Artigos

O que leva um funcionário a se demitir?

Considerando a legislação trabalhista estabelecida, sabemos que de um modo geral não é lucrativo a um funcionario pedir demissão de seu emprego, ele irá perder ou deixar de ganhar, alguns benefícios, tais como:

Multa de 40% sobre o FGTS depositado.
Não será possível sacar o FGTS.
Não terá direito a seguro desemprego.
Não receberá aviso prévio indenizado ou trabalhado reduzido.
Então o que pode influenciar alguém a demitir-se?

Muitos fatores podem levar um funcionário a pedir demissão, podemos citar:

Mudança de cidade.
Mudança de vida.
Melhores propostas salariais, que compensam a perda.
Oportunidade de crescimento e realização profissional.
Adequação a área de atuação e muitas outras possibilidades…

Existe um “Fator obscuro”?

Sim, se fizermos um estudo mais profundo sobre os motivos poderemos encontrar com duas situações diferentes, porém interligadas.

A primeira é que uma parcela enorme de integrantes demitem-se por causa de maus lideres e gestores.
A segunda tem haver com a primeira, é que se não observado com atenção, o fator maus “lideres e gestores” não aparecem na maioria das causas, por causar constrangimento até ao próprio funcionário, que não deseja passar a impressão de que não se adapta a diferentes estilos de liderança.
Qual o perfil padrão que define um mau lider?

Não existe um perfil padrão, são varios tipos de desvios profissionais e de caratar que isolados ou combinados, uma boa pedida é ler o artigo 12 Conselhos para ser um Líder de verdade e não uma “Chefia”, se for o inverso, certamente o lider está na contramão da eficiência e eficácia, além de estar dando um prejuizo para empresa, com uma rotatividade alta de pessoal, desnecessáriamente. Vale citar:

Lideres realmente incompetêntes ou não preparados, que não dominam ou sequer compreendem a atividade do liderado e dessa forma, acaba por atrapalhar, inseguranças, cobranças fora de tempo e pressão desnecessária por não entender o processo.
Grosseiros, arrogantes, egoistas, tiranos e cia ltda, aqueles que por falta de trato ou má indole tratam os subordinados “liderados” de uma forma, que certamente não gostariam de serem tratados.
Lideres fracos ou omissos, aqueles que não defendem os interesses legítimos da equipe, não correm atras para facilitar o andamento das atividades, não motivando e tão pouco reconhecendo esforços.
Lideres que não declaram seus objetivos e deixam a equipe a deriva e um sem numero de adjetivos negativos, evidenciam um mau “lider ou gestor”.
Citando a “lei do respeito”, extraída do livro As 21 Irrefutáveis Leis da Liderança: “As pessoas seguem naturalmente os líderes que demonstram ser mais fortes que elas”. Um colaborador que, por exemplo, tem capacidade de liderança em grau 7 não seguirá um líder que tem grau 4.

As pessoas se demitem.

As pessoas se demitem quando desvalorizadas. Chefes que não elogiam um trabalho de executado, uma meta atingida, uma ação proativa. Esses lideres demonstram que são incapazes de dar reconhecimento e valor as pessoas.

As pessoas se demitem quando não confiam. Lideres que agem de modo incoerente com o que dizem, quem obtem vantagens pessoais, que sonegar informações, mentem ou contam meias-verdades e os que tem a mente fechada.

As pessoas se demitem de lideres incompetentes, Não se pode ter respeito permanete por um chefe incompetente, que se impõe pela força em vez de pelo exemplo.

As pessoas se demitem do lider inseguro, enquanto o lider competente e seguro, prepara um sucessor para poder ocupar o seu lugar e assim, poder subir os degraus da carreira, o inseguro poda, impede e chega a sabotar o potencial do liderado.

Muitos fatores podem levar um funcionário a optar pela porta de saída por iniciativa própria, para fechar fica essa frase.

“Funcionários se demitem e quando eles são bons, quem perde é a empresa que fica para tras e quem ganha é o lider e a empresa (concorrente) que vão recebe-lo.”

Adriano Bachega

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of