Artigos

CHRO: qual é o seu papel nas empresas?

chro

O CHRO (Chief Human Resources Officer ou Diretor de Recursos Humanos) é um dos profissionais C-level que são responsáveis pelo desenvolvimento e retenção de talentos, atuando de forma estratégica para a empresa ou startup crescer sempre mais através da força do seu capital humano.

Saiba mais sobre essa função, bem como a empregabilidade nesta área, lendo este conteúdo até o final. 

Nova call to action

Mas, afinal, por que valorizar o capital humano numa organização? O conceito é bem mais antigo do que se pensa. Nos séculos 18 e 19, teóricos como Arthur Lewis e Adam Smith já discutiam a importância das empresas superarem a preocupação com os equipamentos e irem além, valorizando quem está por trás do maquinário. 

Mais tarde, nos anos 50 do século passado, o economista Theodore Schultz consolidou o conceito de capital humano, classificando-o como um grupo de profissionais que agregam valor à empresa por meio de suas hard e soft skills. 

Enfim, como considerar a atuação do CHRO frente a um cenário competitivo e marcado pela inovação? Confira mais detalhes a seguir. 

O que é um CHRO e o que ele faz? 

O CHRO é o Diretor de Recursos Humanos responsável por tudo o que diz respeito às estratégias do RH em termos de desenvolvimento, retenção, diversidade, experiência do colaborador, entre outros aspectos que visam o crescimento dos profissionais contratados. 

Ele(a) ocupa uma função executiva. Portanto, se reporta ao CEO (Chief Executive Officer ou Diretor Executivo) e trabalha alinhado aos demais profissionais C-level da organização. 

Entre as suas atividades de rotina estão:

  • Consolidação da cultura organizacional; 
  • Gestão estratégica do capital humano; 
  • Gestão dos subsistemas de RH;
  • Desenvolvimento de lideranças;
  • Definição de normas internas do RH;
  • Verificação do nível de satisfação dos colaboradores (com benefícios corporativos);
  • Projetos de diversidade e inclusão. 

O papel do CHRO pode mudar conforme a demanda de cada empresa. Mas, em suma, ele tem a missão de utilizar da melhor forma possível cada talento da organização de modo que essa abordagem repercuta no crescimento profissional e empresarial. 

Quais as hard e soft skills de um CHRO? 

Ocupar o posto de CHRO é o desejo de muitos profissionais de RH. Afinal, estamos falando do topo da carreira para quem já atua na área. 

Portanto, confira algumas skills mais requisitadas no mercado para esses profissionais. 

Hard skills

  • Formação acadêmica em Administração, Economia, Psicologia, Recursos Humanos, Marketing ou outras áreas afins; 
  • Inglês fluente; 
  • MBA ou especialização na área de Recursos Humanos; 
  • Conhecimento em ferramentas de apoio à área;
  • Conhecimento em métricas e indicadores de RH; 
  • Familiaridade com metodologias ágeis. 

Soft skills

  • Autoconhecimento;
  • Empatia;
  • Boa comunicação;
  • Organização;
  • Ética; 
  • Flexibilidade;
  • Facilidade para integrar-se em equipe;
  • Olhar analítico. 

E como o mercado tem correspondido a esses perfis tão capacitados? Pode-se perceber que o cargo tem uma boa empregabilidade, especialmente em decorrência do crescimento de startups ao longo dos anos. 

Portanto, mesmo com a crise das big techs, e infelizmente, os seus cenários de demissão em massa, o CHRO continua ocupando uma posição estratégica e que não é substituída por outras lideranças do setor. 

Desse modo, a remuneração do CHRO é condizente com a importância do seu papel na empresa, girando em torno de R$ 22 mil, segundo dados do site da Catho, um dos maiores sites de empregos

Assim, com essas características básicas, o Diretor de Recursos Humanos poderá extrair o melhor de cada funcionário, despertar o espírito de liderança e dar condições de crescimento a cada colaborador, que deve ser estimulado a desenvolver seu protagonismo dentro da empresa. 

Como o CHRO exerce o papel de propulsor da equipe? 

Para impulsionar o crescimento do capital humano, primeiro é importante saber em que nível ele está.

Nesse sentido, o CHRO precisa validar as habilidades da equipe, identificar os gaps e só então traçar estratégias de desenvolvimento. 

Para isso, a empresa pode criar ferramentas de validação ou terceirizar essa avaliação. 

O mercado possui muitas startups voltadas às demandas de RH para auxiliar as empresas que precisam ter um mapeamento fiel do nível do time

Um deles é o Profiler desenvolvido pela Sólides, que reúne em um único acesso o melhor de 7 metodologias comportamentais, incluindo DISC, para um resultado com 97% de acurácia.

 

solides-profiler

 

Assim como tem também uma opção com a Coodesh, que aplica testes técnicos em profissionais de tecnologia, possibilitando que o gestor tenha uma visão geral do cenário atual do seu capital humano e possa investir nas melhorias necessárias. 

Como aplicar o upskilling, por onde começar, como fazer e quais resultados se pretende alcançar são questões que devem fazer parte do planejamento. 

Qual a atenção deve ser dada às lideranças? 

Como você notou, o CHRO é um cargo executivo, que está em contato com as lideranças dos setores de vendas, marketing, operações e desenvolvimento. 

Dessa forma, entre as atribuições do profissional está o desenvolvimento das lideranças da empresa. 

Isso porque se uma organização quer destacar o desenvolvimento profissional de cada membro da equipe, é essencial contar com líderes comprometidos e engajados. 

Portanto, o CHRO deve ajudar o líder a entender seu papel dentro da corporação, fornecendo condições de treinamento, despertando o protagonismo e permitindo que o líder trabalhe com liberdade, dentro de um ambiente colaborativo e aberto a sugestões. 

Enfim, uma liderança capacitada é o principal reflexo do CHRO bem sucedido em sua missão de desenvolver cada pessoa que veste a camisa da empresa. 

Com líderes bem treinados e cientes de seus papéis, os funcionários ajudam a:

  • Reduzir a taxa de turnover, pois se sentirão integrados ao propósito da empresa; 
  • Alcançar maior comprometimento, mesmo nas tarefas mais simples; 
  • Pensar no desenvolvimento da carreira, superando dificuldades e tendo uma postura proativa. 

Conclusão 

De modo geral, o CHRO também precisa ter muita sensibilidade para entender o momento de cada colaborador, afinal cada um tem sua história e entendimento sobre o crescimento e o sucesso. 

Mas essa habilidade é lapidada no dia a dia, sendo construída após a experiência já vivida no RH. Afinal de contas, não se trata de uma carreira que se começa do zero, mas sim trabalhada a partir das últimas experiências lidando com pessoas. 

Gostou deste conteúdo? Como citamos a importância do conhecimento em metodologias, leia mais sobre o Profiler e identifique o perfil comportamental dos colaboradores da sua empresa.

Texto criado por Coodesh

5 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

News do RH Portal

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as Novidades e Tendências do Universo do RH