logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Principais tipos de gestores: qual é o seu?

Sumário

Principais tipos de gestores: qual é o seu?

Identificar em qual perfil você se encaixa é importante para o sucesso do seu papel como gestor e para o alcance dos objetivos organizacionais.

O gestor é parte fundamental no sucesso de um negócio. É ele que orienta o time, influencia o trabalho em equipe e toma decisões.

Para isso, é importante ter um plano para o sucesso, e isso significa saber o que precisa ser feito, quando precisa ser feito e por quem. Os gestores também devem saber como medir o sucesso e quais métricas usarão para medir o progresso.

É muito importante que os gestores tenham boas habilidades para lidar com pessoas, pois são eles os responsáveis por gerenciar todos os tipos de personalidades da equipe, precisando tomar a frente em diversas situações.

Por isso, conhecer os tipos de Gestor e entender em qual perfil você se encaixa é fundamental para o sucesso do seu negócio.

O que é um gestor?

Um gestor é uma pessoa que gerencia o processo de uma organização. Eles são responsáveis pelo desempenho de seus funcionários e da organização como um todo.

O gestor tem como atribuição gerenciar a organização, garantindo que sua administração eficiente contribua para a execução das tarefas no dia a dia.

O gestor organiza as demandas, delega atividades, acompanha processos e garante que a equipe dê o melhor de si.

Portanto, é um profissional que tem que ter visão de negócio, capacidade de planejamento, organização e deve ser capaz de controlar e delegar as demandas.

Caso contrário, a falta de habilidades como gestor irá impactar toda a equipe de forma negativa.

Um gestor ruim é capaz de arruinar a performance de sua equipe. Mesmo quando a equipe era eficiente com gestores anteriores.

O gestor está no comando da equipe. E se ele não é capaz de analisar o melhor de cada profissional para delegar, a sua atuação fica comprometida.

É óbvio que até mesmo os gestores mais experientes terão dificuldade de alcançar alta assertividade assim que assumir uma equipe.

Todavia, é importante e necessário observar a equipe, para que possa se tornar cada vez mais assertivo, escolhendo cada profissional para cada demanda de acordo com o perfil do colaborador.

Quer ser um gestor melhor? Invista na formação de Gestão de Inovação e Competitividade.

Quais são os principais tipos de gestor?

Duas mulheres exemplificando tipos de gestores diferentes.

Existem diversos tipos de Gestores, listamos hoje os principais para que você descubra em qual deles se encaixa:

Gestor Democrático

O Gestor Democrático busca promover a democracia na organização. É um gestor que confia e delega tarefas aos seus colaboradores e está disposto a ouvir suas opiniões.

Esse tipo de gestor é o mais eficaz, porque é capaz de dividir as atividades sem fazer com que os colaboradores sintam que estão sendo mandados.

Gestor Autoritário

O Gestor Autoritário tem um perfil centralizador, com dificuldades de delegar ou dividir tarefas, o que impede o crescimento e desenvolvimento profissional dos colaboradores.

Normalmente lidera pelo medo, aplicando punições quando algo sai fora da sua previsão, e acaba acumulando muitas funções para si, uma vez que tem dificuldades em confiar na equipe para compartilhar as atividades.

Gestor Executor

Este é um perfil de gestor totalmente voltado para a ação. O foco é alcançar os resultados propostos, colocando a mão na massa. É muito dinâmico: se surge algum problema no meio do caminho, o Gestor Executor rapidamente procura uma solução.

Essa é uma boa característica, mas pode acabar tornando o profissional centralizador, impedindo a equipe de participar dos processos e se desenvolver, além de acabar sobrecarregado.

Gestor Meritocrático

Este perfil de gestão busca avaliar a performance do colaborador, beneficiando aqueles que têm um bom desempenho. É uma gestão baseada no mérito, levando em conta esse ponto para o crescimento e desenvolvimento profissional do time.

Gestor Paternalista

O gestor paternalista está mais preocupado em melhorar a qualidade de vida dos funcionários do que em aumentar sua produtividade.

Ele se enxerga como um pai da equipe, cruzando a linha do profissional e emocional. Isso pode ser prejudicial na hora da tomada de decisão, que passa a se basear muito mais no lado emocional do que em fatos e dados reais, interferindo nos resultados do negócio.

Qual o tipo de gestor ideal?

É perfeitamente comum ter dúvida sobre qual é o tipo de gestor ideal após conhecer os diferentes tipos de gestão.

No entanto, é interessante saber que não há um tipo de gestor ideal que todos deveriam copiar! Na realidade, cada empresa tem sua própria demanda, que precisa ser analisada pelo gestor.

Uma gestão de agência de publicidade, por exemplo, nunca será igual a gestão de uma indústria. Cada realidade de trabalho se impõe de uma forma e exige que a equipe se adapte.

O que faz com que seja importante, como gestor, ser um profissional flexível e aberto ao novo. De modo que, possa gerir a sua equipe da melhor maneira possível.

Sempre se atentando ao modelo de gestão que se encaixa com eficiência no negócio o qual está liderando.

Dessa forma, poderá aproveitar ao máximo sua expertise, para que consiga manter sua equipe eficiente, trazendo bons resultados para o negócio.

Quais são as habilidades de um bom gestor?

É importante ressaltar que esses perfis não são mutuamente exclusivos e um gestor pode ter características de diferentes perfis.

Além disso, um bom líder geralmente possui algumas características-chave, independentemente do perfil de gestor:

1.     Comunicação eficaz

Um bom líder é capaz de se comunicar de forma clara e inspiradora, transmitindo informações e expectativas de maneira adequada.

Ser capaz de comunicar de forma eficiente, consiste em transmitir a mensagem de forma que sua equipe realmente entenda.

Aspecto que faz toda a diferença para que se tenha um bom resultado ao dar direcionamentos.

Portanto, não é simplesmente ser capaz de fazer uma reunião e falar sobre vários tópicos. A comunicação eficiente é aquela em que o profissional que te ouve realmente é capaz de entender o que o líder espera dele.

2.     Habilidades de liderança

Um líder deve ser capaz de motivar, inspirar e influenciar sua equipe, além de tomar decisões assertivas e resolver conflitos.

Dessa forma, a equipe terá uma performance melhor, contribuindo para que possam ser guiados pelo líder.

Quando a equipe confia no seu líder, é natural que dê o melhor de si seguindo as orientações que foram transmitidas pelo profissional.

3.     Empatia e habilidades interpessoais

Um líder deve ser capaz de entender e se relacionar com as emoções e necessidades dos membros da equipe, promovendo um ambiente de trabalho saudável e colaborativo.

Quando o líder ignora a saúde mental de sua equipe, a necessidade de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional e não exerce empatia, dificilmente sua equipe será produtiva.

Afinal, é importante conseguir se colocar no lugar do outro, para que consiga entender suas dificuldades e oferecer ajuda.

Um líder eficiente disponibiliza condições para sua equipe atuar com eficiência. E para tal, ele deve estar disposto a ouvir, se colocar no lugar do colega e auxiliar.

Caso contrário, terá dificuldades de convivência, por não entender as demandas da equipe e acabar prejudicando a todos por não ter uma performance de um líder prestativo.

4.     Visão estratégica

Um bom líder deve ter uma visão clara do futuro e ser capaz de definir metas e direcionar a equipe em direção a elas.

Sem visão estratégica é impossível alcançar resultados diferenciados dos demais. Tendo em vista que, o profissional terá uma atuação com direcionamento raso.

Um bom líder é capaz de analisar o cenário atual do mercado, identificar tendências, correlacionar com os objetivos da empresa e então adotar todas as medidas para que sua equipe alcance bons resultados.

5.     Tomada de decisão

Um bom líder precisa ser capaz de tomar decisões difíceis. Frequentemente, os gestores encontram dificuldade de tomar decisões por receio em relação ao que a equipe irá pensar.

Essa conduta arruína toda a possibilidade de ter uma performance acima da média. Uma vez que, o gestor precisa ser capaz de entender o cenário e tomar decisões, mesmo que as considere difíceis.

6.     Oferecer feedback constante

Uma das habilidades do gestor de equipe deve ser a de oferecer feedback constante para sua equipe. Tendo em vista que, o feedback guia o profissional rumo ao objetivo do negócio.

Muitos profissionais apresentam grande dificuldade em oferecer feedback para seus colegas. Justamente por causa dos momentos em que o feedback é negativo.

No entanto, até mesmo o feedback negativo é importante. Afinal, é um momento que faz com que o profissional receba uma crítica construtiva, que ajuda a motivar e crescer nos próximos ciclos.

Afinal, conseguirá implementar orientações que recebeu de seu líder, fazendo com que possa ter maior eficiência no dia a dia.

7.     Ser capaz de trabalhar em equipe

Existem alguns tipos de gestores que enxergam a liderança da equipe como um papel solitário. No entanto, todo gestor precisa ser capaz de trabalhar em equipe.

Uma vez que, quem direciona a equipe também faz parte dela. E se o gestor não se vê como parte do todo, acaba tendo dificuldade de direcionar seus profissionais rumo ao melhor.

O ideal é que o gestor entenda sua importância na liderança, mas se enxergue como parte do time. Entendendo que ele levará soluções, poderá contribuir e que o sucesso ou fracasso do time é, em grande parte, sua responsabilidade.

E aí, em qual perfil você se encaixa? Aproveite também para conhecer as principais características de um bom líder.

Pai da Manuela e do Giovani, casado no pessoal e no profissional com a Camila Kersch, Escoteiro desde os 14 anos (hoje atuo como voluntário), apaixonado pela vida e liberdade. Comecei minha carreira como empacotador de supermercados aos 14 anos no Grupo Zaffari, depois fui office boy, Auxiliar Administrativo e Financeiro no Grupo RBS, Estagiário no programa social Mesa Brasil SESC e comecei como Consultor Treinee na reconhecida consultoria Qualitin, onde cheguei a Consultor Pleno e assumi um cargo de gestão implantando a área de Sucesso do Cliente. Na Qualitin foram 10 anos de muitas experiências no mundo da gestão pela qualidade, passando por clientes de todos os tamanhos e segmentos, tais como Claro Brasil, Via Varejo, Serasa Expirian, Grupo Oleoplan, Oi, Grupo A, Panamericana Editora, Fundação Tênis, ABRH/RS, entre muitas outras empresas. Tive a honra e o privilégio de ter como mentor o Consultor Claus Süffert, uma referência brasileira da Gestão pela Qualidade Total. Desde 2018 comecei meu próprio caminho como Consultor, acreditando que criando uma Cultura da Solução nas empresas elas vão gerar melhores resultados e assim impactando todo o Mundo, pois o empreendedorismo transforma o seu entorno e muda para melhor a sua comunidade.
Assine a nossa Newsletter