Artigos

São Paulo ganha a primeira escola de sentimentos do mundo

A House of Feelings é uma consultoria dedicada a despertar a importância de cuidar dos sentimentos dos colaboradores

São Paulo, 11 de março de 2020 – Segundo dados do Isma (International Stress Management Association), mais de 30% dos trabalhadores brasileiros sofrem de Burnout. Síndrome de caráter depressivo, tem como principais características esgotamento físico e mental intenso. Já para a OMS, em 2020 o maior motivo de afastamento do trabalho no mundo será a depressão. Será que as empresas pensam em cuidar dos sentimentos dos seus colaboradores?

Despertar essa consciência nas organizações brasileiras é o objetivo da House of Feelings, a primeira escola de sentimentos do mundo. “Temos como objetivo transformar empresas. Oferecendo subsídios para que possam lidar com situações como as apresentadas nas pesquisas. Entendemos que empresas saudáveis emocionalmente trazem resultados mais consistentes e duradouros”, explica Virginia Planet, sócia-fundadora da House of Feelings.

A metodologia é inovadora e os conteúdos da consultoria levam em conta uma linha híbrida de construção. São utilizados argumentos e teorias de quatro grandes pilares: Neurociência, Filosofia, Negócios e Psicologia.

Nova call to action

São palestras que sensibilizam, workshops focados no desenvolvimento de soft skills e gestão das emoções e consultoria com desenvolvimento de projetos customizados. Também são oferecidos deep mentoring com instrução individual de propósito e consultorias que ajudam gestores de pessoas a desenvolverem uma estratégia mais acolhedora e humana.

E a proposta é tão diferenciada que as empresas já estão se atentando para a importância de falar sobre Seres Humanos e suas emoções, que a HoF, já conta com grandes clientes como iFood, Nestlé, AstraZeneca, Bayer, Andrade Gutierrez, Oracle, Crefisa, CTG Brasil, Cardif, Léo Madeiras, Infinity Pharma, entre outros.

“Ter ao nosso lado grandes parceiros é um orgulho, uma certeza de que já nascemos com a confiança do mercado. O objetivo, daqui para frente, é levar o projeto para muitas outras organizações Brasil afora”, explica Lísia Prado, sócia da House of Feelings.

Conheça melhor quem está por trás da House of Feelings:

Virginia Planet é empreendedora e já foi sócia de multinacionais no Brasil, na americana Merrill Corporation e na inglesa SmartFocus, ficou responsável pelas áreas Operacionais e MKT na América Latina.

Psicóloga formada pela Universidade Mackenzie, também fez Administração na FGV e Coach na Latin American Society of Coaching. Participou do primeiro encontro da Action for Happiness no Brasil e do curso Search Inside Yourself, realizado pelo Google na Califórnia. Atualmente se especializa em Neuropsicologia pela FMUSP. Fundadora da House of Feelings.

Lísia Prado também é empreendedora e empresária, formada em Psicologia, é professora na FIA/USP e na Saint Paul Escola de Negócios. Há 20 anos atua como consultora de RH em Programas Estratégicos de Desenvolvimento de Pessoas, principalmente para a Liderança e Diagnóstico de Clima Organizacional, está sempre em busca de novas metodologias para ter respostas aos dilemas que os líderes e suas equipes vivem diariamente.

Se especializou também no mapeamento de equipes, avaliação de potencial e desenho de plano de sucessão. Possui formação na metodologia Feed for word, Finanças Comportamentais e Design Thinking. Atualmente finaliza mestrado em Sucessão e Programas de Aposentadoria na FIA/USP.

Sobre a House of Feelings:

A House of Feelings é a primeira escola de sentimentos do mundo. O foco da consultoria é auxiliar as empresas brasileiras a ter esse olhar mais cuidadoso e humano. Por meio de palestras, treinamentos, mentorias e experiências focados em MAESTRIA, PROPÓSITO e RESULTADOS seus programas ajudam empresas como iFood, Nestlé, AstraZeneca, Bayer, Andrade Gutierrez, Oracle e Crefisa, entre outras.

Conheça mais informações em: https://www.houseoffeelings.com/

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of