Artigos

O que são competências organizacionais?

Hoje, o mercado está extremamente competitivo e acirrado. Ainda, o número de empresas disputando a atenção do público é enorme. Com isso, surge a necessidade de fortalecer as competências organizacionais da organização.

Mesmo assim, há muitos gestores que desconhecem o significado de competências organizacionais e confiam o sucesso do negócio nas mãos dos colaboradores. Se esse é o caso do seu empreendimento, é hora de reverter essa situação.

Neste post, você aprenderá o que são competências organizacionais, quais as competências básicas e essenciais, as características que um bom líder precisa ter e como desenvolvê-las. Aproveite a leitura!

Nova call to action

Competências organizacionais: o que são?

As competências organizacionais têm relação com o diferencial de uma empresa perante a concorrência e dependem dos valores da instituição e de seus colaboradores como um todo. Basicamente, elas formam a identidade corporativa.

Hoje, ainda é comum encontrarmos gestores que acreditam que as competências organizacionais se resumem às competências dos profissionais contratados. Entretanto, isso não é verdade, pois o termo está muito mais ligado às competências do negócio.

Sem elas, a tendência é que a organização não tenha um bom alinhamento e obtenha prejuízos futuros. Isso porque, cada vez mais, é imprescindível se destacar no mercado para conquistar os clientes.

Dessa forma, as competências organizacionais englobam todo o leque de recursos oferecidos pela empresa, considerando que mudanças podem ocorrer a qualquer momento. 

Nesse sentido, as experiências e conhecimentos compartilhados no ambiente de trabalho formam, consequentemente, a cultura organizacional. Ela está presente não só no dia a dia dos colaboradores, mas também na missão e visão da instituição.

O modelo de negócios, gestão de pessoas e a própria estratégia competitiva também têm impacto. Mas como classificar as competências organizacionais? Em geral, elas são caracterizadas como básicas ou essenciais. 

As competências organizacionais básicas

As competências organizacionais básicas são um pré-requisito para o bom funcionamento de qualquer empresa. Também são conhecidas como os fatores de qualificação corporativa.

Além disso, essas competências estão ligadas ao que faz com que a instituição permaneça existindo e competindo no mercado, de maneira que, sem elas, é difícil que o empreendimento se mantenha lucrativo.

Um exemplo é uma loja que, para funcionar com eficiência, precisa garantir produtos de qualidade e um atendimento acolhedor. Aqui, provavelmente, as competências não serão exclusivas, pois os concorrentes precisam ter a mesma estrutura. 

Assim, se o seu negócio não consegue oferecer o básico que as outras empresas do mesmo nicho estão disponibilizando, você dificilmente conquistará os clientes desejados e os resultados não serão bons como o esperado.

As competências organizacionais essenciais

As competências organizacionais essenciais, por outro lado, são conhecidas como as core competencies (conjunto de competências) de uma empresa. Desse modo, são elas que diferenciarão seu negócio dentre os outros e farão com que ele seja percebido como único.

Ao contrário das competências básicas, que são o mínimo que você precisa ter para se manter na ativa, as competências organizacionais essenciais geram valor para os clientes justamente por serem mais complicadas de se copiar.

É por isso que muitos gestores vêm investindo mais em inovação e contratando profissionais para atuar diretamente com essa área. Sem esse potencial inovador, você não terá nenhuma vantagem competitiva.

Com o tempo, o que era novo torna-se básico. Isso significa que você precisa estar aberto às mudanças, testar sempre e saber se adaptar para inovar continuamente e não correr o risco de estagnar.

Nesse sentido, responda às seguintes perguntas:

  • Meu negócio é o único?
  • Qual meu diferencial?
  • O que eu faço que ninguém mais faz?
  • Por que as pessoas lembram da minha marca?
  • Como eu gero valor na vida dos meus consumidores?

Principais competências exigidas dos colaboradores pelo mercado de trabalho

Atualmente, um bom profissional precisa ir além do tradicional. Hoje, um currículo impecável, formação superior e experiência na área não são mais um diferencial, pois os recrutadores avaliam competências organizacionais, técnicas e comportamentais.

Um exemplo é a capacidade de se comunicar com os outros de forma respeitosa e trabalhar bem em equipe, algo que se tornou uma exigência para grande parcela das posições de emprego.

Outra competência que vem se destacando é a inteligência emocional, ou seja, não ter problemas ao enfrentar adversidades. Ser inovador e proativo para propor soluções também é uma característica importante, principalmente quando falamos em organizações inovadoras.

Por fim, é claro que as competências dos colaboradores podem ser trabalhadas. Assim, uma empresa que investe muito no desenvolvimento e treinamento de seus profissionais terá pessoas mais capacitadas conforme suas necessidades.

Como desenvolver as competências organizacionais?

Como vimos até aqui, as competências organizacionais influenciam bastante no desempenho da empresa e que, dessa forma, ela tem um espaço maior no mercado e na mente dos consumidores.

Sendo assim, se as competências organizacionais do seu negócio ainda não foram bem desenvolvidas, chegou a hora de desenvolver isso. Existe um conjunto de ações que uma organização pode adotar para se manter à frente.

O primeiro passo é fazer um mapeamento das competências atuais e entender quais são necessárias para que os resultados almejados sejam alcançados. Após identificar pontos que precisem de aprimoramento ou ainda não estejam presentes, por exemplo, a empresa deve investir mais em tais áreas.

Para desenvolver as competências organizacionais básicas, é indispensável que seja feita uma pesquisa de mercado para identificar o que já existe e quais as tendências, bem como alinhar os resultados ao planejamento estratégico do negócio. 

Uma vez que você tem essas informações em mãos, é mais fácil entender o que é fundamental. Além disso, é possível fazer isso tanto ao criar uma empresa nova quanto para encontrar novas oportunidades em um empreendimento em andamento.

O desenvolvimento das competências organizacionais essenciais, por outro lado, exigirá mais criatividade por parte dos gestores. É aqui que devemos definir qual o nosso diferencial no mercado. Para tanto, será preciso estimular uma cultura de inovação para que as propostas realmente sejam novidades e fujam do óbvio.

Agora que você aprendeu o que são competências organizacionais, quais seus tipos e como desenvolvê-las na sua empresa, aproveite para aprender mais sobre a gestão por competências!

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments