduzir ainda mais o turnover, mantendo os profissionais engajados e satisfeitos.

Aumento da produtividade:

Uma gestão de pessoas estratégica também é capaz de melhorar a produtividade do time, trazendo um retorno positivo para a companhia.

Com medidas como plano de carreira, investimento em treinamento e desenvolvimento, avaliação de desempenho e benefícios corporativos, é possível manter os profissionais engajados e motivados.

Além disso, essas medidas fazem com que os colaboradores se sintam reconhecidos e valorizados, o que contribui para que produzam mais e melhor, buscando auxiliar a empresa a alcançar seus objetivos.

Tomada de decisão rápida:

Através de um RH estratégico e ágil a empresa passa a tomar decisões mais rápidas e assertivas, sempre baseadas em dados e informações diárias.

Além disso, esse tipo de gestão requer oferecer ao colaborador maior autonomia para tomadas de decisão.

Qual a diferença entre o Departamento Pessoal e Recursos Humanos?

Ao Departamento Pessoal cabe cuidar dos processos operacionais, tais como:

  • Admissão de empregados;
  • Folha de pagamento e encargos incidentes;
  • Férias;
  • 13º salário;
  • Processos rescisórios, entre outras obrigações acessórias, (SEFIP, CAGED, RAIS, DIRF) e tributárias como Imposto de Renda, INSS, FGTS, entre outras atribuições dependendo do porte da empresa.

O Recursos Humano é o responsável pela Gestão de Relacionamento com os colaboradores, assumindo papéis como:

  • Recrutamento e Seleção;
  • Retenção de Talento;
  • Plano de Benefícios;
  • Treinamento & Desenvolvimento;
  • Análise (e melhoria) do Clima Organizacional, dentre outras atribuições, que podem variar de empresa para empresa.

O que é mais importante no RH?

O que é mais importante no RH? RH que auxiliará a empresa no planejamento dos processos de implantação do novo programa, passando a ter papel fundamental na execução do sistema

Responsável por diversas funções, o setor de RH não tem uma única ação importante, mas, sim, um conjunto de aplicações que fazem total diferença na organização.

Assim, é o RH que auxiliará a empresa no planejamento dos processos de implantação do novo programa, passando a ter papel fundamental na execução do sistema.

Quer seja no gerenciamento, no controle ou mesmo na gestão do envio das informações, o RH deve atuar em conjunto com os demais setores envolvidos, garantindo assim a assertividade na condução, e no gerenciamento das ações.

Por fim, cabe ao profissional de RH analisar a empresa como um todo, verificando se os processos atuais atendem à empresa, bem como deliberando, caso necessário, pela criação de novos processos, visando atender às demandas do eSocial.

Saiba Mais:

Qual é o papel do RH nas organizações?

O papel do RH nas organizações representa um conjunto de práticas e estratégias relacionadas à administração do capital humano de uma empresa. Assim, o papel do setor envolve:

Atração e retenção de novos talentos:

Um dos papéis do RH nas organizações é conseguir atrair jovens talentos para a organização, assim como mantê-los depois que ingressam.

Para isso, o setor precisa colocar a empresa em uma posição em que ela se torne atraente para trabalhar.

Assim, são destacados a missão e valores da empresa, assim como benefícios para cada cargo e criação de um plano de carreira a partir do Employer Branding.

Recrutamento e seleção:

Entre os papéis do RH nas organizações, um dos mais importantes é, sem dúvida, atrair pessoas para a empresa e selecionar os profissionais que são mais ajustados a cada cargo.

Essa função pode ser aplicada de diversas formas, como entrevistas, testes práticos, dinâmicas de grupos, etc.

Assim, é possível compreender qual é o perfil do candidato e se ele está apto a atuar na empresa na função pretendida e de acordo com os valores e missão da organização.

Ao analisar do ponto de vista da gestão, esse é um dos papéis do RH que mais requer atenção, pois, uma escolha adequada de um novo colaborador, evita um turnover alto, custo de contratação, além de impactar na produtividade e entrega de resultados.

Definição de cargos e salários:

Definição de cargos e salários: O RH tem também como papel definir quais serão os cargos da empresa, descrevendo em detalhes o que deve ser feito no seu campo de atuação, assim como o salário,

O RH tem também como papel definir quais serão os cargos da empresa, descrevendo em detalhes o que deve ser feito no seu campo de atuação, assim como o salário, compatível com a função e a responsabilidade exigida.

