logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > RH na Prática > Planejamento estratégico, tático e operacional: Entenda a diferença

Sumário

Planejamento estratégico, tático e operacional: Entenda a diferença

Cada dia mais, o setor de Recursos Humanos assume uma posição de protagonismo dentro das organizações. Se antes sua atuação se restringia a processos operacionais e burocráticos, hoje, o RH é um setor muito mais estratégico.

No entanto, para garantir esse papel, é essencial que os líderes do departamento e seus liderados atuem com inteligência, de forma planejada e alinhada aos objetivos do negócio.

Neste post, vamos explicar melhor o que é o planejamento estratégico, tático e operacional do RH, como funciona cada um dos níveis e as diferenças entre eles. Entenda na leitura.

O que é Planejamento Estratégico?

O planejamento estratégico é a base da pirâmide, ou seja, a visão do futuro e os planos a longo prazo para o RH. Ele é realizado pela alta administração do setor e busca as melhores estratégias para o desenvolvimento geral da empresa. Ainda, é o documento que vai embasar a tomada de decisões do departamento. 

Esse tipo de planejamento exige uma visão ampla da empresa e uma análise profunda de dados e indicadores para que seja possível identificar problemas e, a partir disso, elaborar estratégias inteligentes para resolvê-los. 

Além de trazer soluções para os problemas da empresa, o RH estratégico também busca otimizar o setor de acordo com as tendências de mercado, apresentando novas tecnologias que possam melhorar a produtividade e os resultados, além de garantir o bem-estar e a retenção dos talentos. 

Mas é importante entender que, quando falamos em planejamento estratégico, estamos pensando em metas e desafios a longo prazo, ou seja, ações criadas pensando nos próximos 5 a 10 anos da empresa. Por conta disso, deve ser alinhado à cultura, visão, missão e valores do negócio. Ainda, precisa ser revisado e atualizado continuamente. 

como estruturar o seu RH do zero

O que é Planejamento Tático?

Enquanto o planejamento estratégico envolve uma visão mais ampla do RH e sua importância para a organização, o planejamento tático tem um envolvimento mais limitado, focando em atividades específicas do departamento de ponta a ponta.

Ainda, estabelece metas e condições para que as atividades e ações do planejamento estratégico sejam atingidas. Diferentemente do primeiro, o planejamento tático aborda ações de médio prazo, geralmente, no período de 1 a 3 anos, mensurando estratégias para um futuro mais próximo.

Aqui, os planos se tornam mais detalhados, eles são uma decomposição do planejamento estratégico e mostram como os objetivos e metas esboçados inicialmente podem se traduzir em ações concretas.

Dessa forma, esse planejamento está mais focado em questões operacionais da organização, supervisionando a conformidade das atividades com as regras preestabelecidas.

Assim, podemos dizer que, enquanto o planejamento estratégico é o coração da gestão de pessoas, o planejamento tático é a mente, ou seja, a racionalidade. Ambos são importantes e dão suporte e sustentação um ao outro.

O que é Planejamento Operacional?

Por fim, o planejamento operacional é a etapa final, que faz com que as metas traçadas no nível tático atinjam os objetivos das decisões estratégicas. Esse planejamento é realizado e executado pelos analistas de RH por meio de ações de curto prazo. 

Os responsáveis pelo RH operacional  devem garantir que as ações do setor sejam feitas de acordo com os procedimentos definidos nos níveis acima. Nesse sentido, eles operam situações rotineiras como contratações, gestão de pessoas e treinamento e desenvolvimento, sempre buscando os objetivos traçados a curto, médio e longo prazo. 

É comum pensar que o RH operacional tem menos valor que os outros níveis, no entanto, essa é uma ideia equivocada. Afinal, não existe planejamento estratégico que alcance resultados sem que as ações sejam, de fato, postas em prática. Portanto, todos os níveis são importantes e precisam de reconhecimento e uma estratégia alinhada para que o RH atue de forma inteligente e eficiente. 

A evolução do planejamento estratégico, tático e operacional no RH

piramide estrategico tatico operacional

Pensar em um planejamento estratégico, tático e operacional do RH só é possível graças aos avanços que esse setor sofreu ao longo dos anos. Não faz muito tempo que o departamento era visto apenas como uma parte burocrática da empresa, que lidava com processos como folha de pagamento e demissões. 

Hoje, no entanto, já se entende que o RH é muito mais do que apenas o Departamento Pessoal. Os colaboradores são o ativo mais importante de uma organização e são responsáveis diretos pelos resultados obtidos e pelo crescimento da empresa no mercado. 

Com isso em mente, o RH passa a assumir um papel de protagonismo dentro das organizações, potencializando o capital humano e fornecendo dados e informações importantes para a tomada de decisões do negócio. 

Com a ajuda da tecnologia, o departamento pode cruzar informações importantes, realizar contratações acertadas, treinar, desenvolver talentos e colocar a pessoa certa no lugar certo, o que resulta em profissionais muito mais produtivos, eficientes e valorizados. 

Outra responsabilidade importante do RH do futuro é motivar e engajar os colaboradores, aumentando sua satisfação no trabalho e garantindo uma boa imagem da empresa como marca empregadora. 

Antes, se o maior desejo dos profissionais era encontrar uma boa companhia para atuar até a aposentadoria, hoje, as novas gerações estão muito mais interessadas em trabalhar em empresas que as valorizem e que compartilhem de seus propósitos e ideais. 

Dessa forma, podemos concluir que, hoje, a atuação do RH precisa ser muito mais estratégica do que há alguns anos. Por isso, realizar um planejamento com metas e objetivos concretos em todos os níveis é essencial para garantir o sucesso das ações e mostrar resultados para a alta gestão do negócio.

Leia também:

Conclusão

É importante entender que o planejamento estratégico, tático e operacional do RH trata de níveis distintos de uma mesma estratégia.

Ainda, são parte de um processo completo que tem como objetivo estabelecer metas e direcionar as ações do setor para que a empresa tenha uma boa lucratividade, sem perder a humanização e o respeito pelos direitos dos colaboradores. 

Realizar um planejamento de RH é extremamente importante para identificar objetivos e ações de melhoria a curto, médio e longo prazo. Por isso, cada um dos níveis é extremamente importante para que essas metas saiam do papel e realmente alcancem os resultados esperados. 

O processo é integrado e interdependente, ou seja, cada um dos níveis tem a sua importância, assim:

  • Planejamento estratégico: orienta a visão estratégica do departamento a longo prazo;
  • Planejamento tático: desdobra a visão em planos de ações para resultados a médio prazo;
  • Planejamento operacional: transforma os planos e metas em ações reais, ou seja, executa os planos de ação desenvolvidos no nível tático. 

Mas é preciso que todo o time do RH esteja envolvido no planejamento do setor e entenda a importância em cada um dos níveis. Dessa forma, o departamento estará mais comprometido com os resultados e indicadores.

Conclusão

Planejamento estratégico, tático e operacional são três níveis de um processo maior de planejamento do RH que estabelece, define e executa ações para alcançar objetivos da empresa a curto, médio e longo prazo. Esse tipo de ferramenta é essencial para uma gestão de pessoas mais otimizada e eficiente e para alinhar todo o time de RH em um mesmo propósito. 

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Camila Rocha, é uma profissional experiente em publicidade. Com formação pela Fumec, ela coordena atualmente a BU de Educação na Sólides Tecnologia, onde trabalha há 6 anos. Sua expertise em liderança e estratégias de educação corporativa tem sido fundamental para impulsionar o crescimento e o desenvolvimento dos colaboradores.
Assine a nossa Newsletter