logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Carreira e Negócios > O que são power skills, hard skills e soft skills? Veja aqui como desenvolvê-las!

Sumário

O que são power skills, hard skills e soft skills? Veja aqui como desenvolvê-las!

Entenda a importância de algumas habilidades e veja quais são as competências mais valorizadas do mercado!

Você já ouviu falar sobre power skills? Neste artigo, falaremos sobre o assunto, mostrando a importância de algumas habilidades para empresas como a sua.

Além disso, revelaremos as diferenças existentes, em comparação com hard e soft skills.

Então, se deseja saber mais, continue a leitura e confira o conteúdo completo!

Introdução

Este artigo tem como objetivo relatar a importância das soft skill no século XXI, pois as empresas hoje buscam por competências humanas que possam ser um diferencial competitivo, entendendo que as competências técnicas se desenvolvem de forma diferente para realizar determinada tarefa, mas isso não garante sucesso profissional.

Os novos requisitos de trabalho exigem que os funcionários saibam se comunicar, tenham capacidade de multitarefa, tenham julgamento ético e possuam facilidade para trabalhar em equipe (MARTINS, 2017).

De acordo com Viana (2015) as soft skills são um diferencial competitivo, e que a comunicação eficaz e a tomada de decisão podem reduzir fatores como a rotatividade e aumentar a satisfação dos colaboradores.

A pergunta problema do trabalho é: “Qual a importância das soft skills no século XXI no ambiente profissional?”

planejamento de carreira

O que são power skills?

Primeiramente, power skills, também conhecidas como habilidades socioemocionais ou habilidades interpessoais, são um conjunto de competências que não estão necessariamente ligadas a conhecimentos técnicos ou específicos de uma profissão, mas que são fundamentais para o sucesso pessoal e profissional em diversos contextos.

Desse modo, essas habilidades são essenciais para a comunicação eficaz, colaboração, resolução de problemas, adaptabilidade, liderança, empatia e inteligência emocional. Veja alguns exemplos:

  • Comunicação: capacidade de expressar ideias de forma clara e eficaz, tanto verbalmente quanto por escrito;
  • Colaboração: capacidade de trabalhar em equipe, compartilhar responsabilidades e alcançar objetivos comuns;
  • Pensamento crítico: habilidade de analisar informações, avaliar situações e tomar decisões fundamentadas;
  • Criatividade: capacidade de pensar de forma original, gerar novas ideias e soluções inovadoras;
  • Resolução de problemas: competência de identificar, analisar e resolver problemas de forma eficaz;
  • Inteligência emocional: capacidade de reconhecer e gerenciar as próprias emoções, bem como compreender e responder às emoções dos outros;
  • Liderança: habilidade de influenciar, motivar e guiar os outros em direção a objetivos comuns;
  • Empatia: capacidade de compreender e se relacionar com os sentimentos e perspectivas dos outros.

Portanto, desenvolver power skills é fundamental para se destacar no mercado de trabalho atual, que valoriza não apenas o conhecimento técnico, mas também a capacidade de se adaptar a diferentes situações e se relacionar de forma eficaz com os outros.

Soft Skills

Entenda o que são soft skills!

Skill segundo o significado no dicionário, remete a habilidade ou capacidade. É um termo em inglês usado para designar a capacidade de agir e concretizar algo de forma rápida e eficiente um determinado objetivo. Pode-se dizer que são as aptidões, o jeito e a destreza aplicados por cada pessoa em uma determinada tarefa.

Aliás, com tantas mudanças exponenciais acontecendo no ambiente profissional, a inteligência emocional também torna-se peça fundamental da adaptação, considerando que “as pessoas com prática emocional bem desenvolvida têm mais probabilidade de se sentirem satisfeitas e de serem eficientes em suas vidas, dominando hábitos mentais que fomentam sua produtividade” (GOLEMAN, 1995, p. 48).

O domínio das habilidades sociais vinculado à inteligência emocional gera nos indivíduos um melhor desempenho e o sucesso profissional.

Evolução na carreira

Segundo Costa (2015) o domínio das soft skills não só ajuda o profissional na procura por uma colocação no âmbito profissional, mas também o faz avançar em sua carreira, sendo fundamental alinhar as habilidades técnicas e pessoais com o objetivo de atingir o desenvolvimento profissional.

De acordo com os autores Silva e Nakano (2011), os traços da personalidade humana são usados ​​para resumir e explicar o comportamento de uma pessoa, para indicar as circunstâncias de um comportamento determinado, para indicar um processo interno que indica esse comportamento. Nessa perspectiva, os autores enfatizam que o comportamento é uma condição necessária para que uma pessoa seja considerada competente e tenha um bom desempenho.

Desse modo, as soft skills são a capacidade de competir com a personalidade e o comportamento profissional de cada pessoa. São competências mentais, sociais e específicas, capacitadas que aumentam com base na cultura, experiência e educação de cada pessoa (BANCO MUNDIAL, 2018). Relacionam-se com as formas de interação social e como as pessoas se expressam e respondem às diversas fases da vida.

Saiba mais:

Habilidades

Saiba mais sobre hard skills!

Nessa perspectiva, as soft skills podem ser interpretadas como habilidades socioemocionais, que, segundo o Banco Mundial (2018), são “habilidades para a vida” comprovadas para uma boa sobrevivência e se aplicam a uma série de disciplinas aprendidas no trabalho, inclusive em casa e a escola, por exemplo.

Sem dúvidas, o conceito de desenho de personalidade é uma nova definição de formação do ambiente organizacional, porém Andrade (2016) considera que a formação de uma pessoa está relacionada aos estímulos recebidos do ambiente organizacional, afetando seus traços de caráter e comportamento. Andrade (2016) descreve soft skills como um conjunto de habilidades que inclui recursos como comunicação, relacionamento interpessoal, liderança e resolução de problemas.

Dessa forma, essas são algumas das habilidades e talentos que uma pessoa pode usar no trabalho, no entanto, existem outras habilidades relacionadas. Elas também são uma ferramenta que auxilia os colaboradores para trabalhar com comodidade em um ambiente digital e para se adaptarem em novas funções de trabalho.

Assim, essas competências transversais agem em forma de complementar as hard skills, que são habilidades técnicas fundamentais para o trabalho. Aliás, segundo Robles (2012) esse tipo de habilidade pertence às qualificações de um currículo, como a experiência de trabalho e o nível de formação acadêmica. Portanto, as hard skills de forma individual não atestam sucesso profissional, sendo somente um requisito necessário para um profissional manter-se em seu trabalho.

Competências mais valorizadas

Segundo Andrade (2016, p. 62) um estudo revelou que as soft skills são as mais valorizadas pelas organizações com 78,7% de relevância, e que as hard skills não representam um número significativo de competências valorizadas pelos contratantes tendo apenas 14,54% de adesão.

Assim, as competências transversais estão sendo mais valorizadas, pois são capazes de influenciar o sucesso no desempenho do trabalho, retenção de planos e desenvolvimento, gestão de carreiras e benefícios e recompensas.

As soft skills também são muito úteis para transformar as reuniões de trabalho mais produtivas, sobretudo na modalidade híbrida. Elas são habilidades de extrema importância tanto para o líder quanto para os membros que compõem a equipe. Existem 7 soft skills que não podem faltar nesse contexto, que são: adaptabilidade; inteligência emocional; gestão do tempo; comunicação efetiva; persuasão; colaboração e criatividade.

Uma oitava que precisamos acrescentar em breve, será o zelo com a saúde mental, que terá um link direto com o tempo que passamos em tela, as horas de dedicação à função laboraria e a delimitação para dedicar-se à vida pessoal.

Habilidades sociais

Entenda mais sobre power skills!

As habilidades sociais ganham importância se o foco estiver na comunicação pessoal e interpessoal. Portanto, saber trabalhar com indivíduos e entender seus pontos fortes oferecendo soluções criativas e sustentáveis garante maior liberdade no trabalho.

Portanto, os power skills também possuem habilidades transferíveis, olhando para requisitos como liderança e persuasão que são fundamentais para e gerenciar conflitos, promovendo o comprometimento da equipe para entender como lidar com as muitas situações no trabalho.

Desse modo, os requisitos do power skills promove comportamentos que correspondem à realidade de hoje, se relacionando com a inteligência emocional, que são cada vez mais valorizadas. O intuito é mostrar que a gestão de competências é um conjunto de ferramentas profissionais para planejar antecipadamente as atividades, encontrando minimizar as dificuldades em incorporar técnicas que correspondam às expectativas do cotidiano.

Hard Skills

  • Conhecimentos em idiomas;
  • Graduação em instituições públicas ou privadas;
  • Cursos técnicos;
  • Mestrados e doutorados;
  • Conhecimento na operação de máquina ou ferramentas;
  • Habilidades associadas à informática, como excel avançado e linguagens de programação.

Soft Skills

  • Inteligência emocional;
  • Facilidade organizacional;
  • Pensamento criativo e crítico;
  • Facilidade em tomar decisões assertivas;
  • Comunicação transparente e objetiva;
  • Resiliência para enfrentar desafios.

Power Skills

  • Habilidades de Persuasão/Poder de Influenciar;
  • Comunicação, liderança, adaptabilidade;
  • Habilidades interpessoais;
  • Contribuem para que todo o conhecimento, especialidade e experiência aconteça de forma colaborativa;
  • Preocupação com o meio ambiente.

Aprenda mais. Faça o nosso curso Human Skills: as habilidades do profissional do futuro e veja como desenvolver os requisitos mais buscados pelo mercado de trabalho!

Conclusão sobre soft, hard e power skills

Por fim, podemos concluir que é fundamental entender que as soft skills são vinculadas às habilidades e as capacidades de cada indivíduoe que elas podem ser aprimoradas constantemente, pois embora os atributos como a capacidade de se comunicar e de ter um relacionamento interpessoal faz parte do caráter do indivíduo, elas ainda podem ser aperfeiçoadas por meio do desenvolvimento pessoal.

As competências transversais podem ser aperfeiçoadas ao longo da carreira profissional e ajustada pelo contexto organizacional, estimulando o índice de sucesso e reconhecimento. As hard skills continuam com seu valor, porém já há um entrelaçamento necessário (e essa é uma mudança de comportamento de valorização do mercado), evoluindo para as power skills que será a evolução trazida pelas novas gerações de trabalho.

Gostou de saber mais sobre power skills? Então, continue acessando o nosso blog para ler outros conteúdos como esse!

Além disso, envie o conteúdo para outras pessoas que possam se interessar pelo assunto!

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Assine a nossa Newsletter