Artigos

O papel estratégico do RH para a saúde mental do colaborador

saúde mental

A saúde mental é assunto sério, e deve ser tratado como prioridade por cada um.

Segundo a OMS, Organização Mundial de Saúde, saúde mental é um estado de bem-estar no qual a pessoa é capaz de usar suas habilidades, recuperar-se do estresse do dia a dia e ser produtivo.

Nova call to action

Hoje, o cuidado com a saúde mental é considerado um dos maiores problemas enfrentados pela sociedade, com isso, existem diversas ferramentas de cuidado, como terapias e medicamentos que auxiliam na preservação, não diferenciando se é uma empresa de instalação de aterramento ou uma montadora multinacional. 

Vários fatores impactam nos desafios mentais que enfrentamos, alguns relacionados diretamente às questões de saúde física e outros ligados ao estresse e desgastes do dia a dia que resultam em dificuldades de raciocínio, relacionamentos e bem-estar.

Um dos maiores causadores de insônia, depressão e burnout é o estresse causado pelo trabalho, por isso, é preciso equilibrar a necessidade profissional junto à qualidade de vida, para assim manter-se mentalmente sã em todos os aspectos. 

Por exemplo, um profissional responsável pela engrenagem planetária deve além de se preocupar com sua função, se atentar às suas necessidades pessoais. Logo, o papel estratégico do RH pode auxiliar para preservar a saúde mental dos funcionários. Entenda a seguir!

A importância do RH na saúde mental dos colaboradores 

Anualmente, os números de trabalhadores afetados por crises de estresse aumentam consideravelmente, e como dito acima, questões profissionais se refletem na saúde mental de cada um.

Por isso, é essencial que as empresas adotem todos os cuidados necessários para que este não seja um problema enfrentado por seus colaboradores, incluindo o papel estratégico do RH, como a responsabilidade de criar programas de qualidade mental.

Uma das responsabilidade do Recursos Humanos, é auxiliar na diminuição desses casos, oferecer suporte ao funcionário que manifestar qualquer sintoma e demonstrar não estar se sentindo bem com a situação. Pois além de questões de empatia, o funcionário que não tiver a saúde mental equilibrada não trará resultados positivos para a empresa, o que se reflete na equipe e setores que o envolvem.

O RH e a saúde mental dos colaboradores

Uma das alternativas que o departamento de Recursos Humanos tem ao seu alcance, é criar programas de conscientização sobre a importância do cuidado mental. Compartilhar situações que podem gerar essa ansiedade, sintomas e tratamentos disponíveis para o cuidado psicológico.

É imprescindível quebrar barreiras neste assunto que ainda gera tanto preconceito e informações distorcidas, o que faz com que grande parte da população ainda acredite que a depressão e demais problemas mentais são causadas por “frescura” ou necessidade de chamar a atenção de terceiros.

É preciso conscientizar que este problema é real, e deve ser olhado como uma doença que tem tratamento, e se ignorado pode resultar em consequências irreversíveis. Somente  pensamento positivo, fé e força de vontade não são suficientes para sanar as doenças mentais de um colaborador, por exemplo, um operário de um fabricante de bomba centrífuga.

É importante investir em educação sobre o assunto, focar na relevância que a saúde mental tem para o funcionário e para os resultados dentro da empresa. O departamento de recursos humanos tem obrigação, também, de dar a devida atenção à saúde mental de todos os funcionários, sem diferenciar por cargo ou setor de atuação.

Com isso, concluímos que é indispensável que exista um trabalho mútuo, que envolva todos os gestores, psicólogos, psiquiatras, se necessário, e todo apoio que puder reverter os casos de cansaço mental. Isso pode ser feito a partir de treinamentos e posturas dos líderes quando houver colaboradores afetados mentalmente.

 

gestão de talentos

 

Esse artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments