logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Gestão de Pessoas > Principais passos para fazer pesquisa interna sobre Benefícios Corporativos

Sumário

Principais passos para fazer pesquisa interna sobre Benefícios Corporativos

pesquisa interna

Sabemos da importância que é ter uma empresa com uma equipe engajada e motivada, não é mesmo?! Afinal, dentro de uma organização, esses  aspectos implicam diretamente na produtividade e na qualidade dos serviços prestados. De fato, a motivação na vida profissional é um ponto que muitos colaboradores consideram relevantes! 

Pensando nisso, a pesquisa interna cresceu significativamente dentro do cenário corporativo, a fim de identificar oportunidades de melhorias de acordo com a visão interna do negócio, além de muitas ideias para que a sua empresa se torne ainda mais atrativa no mercado de atuação.

Afinal, não há ninguém melhor do que o seu cliente interno para te dar essas respostas, não é mesmo?!

No entanto, vale destacar que um dos principais pontos dessa ação refere-se em mapear respostas que venham dos próprios colaboradores a fim de aperfeiçoar o ambiente de trabalho, além de torná-lo mais eficiente para o seu segmento!

Para isso, existem diferentes tipos de pesquisa interna que são aplicadas, para saber qual escolher, basta identificar qual é o objetivo principal dessa ação. No caso, se a sua empresa visa aplicar perguntas com foco em benefícios corporativos, vale a pena focar no que o seu público considera mais importante.

Desse modo, os serviços oferecidos terão maiores chances de suprir as  necessidades e expectativas desse nicho. 

Principais tipos de respostas para a sua pesquisa interna 

Agora que já falamos da importância dessa ação, vale enfatizar quais os tipos de pesquisas que a sua organização pode aderir. Confira:

curso para reter colaboradores

1. Nível de satisfação

Esse modelo visa identificar se o seu cliente interno está satisfeito ou não com os benefícios oferecidos pela organização. Para isso, é possível usar diferentes métodos e parâmetros como o “bom ou ruim”; pontuações  (De 01 a 05, por exemplo), “sim ou não”,  marcação por ordem de preferência ou prioridade e muito mais! 

2. Respostas por extenso 

É indicado deixar um campo em branco para o preenchimento de argumentos. Dessa forma, é possível coletar mais detalhes ou abrir uma pergunta para a expressão de uma ideia ou sugestão, por exemplo. 

3. Opções de respostas 

Nesse tipo de pesquisa, você pode colocar mais de uma opção de resposta e deixar que o seu público escolha a que mais faz sentido com o contexto. Esse é um tipo de resposta mais abrangente mas que serve para identificar as preferências e prioridades desse perfil. 

Esses são os 3 principais tipos de pesquisa interna para serem aplicadas a fim de extrair informações sobre um determinado assunto. Quando se trata dos benefícios corporativos, por exemplo, todas as opções mencionadas acima são válidas, tornando a apuração das respostas ainda mais completa.

Confira o passo a passo para criar uma uma pesquisa interna 

Separamos algumas etapas importantes para você criar um material  assertivo e coerente com o seu objetivo que, no caso, são os benefícios corporativos. A seguir, confira essa sequência: 

1. Defina o objetivo da pesquisa 

O primeiro passo é  definir o intuito da pesquisa interna. Exemplo: a sua empresa quer saber quais os benefícios mais importantes para um grupo de colaboradores. Nesse caso, esse deve ser o intuito e direcionamento das perguntas realizadas. 

2. Crie perguntas intencionais e precisas 

Em um segundo momento, é necessário identificar qual o tipo de pesquisa mais adequado para apurar essas respostas.  No caso, para saber o nível de  satisfação, é válido utilizar o método de numerais de “0 a 05” ou o “bom ou ruim”. 

No entanto, se a ideia é mapear opiniões e sugestões, é preferível optar pelos campos em branco para que o seu público tenha mais autonomia para expressar as ideias. Ou seja, para perguntas específicas, vale a pena inserir campos em branco para maior aprofundamento.

Além do mais, vale enfatizar que cada tipo de pergunta pode aderir um método de resposta diferente dentro da mesma pesquisa. 

3. Conte com plataformas de gerenciamento para pesquisa interna 

Outro ponto importante refere-se ao gerenciamento e compartilhamento dessas respostas. Para isso, muitas empresas utilizam plataformas específicas para realizar esse mapeamento, o que facilita ainda mais esse processo, além de otimizar essa apuração. 

4. Invista em tecnologias para divulgar a sua pesquisa 

Assim como é feito para os clientes externos, também é necessário divulgar internamente essa ação, além de incentivar os colaboradores a responderem as questões.

Para isso, muitas empresas contam com a ajuda do envio de e-mail para destacar a importância das respostas. 

Além disso, as mensagens automáticas são uma ótima forma de compartilhar e enfatizar de forma massiva essa ação. Por fim, esses são os principais passos para criar uma pesquisa com maiores chances de ter respostas precisas e que vão de encontro com o objetivo principal da sua empresa. 

Agora que você já sabe como fazer uma pesquisa interna na sua empresa, que tal conferir como fazer uma pesquisa de engajamento? Leia nosso artigo e acompanhe um passo a passo completo!

calendário rh e dp

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter