Artigos

Pitch, uma solução eficaz

Você já ouviu falar sobre PITCH? Já passou por uma situação de improviso em que teve que apresentar suas ideias para um grande empresário ou cliente em potencial, mas não conseguiu sintetizar as informações principais? Ou quem sabe surgiu uma oportunidade em que precisava falar das suas competências como profissional?

Calma, vamos avaliar alguns pontos importantes no universo da comunicação e do empreendedorismo para clarificar o conceito e o objetivo de um Pitch.

O mercado atual cresce com uma velocidade considerável e cabe a nós acompanharmos dentro dos meios de comunicação. Neste contexto grandes empresas expandem seu alcance no mercado global, médias e pequenas empresas assumem suas posições neste cenário mercadológico, bem como as startups que trazem a inovação para agregar novos rumos nesta competição acirrada.

Nova call to action

As oportunidades são disputadas a todo o momento, contudo os profissionais mais criativos e antenados com as novas ferramentas saem na frente para desbravar o mercado em busca de uma colocação significativa ou de seus próprios projetos.

A comunicação está mais uma vez na base deste processo, pois somos seres de uma adaptabilidade relevante e podemos lançar mão de varias ferramentas importantes. Quando surgiu ou quem inventou o Pitch? Não existem registros a respeito, porém atribui-se a criação desta ferramenta à busca de novos investimentos para pequenas empresas ou projetos.

Os primeiros a destacar o Pitch foram Michael Caruso e Ilene Rosenzweig, editores da revista americana Vanity Fair. Também consta em alguns artigos que durante o inicio da indústria cinematográfica os roteiristas apresentavam suas propostas para produtores executivos em momentos inesperados, em hollywood.

Surge o PITCH, que significa segundo sua tradução do inglês, “arremesso” ou “passo”. Os norte-americanos também utilizam a palavra para designar o “lançador de bolas” nos jogos de baseball. Este tipo de discurso tem relação com o empreendedorismo e corresponde a uma apresentação resumida onde todos os pontos mais importantes como, conceitos, objetivos, soluções e formatos são expostos em um curto período de tempo.

Um Pitch é basicamente um discurso de vendas, uma apresentação direta com o objetivo de convencer alguém sobre algo. As empresas utilizam esta ferramenta em diversos momentos, para vendas, apresentações institucionais, reuniões, produtos, serviços, com objetivo de buscar investidores, clientes, sócios etc.

Pequenos empreendedores possuem uma arma relevante nesta disputa, mas saber criar o discurso certo e desenvolver também no momento certo é um exercício que o profissional deve praticar constantemente.

Hoje o mais conhecido é o Pitch Elevator, ou “pitch de elevador”, ou até “discurso de elevador”. Tem este nome porque se refere ao tempo curto em que este discurso deve ser realizado e o caráter inesperado para expor o conteúdo desejado.

Outros tipos de pitch conhecidos são:

  • One-sentence Pitch: um dos mais desafiadores em que você precisa resumir todo o contexto em uma única frase e atingir o seu objetivo. Precisa ser eficaz, direto e satisfatório para o interlocutor. Com informações suficientes.
  • Pitch Deck: este oferece mais tempo, entre 20 minutos de duração, e o profissional ou empreendedor pode utilizar apresentações em slides em alguns casos. O proposito é o mesmo, ou seja, utilizar o tempo como estratégia e as informações corretas.

A magia de um bom discurso quando bem empregado pode trazer consequências positivas para o profissional. Falar sobre Pitch é multidisciplinar, podemos citar áreas como empreendedorismo, comunicação eficaz, oratória, mercado de trabalho, carreiras etc. Portanto meios para desenvolver um novo negócio ou sua carreira existem e devem ser aplicados da melhor forma. Seja um profissional de sucesso.

Por: Ricardo Tomaz

Recursos Humanos & Palestrante | Instrutor Corporativo | Apresentador

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of