logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
6 processos essenciais de RH para a Gestão de Pessoas nas empresas

Sumário

Home > Artigos > RH na Prática > 6 processos essenciais de RH para a Gestão de Pessoas nas empresas

6 processos essenciais de RH para a Gestão de Pessoas nas empresas

Por Rosemeire Moreira, Atuante há 09 anos na área de RH, Especialista em Gestão de Pessoas…

processos essenciais de RH

Por Rosemeire Moreira, Atuante há 09 anos na área de RH, Especialista em Gestão de Pessoas por Competências, Palestrante e Analista Comportamental

As empresas possuem talentos e não é novidade o quanto eles são os diferenciais de qualquer negócio, com isso, o RH abandonou o antigo conceito de que era simplesmente parte operacional do negócio, aquele que tinha as rotinas de departamento pessoal como folha de pagamento, rotinas e direitos trabalhistas como foco. Continue lendo e conheça os processos essenciais de RH.

Hoje é mais do que entendido nas companhias que a missão do RH é conciliar a performance dos talentos humanos com a estratégia da empresa e alguns processos de RH são essenciais para o bom andamento da Gestão de Pessoas de forma sistêmica e organizada.

Quando falamos de processos essenciais de RH, logo precisamos ter a visão que eles não são meros procedimentos burocráticos, o papel do RH é fazer com que as ações auxiliem nos gaps de desenvolvimento humano e assim trazer benefícios para a companhia como melhor performance do pessoal, produtividade e lucratividade, vantagem competitiva para o negócio.

Confira abaixo 6 processos essenciais de RH que estruturam todo o quadro de pessoal da empresa e geram inúmeras vantagens para a organização.

1.Diagnóstico Organizacional

Antes de qualquer ação, é necessário entender bem quais são as dores da empresa relacionada ao seu quadro de pessoal e também entender qual é a visão dos colaboradores do lugar que ele trabalha, das suas demandas, necessidades e em como os processos essenciais de RH podem ajudar as rotinas fluírem melhor.

Esse processo envolve uma coletagem de informações com o objetivo de trabalhar a causa raiz dos problemas que de fato prejudicam o andamento da companhia. É importante avaliar a cultura da empresa, os comportamentos comuns, os receios dos integrantes do time, o campo de trabalho, o desenvolvimento operacional, etc…

Banner artigo_Material-O Novo RH

2.Descrição de Cargos

Ter as informações bem estruturadas é que vai fazer os processos essenciais de RH conversarem entre si. Nessa etapa, é importante mapear todas as informações importantes do cargo, tais como: atribuições, competências técnicas, comportamentos, indicadores de performance de cada posição da empresa.

Assim, o RH terá um norte de trabalho e saberá o que busca nos seus colaboradores e nos candidatos que está atraindo, o que é esperado dos ocupantes de cada cadeira em questão.

Aqui é importante lembrar: Quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar serve. Se não soubermos o que esperar e desenvolver de cada um, provavelmente não saberemos o que podemos cobrar e como ajudar.

3.Recrutamento e Seleção

Quem nunca ouviu a expressão “Contratar as pessoas certas para o lugar certo é a missão do RH”? É óbvio que esse não é o nosso único e exclusivo papel como profissional de RH mas não dá para falar de processos essenciais de RH sem citar essa frente tão importante que é atrair e escolher pessoas com fit com o cargo e a empresa na qual elas vão trabalhar.

O Recrutamento e Seleção para ser assertivo precisa levar em consideração todas as soft skills, as hard skills, o fit cultural para a posição. Um olhar objetivo, mensurado, focado do profissional que conduz o processo seletivo faz muita diferença na hora de contratar.

4.Ações de incentivo

Um dos processos essenciais de RH são as ações de incentivo que também são conhecidas como processos de Endomarketing, isto é: o marketing interno da empresa.

Tão importante quanto se preocupar com os clientes externos, é se preocupar em valorizar, reconhecer os clientes internos. É isso que faz o colaborador querer vestir a camisa: ser incentivado. 

5.Política de remuneração

 As pessoas buscam qualidade de vida e bem estar através da sua remuneração e com isso é muito importante ter critérios bem definidos na hora de praticar uma política salarial. O funcionário precisa entender onde ele está e onde ele pode chegar, através do seu desempenho e do que a empresa pode oferecer para ele.

É ter uma visão clara de possibilidades dentro da companhia. A política de remuneração também se trata de um processo essencial de RH pois ela ajuda o colaborador a ter mais foco na sua trajetória por saber em qual posição ele pode chegar e o que precisa ser feito. 

6.Gestão de desligamento

 Nem sempre é possível evitar um desligamento, mas sempre é possível torná-lo humanizado. Os desligamentos devem acontecer de forma profissional, os critérios não podem dar margem para pessoalidade, os feedbacks devem ter sido realizados na trajetória do colaborador na empresa.

Trabalhar a forma com que os desligamentos acontecem, ajudam e muito na criação de uma marca empregadora forte. A organização deve prezar pelo respeito contínuo, amplo e sistêmico.

A empresa que adere esses processos essenciais de RH consegue gerenciar os seus colaboradores minimizando os conflitos e gerando maior agilidade, transparência e clareza nos relacionamentos e entregas.

Lidar com pessoas é uma missão desafiadora e os processos essenciais de RH ajudam a gerar um ambiente organizacional mais rico, leve e produtivo.

Esperamos que você tenha compreendido os processos essenciais de RH. Desse modo, quer descobrir como alavancar ainda mais seu RH?

Assine a nossa Newsletter