Artigos

Plano de cargos e salários: como estruturar em 6 passos

Plano de cargos e salários

Definir um bom plano de cargos e salários é parte fundamental da gestão de pessoas, pois motiva os colaboradores e deixa claro quais competências são necessárias para a progressão de sua carreira dentro da organização.

plano de cargos e salários é um relatório onde estão detalhados todos os cargos de uma empresa, todas as atividades que determinada função exerce de forma detalhada e seus salários. Estruturar isso é fundamental para que haja padronização nos cargos e igualdade para todos os colaboradores, evitando desentendimentos e deixando claro os responsáveis por cada atividade.

Nova call to action

Além disso é o plano de cargos e salários é o que possibilita a criação de um bom plano de carreira, pois com todas as atividades descritas e detalhadas, será mais fácil de planejar um desenvolvimento de carreira para cada função. Este documento somado à uma boa política de benefícios e clima organizacional acolhedor formam uma proposta de trabalho atrativa, além de gerar maior dedicação ao trabalho e, de forma geral, uma maior produtividade.

Estruture um bom plano de cargos e salários

Elaboramos um passo a passo para você conseguir estruturar os planos de cargos e salários da sua empresa de forma fácil e rápida. Acompanhe:

1.  Levantamento dos cargos

O Primeiro passo para a estruturação do plano de cargos e salários, é fazer um levantamento de todas as funções existentes na empresa. Todos os cargos que existem e quais as funções que cada um exerce.

Isso pode ser feito de reunindo com os gestores de cada time e você pode também soltar pesquisas pedindo para os colaboradores responderem qual é o seu cargo e descrevem quais são as funções que executam na empresa. Assim, fica mais fácil para alinhar e levantar todas as atividades, sem que nenhuma seja esquecida.

2. Definição dos salários

Além dos cargos, também é necessário fazer um levantamento dos salários de cada função. Isso é importante para conseguir reorganizar quanto cada colaborador ganha, conseguindo manter uma igualdade de acordo com as atividades que cada um realiza.

Para isso, é bom além de fazer uma média de horas trabalhadas e responsabilidades de cada profissional, realizar uma pesquisa de mercado, para ter uma noção de como estão os valores e saber se a sua empresa está dentro da média. Organizações que pagam muito abaixo do valor de mercado, tendem a não conseguir obter e nem reter colaboradores.

3. Avaliação e classificação dos cargos

É preciso desenhar uma espécie de fluxo de hierarquização dos cargos, qual é mais importante, como por exemplo, cargos de liderança ou desenhar a partir de colaboradores que respondem a outros, quais cargos se equivalem.

Isso ajuda definição dos salários e também para não haver desentendimentos sobre quem é responsável por cada setor e/ou atividade.

4. Elaboração da estrutura salarial

Após pesquisar, definir e classificar os cargos e salários, é muito importante que você monte uma estrutura de crescimento dos valores de remuneração de cada cargo. Organize e calcule o orçamento do seu RH e veja se é possível dar um aumento para os seu colaboradores, ou montar uma estruturação para que sua remuneração suba ao longo do tempo.

5. Criação de política do plano

Agora é hora de criar uma política de crescimento, baseada no plano. Isso significa determinar iniciativas para que os colaboradores consigam subir de cargo. Por exemplo, se um profissional é colaborador e deseja virar gerente, é preciso que existem pré-requisitos para que ele mude de função, pode ser tempo de casa, competências técnicas ou comportamentais.

Por isso, fazer o levantamento dos cargos é tão importante, pois você já terá uma base das competências necessárias para cada cargos, te ajudando na definição dessa política.

6. Divulgação do plano

Quando o plano for concluído, é muito importante divulgá-lo para toda a empresa. Fazendo com que todos entendam melhor sobre os seus cargos e atividades e vejam as possibilidades de aumento de salário e mudança de função.

Dessa forma, é necessário montar o plano de cargos e salários de forma clara para o entendimento de todos e que não seja tão extensa, para que todos leiam.

 

estruturar um plano de cargos e salários

Benefícios de estruturar um plano de cargos e salários

  • Contratações mais assertivas: Criando o plano de cargos e salários, você irá levantar as competências técnicas e comportamentais necessárias para determinada função.
  • Melhora do clima organizacional: Os colaboradores irão saber exatamente as funções e responsabilidades de cada um, evitando que conflitos sejam gerados
  • Aumento da produtividade:  Os colaboradores saberão das possibilidades de crescimento dentro da empresa e melhoria de salário e assim, tendem a melhorar o seu desempenho.
  •  Atração e retenção de talentos: É satisfatório para o colaborador saber que ele não ficará estagnado na mesma função e senioridade de cargo por muito tempo.

Esperamos que você tenha entendido como estruturar um plano de cargos e salários eficiente para a sua empresa. Que tal agora, aprender um pouco mais sobre planos de carreira? É só clicar aqui e acessar o artigo que separamos para você!

 

flexibilização do trabalho

3.4 5 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Raíiza
Raíiza
1 ano atrás

Amei!