Artigos

O Prêmio Especial

O resultado da pesquisa que indica as “Melhores Empresas para Você Trabalhar”, promovida pelas revistas EXAME-VOCÊ S/A, outorga aos eleitos um “Prêmio Especial” que não consta do programa e nem dá diploma. Mas que, para muitos dos eleitos, é a melhor parte da história.

Este ano, pela primeira vez, coordenei a participação de uma empresa – que também estava participando pela primeira vez – na pesquisa promovida pelas revistas EXAME-VOCE S/A para eleição das melhores empresas do Brasil em gestão de pessoas. 

Resultado da estréia: ganhamos dois prêmios, que, na prática, foram três: “Uma das 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar”, “Uma das 50 Melhores Empresas para a Mulher Trabalhar” e o melhor laboratório farmacêutico para se trabalhar dentre os 18 que participaram da pesquisa.

Quem quiser, pode conferir nas páginas 21, 34 e 90 da Edição Especial daquelas revistas que está nas bancas.

Diante desses resultados, meu orgulho e minha alegria são indescritíveis e inegáveis, mas não foi por isso que escrevi este artigo.

Minha motivação, aqui e agora, é repetir – com mais força e convicção do que nunca – aquilo que venho dizendo já em quase 100 artigos divulgados por cerca de 50 sites e uma dezena de revistas de quase todo o Brasil – e recentemente também em Portugal: vale muito a pena investir na qualidade de vida e trabalho dos colaboradores e tentar fazer da sua empresa um lugar onde se trabalha feliz.

Para quem não sabe, aqueles prêmios resultam da opinião dos funcionários que podem votar via Internet, para garantir-lhes o sigilo. A soma desses votos tem o peso de 75% que são somados aos 25% decorrentes da avaliação das ações da empresa em gestão de recursos humanos. Trata-se de um trabalho muito sério, criterioso e profissional coordenado pelas equipes da EXAME e VOCË S/A.

Agora, um detalhe que me parece muito importante de ser dito: nossa empresa vem mostrando um crescimento anual e contínuo de 20%. É a isso que quero me referir nas minhas “utopias” quando afirmo que é possível para uma empresa crescer, ter lucro e assegurar qualidade de vida e trabalho aos seus funcionários. Uma relação ganha-ganha.

Acho importante dizer essas coisas porque alguns pessimistas alegam que investir em recursos humanos não dá retorno ou então ironizam sempre que uma organização que se preocupa com seu pessoal não vai bem de caixa.

A estes, recomendo ler a edição normal da EXAME (número 826), também nas bancas. A reportagem de capa chama-se: “Funcionário Feliz – Lucro Maior” e o subtítulo explica: “Pesquisa Exame-Você S/A mostra que as melhores empresas para trabalhar no Brasil são também as que apresentam melhor resultado financeiro no final do ano”. 

Na reportagem, dentre outras informações da maior importância, pode-se ler que “Uma análise dos resultados das 150 organizações presentes na edição 2004 do guia das Melhores Empresas para Você Trabalhar, de EXAME e VOCE S/A, selecionadas pela excelência em seus ambientes de trabalho, mostra que elas atingiram uma rentabilidade média de 17,2% sobre o patrimônio. No mesmo período, a rentabilidade media das 500 maiores empresas do país foi de 12,4%”.

Certamente não há empresas perfeitas nem funcionários perfeitos. Por isso mesmo, um ganho adicional destes prêmios é mostrar para as empresas, na visão dos seus colaboradores, o que ainda precisa ser feito para que ela se torne ainda melhor para se trabalhar – e, conseqüentemente, se torne ainda mais competitiva e lucrativa.

Há e haverá quem não se sensibilize com isso. Quem continue mais preocupado exclusivamente com o lucro, sem se importar com o preço que os funcionários terão que pagar por ele. Neste ponto, o assunto deixa de ser meramente econômico para se tornar uma questão de coração.

Para as empresas que se sentem felizes em constar no Guia da EXAME-VOCÊ S/A fica a certeza de que as pessoas que geram seus lucros também estão felizes. Este é o “Prêmio Especial” dessa pesquisa – para muitos dos eleitos, o mais gratificante. 

Floriano Serra
Psicólogo, com Pós-graduação em Propaganda e Marketing (ESPM), e Especialização em Análise Transacional (ALAT).

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of