Artigos

Os principais desafios de trabalhar como Tech Recruiter

desafios de trabalhar

Por Daniela Santos, Tech Recruiter, Consultora de RH e idealizadora do curso Tech Recruiter: recrutando os melhores talentos na área de tecnologia

Quem já atua na área de recrutamento de TI, sabe que nosso dia a dia é muito desafiador, temos metas para entregar, em alguns casos com poucas ferramentas de trabalho, cobranças por resultados, com uma pressão enorme de todos os lados: candidatos, gestores, clientes, etc. Confira os principais desafios de trabalhar como Tech Recuiter no post!

Nova call to action

Temos que fazer um processo de recrutamento e seleção humanizado, criar relacionamentos, fazer conexões verdadeiras, networking, com uma boa comunicação e diversas outras soft skills.

Também temos que fechar diversas vagas de diferentes perfis, com salários abaixo do mercado, com requisitos inadequados, dentro da área mais aquecida no mercado de trabalho: tecnologia!

De um lado, temos algumas empresas e alguns gestores que nos impõem os requisitos e perfil da vaga, não querem divulgar o salário, não têm tempo para formação de novos profissionais, não investem em um ambiente de trabalho agradável e saudável. Mesmo apresentando dados do mercado, tentando negociar, na maioria das vezes não conseguimos flexibilização e melhorias facilmente.

Do outro lado, temos alguns candidatos que querem saber os salários, demonstram insatisfação nos requisitos das vagas, pessoas iniciantes pedindo a primeira oportunidade de trabalho, entre outros.

E nós, Tech Recruiters com uma missão quase impossível de administrar tudo isso da melhor forma possível, sem perder o prazo e sem perder a humanização!

Neste artigo, a intenção não é só mostrar os problemas e reclamar, e sim trazer uma reflexão para os principais desafios de trabalhar como Tech Recruiter, sobre praticar a empatia e porque escolher essa área de atuação.

frases sobre gestão de pessoas

Somos de humanas

Eu amo a área de gestão de pessoas, porque não existe uma fórmula exata para nada. Somos pessoas, e cada um de nós temos valores, crenças e visão de mundo individuais. Então, ser Tech Recruiter é desafiador porque tem um candidato que quer fazer networking, construir um relacionamento para depois avaliar uma possível oportunidade.

Tem outro candidato que é objetivo, prático e quer as informações da oportunidade de forma clara e rápida para avaliar. Tem um outro candidato que tem interesse pelo benefício de assistência médica – “será que tem desconto para os três dependentes que eu tenho hoje?”. Uma outra candidata quer uma oportunidade de se tornar líder técnica na área de desenvolvimento. Uma outra candidata quer um desafio interessante e não está priorizando salário no momento.

Nossa… quantas coisas diferentes! Sim! As pessoas são diferentes: o que pode ser óbvio para você, não é para o outro. Veja o que aconteceu comigo: eu estava fazendo uma vaga de Software Engineer, nível sênior em uma empresa pequena que não é conhecida. O desafio era muito interessante, a empresa realmente tinha um propósito muito legal para impactar positivamente a vida de milhares de pessoas.

Eu conheci um candidato que possuía todos os requisitos e perfil comportamental para a vaga. Ele trabalhava para uma empresa do exterior, ganhava 8k USD (um pouco mais de R$ 40.000 na época). E eu pensei: “sem chances para o salário que estou oferecendo”, mas perguntei a sua pretensão, e para minha surpresa, ele disse que gostou muito da vaga, desafio e propósito, por isso, aceitaria R$ 20.000. Eu quase chorei de emoção na entrevista!

Enfim, a reflexão aqui é que tudo depende! Depende de cada vaga, cada empresa, cada pessoa.

Não somos perfeitos

Como enfrentamos desafios todos os dias, muitas vezes é normal nos compararmos com outros profissionais “eles têm resultados acima da média e eu não”, algo nesse sentido. Mas, entenda que o contexto muda tudo. É necessário avaliar as condições para cada profissional.

No LinkedIn só há profissionais perfeitos, empresas perfeitas, resultados acima do esperado… não se iluda com isso. Ninguém é perfeito. Nós estamos em constante evolução, com nossas qualidades e aspectos a desenvolver. Busque olhar para a sua realidade, fazer exercício de autoavaliação, pedir feedback para pessoas que trabalham com você, estudar bastante e entender o que você pode, quer e precisa mudar ou melhorar.

Os erros fazem parte de nosso processo de aprendizagem, e como sempre falo: ser tech recruiter não é sobre tudo que você sabe, mas sim sobre tudo que você é capaz de aprender!

Por isso, não tenha medo de ser imperfeito, não tenha medo de ser humano. Não somos robôs, temos nossos medos e fraquezas, e está tudo bem.

Não vamos resolver problemas de gestão

Por último, mas não menos importante, precisamos alinhar as necessidades e expectativas: de nada adianta a empresa contratar tech recruiters se não estiver aberta a analisar os indicadores e promover melhorias na cultura organizacional e desenvolver uma gestão estratégica de pessoas.

Aqui, gostaria de fazer um pedido em nome de todos os Tech Recruiters: por favor, tenham mais empatia com a gente. E fica a mensagem a todos os Tech Recruiters: nada como um dia após o outro, temos dias de luta e dias de glória.

Agora que você já recebeu os principais desafios de trabalhar como Tech Recruiter, que tal organizar as férias dos seus colaboradores sem dor de cabeça. Baixe a planilha completa com tudo o que você precisa para gerenciar as férias, é gratuito!

planilha controle de férias

 

5 3 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael Lucas
1 mês atrás

Muito bom este site. Acabei de conhecer e vou acompanhar a partir de agora.

Bianca Alessandra
1 mês atrás

São pontos delicados, que não são discutidos, mas é a realidade de todos!
Otima abordagem!

News do RH Portal

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as Novidades e Tendências do Universo do RH