Artigos

O Show Deve Continuar

O SHOW DEVE CONTINUAR

ROGÉRIO TOBIAS

Antes de começar o show de vendas, eles dão as mãos e gritam juntos: Vender! Vender! Vender! E cada um pega o seu carro e vai para o mercado batalhar em suas vendas daquele dia. Alguns profissionais de vendas industriais pegam estradas, outros visitam os clientes mais próximos, mas, todos com o sangue correndo muito fortemente na veia. Partem com a ideia fortalecida de que são capazes de vender mais, de vender melhor, de obterem resultados maiores do que os do mês passado. É intensa a expectativa em cada um deles de ganhar aquele prêmio para quem superar a meta em vinte e cinco por cento.
A autoestima elevada, a consciência clara de que são capazes de conversar e convencer, o poder de ajudarem os seus clientes a obterem melhores resultados, a consciência de que conhecem muito os produtos e os benefícios que eles podem oferecer, torna o dia mais intenso, mais vibrante e dá até vontade de que as horas não passem para poder cumprir de maneira vitoriosa toda a meta estabelecida para aquele dia.
A empresa pediu uma tonelada do produto, mas, se ela comprar duas toneladas, com entrega agendada, o preço pode melhorar bastante, e assim, aumentam as vantagens para ela. A ajuda na solução de um problema do cliente aumentou a confiança e agora ele está mais propenso a fechar negócio. Com pensamentos semelhantes toda a equipe segue o seu dia de vendas, tomados por uma confiança em si mesma e no produto que vende.
Esta é a realidade de muitas empresas que têm suas equipes de vendas treinadas, e motivadas a trabalhar pelo sucesso pessoal e de toda a equipe. É preciso despertar o que há de melhor no grupo. A motivação é a fonte do sucesso. Sem ela, nem com o melhor produto do mercado se chega à vitória. Não adianta um ou outro obter grandes resultados, é preciso aperfeiçoar o desempenho coletivo, e minimizar os fatores causadores de desmotivação e desunião.
Criar um sistema de recompensas justo e contínuo é fundamental para manter a força e o desempenho superior. Nada se faz sem a expectativa de um retorno positivo. O ser humano precisa de recompensas materiais e emocionais para o melhor desempenho de suas atividades.
Nós não podemos criar motivação nas pessoas, mas, podemos ajudar a aumentar a sua força, criando um ambiente motivador, energizante e agradável de estar.
A tarefa do gestor é tornar as pessoas capazes de desenvolverem bem as suas atividades, tornar as suas forças eficazes e suas fraquezas irrelevantes. O elogio exerce um forte poder no ser humano. Com ele se cria uma reação positiva, desperta um sentimento de luta, avigora-se a autoconfiança. Hegel disse que nada de grandioso no mundo foi jamais criado sem paixão. Em vendas e no trabalho com as equipes esse pensamento se mostra verdadeiro. A falta de reconhecimento, a rotina estafante e a ausência de emoções fortes são destruidoras de resultados positivos. É necessário motivar para a ação, gerenciar os relacionamentos e criar uma força inspiradora na equipe.
Eu coloco nas palestras que as estratégias mais bem definidas e as metodologias mais avançadas não encontram eficácia sem grandes pessoas para colocá-las em ação.
O grande desafio das empresas é ajudar os seus funcionários a saírem de seus estados limitadores. As equipes de vendas encontram diariamente um conjunto de barreiras, mas, quando estão preparadas, elas usam da criatividade, capacidade de relacionamento e poder de superação para atingirem resultados surpreendentes e se tornarem vitoriosas.
É o início de um novo dia. Os membros da equipe saem novamente para as suas vendas. Eles estão preparados, cheios de motivação, acreditam em seu potencial e sabem que encontrarão barreiras e buscarão superá-las. Eles sabem que o show deve continuar.

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of