A partir disso, é criado uma base de informação de como o profissional da área deve ser, para que os recrutadores possam escolhê-lo corretamente para ocupar a função após um processo de recrutamento e seleção.

Treinamentos e capacitações:

Responsável por identificar o momento necessário para a criação de treinamentos e processos de capacitações, o RH deve estar constantemente analisando o desempenho dos colaboradores.

Assim, será possível entender o que cada setor necessita aprender, de acordo com a exigência do mercado, para que a empresa esteja em constante crescimento.

Segurança:

É parte do papel do RH contribuir para a manutenção da saúde mental e física do seu time de colaboradores. É fundamental:

  • Criar campanhas de conscientização sobre saúde mental no trabalho;
  • Garantir o cumprimento das normas de segurança da empresa;
  • Oferecer uma alimentação saudável;
  • Facilitar a análise de possíveis problemas em um setor, fazendo o diagnóstico de risco a segurança;
  • Mapeamento de riscos;
  • Cria sinalização de segurança em setores que necessitam atenção.

Além disso, a empresa precisa promover palestras, treinamentos e capacitações com simulações que ajudem o colaborador a executar determinadas atividades sem correr riscos de se machucar.

Por ser o setor mais próximo do quadro de colaboradores e contato direto com o alto escalão da empresa, é o RH que tem que fiscalizar cuidados ligados à saúde e segurança do colaborador.

Saiba mais: Conheça os programas de segurança e saúde, enfocando a legislação, o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs).

Clique aqui e faça o nosso curso gratuito.

Gestão de benefícios:

É preciso que o RH também faça a gestão de benefícios dos colaboradores. Essa é uma parte muito importante, pois ela está diretamente ligada a qualidade de vida dos colaboradores, a satisfação e motivação de vestir a camisa da organização.

Papel do RH na qualidade de vida do colaborador:

O papel do RH na saúde mental dos colaboradores é fundamental para que eles se mantenham conectados com a empresa no médio e longo prazo.

Para isso, devemos levar em consideração alguns aspectos:

O papel do RH no apoio à inovação e criatividade: através de suporte e atenção às suas ideias e propostas de melhorias, o RH se torna mais capacitado para apoiar a empresa na inovação e manter os seus colaboradores sempre criativos.

O papel do RH no endomarketing: não basta apenas focar no cliente externo, mas também olhar com atenção o cliente interno (colaborador).

Quando atuam com satisfação, se sentem reconhecidos e motivados, eles têm a gerarem melhores resultados na organização.

Lembre-se que uma boa organização é feita por pessoas.

Plano de carreira:

Plano de carreira:o setor de RH deve identificar quais são os caminhos necessários e habilidades técnicas e pessoais que são importantes para que um colaborador suba de nível

Por fim, mas não menos importante, temos a aplicação do plano de carreira e crescimento de um colaborador.

Ao longo dos anos em uma mesma organização, o colaborador pode acabar se acomodando, já que existem poucas perspectivas de avanço, quando a empresa não apresenta nenhum plano de crescimento.

Logo, não demora muito para que ele se sinta desmotivado e comece a atuar na empresa dentro de um ciclo, se tornando pouco produtivo, gerando maus resultados e impactando outros colaboradores com o seu ponto de vista.

Assim, o setor de RH deve identificar quais são os caminhos necessários e habilidades técnicas e pessoais que são importantes para que um colaborador suba de nível em uma organização.

Além de deixar claro o que cada um deve fazer para elevar o patamar na empresa, o RH ajuda o profissional a visualizar até onde ele pode chegar, ao continuar engajado.

Por fim, não podemos negar que um bom plano de carreira é um trampolim muito importante para a retenção de novos talentos, já que oferece a ele uma perspectiva de até onde ele pode chegar ao ingressar na equipe.

Conclusão

Por fim, podemos concluir a partir deste conteúdo que o RH nas organizações desempenha um papel multifacetado, abrangendo desde a gestão humana do colaborador até a atuação ágil para atender às demandas dinâmicas do ambiente de trabalho moderno.

De maneira geral, o papel do RH nas organizações é abrangente, envolvendo desde a atração e retenção de talentos até a definição de cargos, salários, treinamentos, gestão de benefícios entre outros.

Ao desempenhar essas funções de maneira eficaz, o RH se torna um agente crucial no crescimento e sucesso das organizações, moldando não apenas a força de trabalho, mas também a cultura.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter