Artigos

Os 10 mandamentos do líder

Este seriado da Record (OS 10 MANDAMENTOS) me inspirou a partilhar com os estimados gestores alguns fundamentos na área de gestão em liderança que farão uma grande diferença na carreira profissional dos meus pares.
Assim como encontramos nos 10 Mandamentos do Senhor nosso Deus leis que governam o nosso relacionamento com Ele e com o próximo, também na área da liderança existem leis que conduzem o nosso trabalho com excelência e sucesso.

1ª LEI: A TRANSPARÊNCIA

Ser transparente em todos os processos conduzirá as relações interpessoais a excelência. Faltar com a verdade ou manipular a mesma deixará explicito que estamos fugindo de nossas responsabilidades. Façamos da transparência uma prática contínua em nossas relações pessoas e profissionais, e aproveite para colher bons frutos.

Nova call to action

2ª LEI: O CONHECIMENTO

Nesta era da informação a moeda mais preciosa é o conhecimento, sem ele nossas ações são superficiais e ficam aquém do esperado. Saber como fazer, da melhor forma, pelas razões mais justas, no momento mais adequado e com inteligência conduzirá nossas vidas a um nível excelente. Sejamos experts em nossa profissão mantendo em todo o tempo o princípio da humildade e alcançaremos grandes resultados na área de gestão de pessoas.

3ª LEI: A SIMPLICIDADE

Ser uma pessoa simples não significa usar argumentos simplistas. Muitas vezes complicamos tudo querendo transformar as situações simples de resolver em problemas insolúveis. Observar, entender e acompanhar sempre é um caminho que nos levará a uma gestão com excelência. Liderar significa manter a simplicidade e usar de toda a sabedoria adquirida por meio dos diversos conhecimentos.

4ª LEI: O TRABALHO EM EQUIPE

Trabalhar em equipe requer do líder a capacidade de unificar as pessoas no mesmo objetivo comum, e conhece-las de forma única e autentica aumentará todas as possibilidades de sucesso desta equipe. Cabe salientar que reuniões e encontros semanais com o foco de partilhar o desenvolvimento e realização das metas fortalecem as pessoas mantendo-as no caminho do resultado.

5ª LEI: O RECONHECIMENTO

Reconhecer os nossos pontos fortes, os fracos, as ameaças e as oportunidades são fundamentais para exercer uma liderança de sucesso.
Desprezar a necessidade de rever nossos conceitos e de aprender com as dificuldades do dia a dia, nos levará a uma jornada de fracassos e frustações. Aprender e praticar é o lema dos campeões. Todos nós precisamos de reconhecimento, e isso, não significa um aumento salarial, e sim, um elogia de mais uma etapa executada com sucesso. Saiba sempre reconhecer cada esforço de sua equipe e use o SWOT para diagnosticar sua eficácia na estratégia.

6ª LEI: A FIDELIDADE

Vivemos numa época difícil onde há mais traições do que alianças fortes. Fidelizar uma relação exige um bom conhecimento da equipe e um bom diálogo. Muitas vezes quando não há uma fidelização e nem uma aliança forte no trabalho, os boicotes aparecem constantemente. O desanimo, a desmotivação, o desespero, a murmuração e a negatividade tomam conta das mentes dispersas e levam as pessoas a uma vida de derrota. A solução maior para vencermos os revesses da vida é formar uma grande aliança com as pessoas que nos rodeiam, pois uma andorinha sozinha não faz verão. Juntos somos um sucesso, separados somos uma ruina certa. Unir forças e trabalharmos em prol do mesmo objetivo nos conduzirá aos grandes resultados da vida, pois uma casa dividida jamais subsistirá. Pense nisso!!!

7ª LEI: A COMUNICAÇÃO

A muitas teorias que nos apresentam meio e mecanismos de como melhorar nossa comunicação em todos os âmbitos. É bem sabido de todos nós que nem tudo deve ser passado para as pessoas que nos rodeiam, e sim, apenas aquilo que pode edificar e construir. Os elementos principais de uma comunicação “teoria” são: emissor, receptor, canal, mensagem, protocolo, ruído e feedback. Eles nos ajudam a estruturar nossos diálogos no dia a dia. O perigo existente num ambiente de trabalho é quando não há comunicação visual, informativa, escrita, digital e expressiva, e na ausência deles as pessoas acabam deduzindo tudo o que ocorre ao seu redor. Sejamos mais seguros com as diversas informações que permeiam o nosso ambiente de trabalho. A segurança da informação é a segurança da lei da transparência, e comunicar significa no grego: significa a ação de tornar comum àquilo que é comum para mim.

8ª LEI: A SABEDORIA

A Sabedoria é uma habilidade adquirida pelas experiências de uma longa vida, e como dizia a história: os antigos são muito sábios e nos novatos inteligentes. A inteligência é vista como um elemento essencial para se executar grandes planos e tarefas. A sabedoria é uma capacidade que o ser humano desenvolve em discernir, entender e compreender o que esta incógnito para a inteligência, e isso envolve: os riscos, os prejuízos, os acertos, os erros, e outros pontos que não são mensurados no campo da emoção, e sim, da razão. Vejamos a frase abaixo e então entenderemos onde esta a sabedoria:

“A pior ambição do ser humano é desejar colher os frutos, daquilo que nunca plantou…”.

Cora Coralina, uma pensadora já dizia: “O saber a gente aprende com os mestres e os livros. A sabedoria se aprende é com a vida e com os humildes”.

A sabedoria nos ensina a unificar todos num único propósito e conduz a todos à grandes vitórias.

O inteligente diz: bateram no meu caro. O sábio diz: eu bati o caro.
Reconhecer os erros são práticas dos sábios, e não dos inteligentes. Os inteligentes encobrem os erros, e os sábios aprendem com eles. Nós temos mais custos tentando ensinar um inteligente do que ensinar um sábio.

9ª LEI: A PACIÊNCIA

Em uma lavoura o agricultor depois que trabalhou a terra e semeou, ele precisará aprender uma das grandes virtudes da vida: a paciência.
Depois de semeada a semente, o agricultor precisa acompanhar e regar o seu plantio, pois tão cedo ou mais tarde ele verá os seus primeiros frutos e se alegrará na abundância de sua colheita.
É natural desejarmos que todas as coisas aconteçam do nosso jeito e pensar assim não é errado, pois somos seres humanos, o maior perigo é quando colocamos a nossa esperança na forma em como desejamos que as coisas aconteçam. As frustrações e as decepções são as marcas de uma esperança frustrada e de ver tudo acontecendo de outro jeito. Desejar e planejar que o barco siga o seu destino em alto mar não é errado, e sim, inteligente de nossa parte, o que precisamos entender é que mesmo em meio a um imenso mar as tempestades podem aparecer e mudar tudo o que planejamos.
Algumas vezes retrocedemos para avançar, e outras vezes, avançamos mesmo parados em meio à tempestade. Paciência não é uma habilidade em que se aprende num curso de gestão, e sim, uma virtude, uma capacidade vinda de Deus que nos prepara para os momentos mais críticos da vida. Paciência é saber esperar o tempo certo para falar com alguém; é deixar os ânimos baixarem para depois dialogar sobre os problemas; é calcular o tempo certo para erguer as velas e deixar o vento das oportunidades nos guiar para o objetivo certo; é saber ouvir mais e falar menos; é esperar as melhores oportunidades para usar os recursos certos e otimizar os gastos; é entender que somos seres humanos e limitados em nossa própria estrutura de ser; é exigir menos e se doar mais; é ser um exemplo do que um ditador. Paciência significa perseverar e acreditar que tudo terminará bem no final e obteremos grandes lições para a vida.
A paciência é importante para uma jornada feliz em todas as áreas de nossa vida, e jamais podemos desprezá-la, pois sem ela, sempre estaremos estacionados a ver navios.

10ª LEI: O AMOR

O tipo de amor que quero pronunciar aqui não é o Ágape (amor incondicional); não é o Storge (amor familiar); não é o Eros (amor sensual) e nem o amor Philos (amor de amizade), é o Amor Altruísta com que fazemos o nosso trabalho e tratamos as pessoas ao nosso redor. É o amor que reconhece; que perdoa; que auxilia; que conquista; que acrescenta coisas boas; que evita comentários desnecessários; que constrói; e enxerga as qualidades do que somente os defeitos; que ensina a superar os problemas da vida; que nos leva a ter misericórdia do que dó; que nos impulsiona a sermos altruístas do que egocêntricos; que nos ensina a valorizar cada esforço aplicado e abraçar todos os que precisam de um ombro amigo. O amor altruísta é o amor que coloca as necessidades do próximo acima das minhas e me impulsiona a ajuda-lo a vencer as etapas de sua vida. O líder precisa ser altruísta e amar o que faz e fazer com excelência, pois ninguém não faz o que não gosta, e nem faz o que odeia, e nem come o que não gosta, e sim, fazemos o que amamos, gostamos do que amamos e comemos o que amamos. Não casamos com quem não amamos e nem trabalhamos num lugar que não amamos trabalhar. Tudo o que fazemos precisa do tempero altruísta do amor que nos impulsiona a ver tudo dar certo ao nosso redor e contemplar a felicidade do próximo. O líder altruísta é aquele que cativa, que influencia, que ensina, que pratica o amor a cada atividade realizada. O resultado deste amor (zelo) pelo trabalho realizado nos conduzirá a uma satisfação em todos os sentidos. Seja um líder que trabalhe com amor e ensine as pessoas a cultivar um trabalho com excelência.

Conclusão:

Os 10 Mandamentos do Líder é a base fundamental para superarmos qualquer crise existencial e nos levará a grandes resultados profissionais.

Autor do Artigo: Profº Sinkler Rojes, Th.M, Graduado em Pedagogia e Teologia, e cursando Psicanálise Clinica.

0 0 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments