Artigos

Processo Evolutivo Da Gestão De Pessoas

Desde a sua origem a gestão em Recursos Humanos passou por diversas mudanças, sejam elas de nomenclatura ou de abordagem prática em si. Até meados de 1950 pouco depois da Revolução industrial o ambiente das organizações era conservador não havendo grande preocupação com problemas internos. O modelo base da organização era Taylorista com sistema fechado.

A cultura organizacional centralizadora, tinha as pessoas como recursos de produção, onde havia uma intermediação e conciliação entre a organização e as pessoas, ou seja, o capital e o trabalho. Nisso percebe-se a influência da teoria das relações humanas Era Clássica da Industrialização.

Nas décadas entre 1950 e 1990 período pós – segunda guerra mundial e Era Neoclássica da Industrialização percebe-se uma estrutura organizacional mais comportamentalista, aberta a inovação e mudança de hábitos.

Nova call to action

A partir da década de 90, as pessoas passam a serem vistas como dotadas de necessidades, conforme afirma Maslow, e não mais como simples recursos. Isso passa a ocorrer devido o surgimento da Era da Informação, que vem como consequência da disseminação do mundo como aldeia global, explosão da tecnologia da informação, globalização dos mercados, substituição da economia manufatureira pela economia do conhecimento técnico – científico.

Atualmente o mundo das organizações vive a Era do Capital Humano, onde a palavra chave é estratégia. O que se traduz no uso acertado do conhecimento efetivo, baseado nas informações corretas e assertivas. Nela, as pessoas, é o capital primordial da organização. O que quebra a visão das abordagens anteriores, que definia as pessoas como causa de gastos e não como um capital capaz de gerar lucro através da produtividade. É nesse período que a abordagem do termo Gestão Estratégica de pessoas surge, trazendo para as organizações um novo paradigma e uma nova forma de gerenciar pessoas que agora deixa de ser vista como recurso (empregados isolados nos cargos, horários rigidamente estabelecidos, normas e regras, subordinação ao chefe, ênfase na especialização, executoras de tarefas). E passa a parceiras da organização (colaboradores agrupados em equipes, metas negociadas e compartilhadas, preocupação com o cliente, vinculação a missão e a visão, ênfase no conhecimento, inteligência e talento).

Mediante os desafios do novo milênio que tem por foco a globalização, tecnologia, informação, conhecimento, serviços, enfoque no cliente, qualidade, produtividade e competitividade a gestão de pessoas assume novos papeis. Seu papel agora se focaliza na administração de estratégia de recursos humanos buscando a execução da estratégia através de parceiros estratégicos que ajudam a alcançar os objetivos da organização, ajustando as estratégias de RH à estratégia empresarial, diagnosticando forças e fraquezas através dos vários enfoques da administração. Para isso o gestor de RH está sempre atuando unido a todas as áreas que compõem a empresa. Por que ele é o corresponsável pelo desempenho das pessoas que atuam nesses setores, analisando continuamente se as habilidades e competências das mesmas atendem as expectativas das tarefas a serem desempenhadas ou se precisam de capacitação.

Na nova Era da Informação a administração de talentos humanos e do capital intelectual tem sido um grande diferencial competitivo, pois hoje a gestão de pessoas tem uma nova visão do homem, do trabalho e da empresa. Eliminando a verticalização e implementando uma estrutura plana, horizontalizada e enxuta. Volta-se mais para os processos e não para funções especializadas e isoladas, com uma visão voltada para o futuro e para o destino da empresa e das pessoas.

Fundamentação: Silva, Mário C. Marcondes e – Competência e resultados de Recursos Humanos: um fator diferencial da empresa moderna – 2ª edição- Rio de Janeiro: Quality Mark São Paulo ABRH- Nacinal, 2003.Gestão Estratégica de Pessoas com Scoricard: integrando pessoas, estratégia e performance/ Brian E. Becker, Mark A. Heselid, Dave Ulrich; tradução de Afonso Celso da Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001- 6ª reimpressão.Gestão de Pessoas; O Novo papel do Recursos Humanos na Organizações/ Idalberto Chiavenato – Rio de Janeiro: Elsevier, 1999- 21ª reimpressão.

Simone Moura/simonewas@hotmail.com/ http://simonemourarh.blogspot.com.br/contato (81)9275 0504

4.7 3 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments