Artigos

Recursos Humanos e Departamento Pessoal, são a mesma coisa?

recursos humanos

Por Vitória Reis, fundadora da página Dicas do RH no Instagram e criadora do Curso RH e DP juntos

O que é Recursos Humanos?

Como eu costumo dizer o setor de Recursos Humanos mais conhecido como RH é o coração das organizações pois está diretamente ligado ao recurso mais valioso da organização, que é o capital humano. O RH tem como função principal mediar a relação entre empregador e empregado.

Nova call to action

A área de Recursos Humanos tem um conjunto de responsabilidades que visam recrutar e selecionar novos talentos; integrar os novos colaboradores; análise, descrição e avaliação de cargos e salários; avaliação de desempenho; pesquisa de clima; remuneração e benefícios; saúde e segurança no trabalho; treinamento e desenvolvimento; entre outras funções.

Antigamente o setor era conhecido apenas pelas relações burocráticas, que chamamos hoje de departamento pessoal, ou seja, a área era vista apenas como operacional.

Hoje o RH vem ganhando um papel mais estratégico dentro das empresas, sendo responsável por analisar os indicadores como turnover e absenteísmo por exemplo, e junto com a liderança criar metas e estratégias para engajar e motivar os colaboradores.

Além de criar e analisar políticas internas para fazer com que os integrantes da empresa estejam em busca dos mesmos objetivos e alinhados com a missão, visão e valores da empresa, fazendo com que tenha melhores resultados.

Pirâmide de Recursos Humanos

Costumamos dizer que existe uma pirâmide do RH, desde os processos mais fundamentais que todas as empresas devem ter (esses processos se encontram na base da pirâmide) até os processos mais estratégico da área (que são os processos que se encontram na ponta da pirâmide). Quanto mais distribuído for as funções da empresa e quanto mais a empresa se empenha para que o RH seja um setor estratégico mais alto ela sobe nessa pirâmide.

Pirâmide de RH

Rafaela Munari

Vamos entender cada fase da pirâmide 

A primeira fase é conhecida como base e nela estão os processos que todas as empresas devem ter independente do tamanho e quantas pessoas trabalham na organização, nela está a remuneração, descrição de cargos e o recrutamento e seleção.

Recrutamento e seleção, toda empresa por menor que seja precisa contratar em algum momento e precisa entender sobre R&S para ter essa vaga preenchida de forma efetiva.

Descrição de cargos, é importante que os cargos tenham regras e responsabilidades, além disso ter um organograma e estrutura organizacional organizada é importante e pode evitar até possíveis passivos trabalhistas.

Remuneração, toda empresa precisa pagar seus funcionários, além disso todas as empresas possuem um pacote de benefícios, sejam eles obrigatórios ou opcionais e muitas vezes até remunerações variáveis, por isso a remuneração está na base da pirâmide.

A segunda fase é conhecida como fundamentar, nessa etapa está relacionado em engajar o colaborador e cumprir todas as exigências trabalhistas necessárias.

Aqui podemos ter como exemplo o controle de jornadas, ter a gestão dos períodos aquisitivos e concessivos de férias, fazer a integração de novos colaboradores, ter um cronograma de obrigações e eventos, entre outros.

A terceira fase é conhecida como sustentar, essa etapa está relacionada com os desligamentos e os treinamentos e desenvolvimento dos funcionários.

Nessa fase a empresa já tem o olhar mais estratégico e faz o controle e análise de todos os números e indicadores, visando melhores resultados para empresa e empregados.

Aqui temos como exemplo a gestão dos desligamentos juntamente com as entrevistas de desligamento, os levantamentos de necessidades de treinamento para entender quais as necessidades e fazer um plano de treinamento assertivo, e com o menor custo.

Nessa etapa entra também o controle de turnover e absenteísmo, entender se os fatores que mais influenciam esses números são fatores internos e externos e como reduzir.

E o topo da pirâmide, nessa etapa o RH já trabalha de forma estratégica e já cumpre todas as outras etapas, aqui são trabalhados os planos de ação para melhorias de todos os números analisados, ciclo de avaliação de desempenho e ferramentas de controle.

O que é o Departamento Pessoal?

Enquanto o RH se concentra nas relações humanas, o Departamento Pessoal se atenta às questões burocráticas. Lembra que o RH é o coração da empresa? Já o DP é conhecido como a razão, ou seja, está ligado diretamente com a parte burocrática da vida do colaborador dentro da empresa, desde o momento inicial até o fim do vínculo.

O setor tem como funções cuidar dos assuntos relacionados aos direitos e deveres trabalhistas, tanto da parte do empregador quanto do empregado.

Faz parte das funções do Departamento pessoal as tarefas e atividades, como admissão, cuidados com as documentações, fechamento de folha de pagamento, controle, organização e cálculo de férias, cálculos rescisórios, guias de pagamentos de imposto como por exemplo IRRF (imposto de renda retido na fonte), FGTS (Fundo de garantia do tempo de serviço), INSS (Instituto nacional do seguro social), compra de benefícios como VR, VA, VC, VT, apuração e fechamento de ponto, entre outras funções.

O setor ainda é muito conhecido por ser bem operacional, mas muitas empresas estão trabalhando o DP para ser uma área mais estratégica, analisando os números, os dados e buscando evoluções e melhores resultados para a empresa e para os colaboradores.

Como essas duas áreas são ligadas?

Muitas pessoas acham que o RH e o DP são a mesma coisa, muitas empresas ainda possuem um departamento pessoal que faz tudo, o que apelidamos carinhosamente de “DPzão”, normalmente isso ainda ocorre em empresas pequenas ou que não trabalham de forma estratégica.

O DP é uma ramificação do RH, quanto mais estratégico a empresa mais específico é o setor, em muitas empresas existe o setor de treinamentos, o departamento pessoal, o setor de cargos e salários e por aí vai.

O importante é que as áreas de Recursos Humanos e DP se mantenham conectadas mesmo com atividades distintas, quando os setores se conectam e seguem o mesmo caminho as chances de dar certo é muito maior.

No final de tudo gosto entender os setores como uma esteira, onde acaba um processo começa outro, por exemplo, precisamos do RH para fazer o recrutamento e seleção, depois disso precisamos do DP para fazer toda admissão e documentação dos funcionários, depois volta para o RH fazer a integração e por aí vai, pois as áreas de Recursos Humanos e DP se completam.

banner-tunover

5 2 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments