Artigos

Relacionamento interpessoal nas empresas

Quero começar falando um pouco do conceito de relacionamento Interpessoal. Este conceito implica como sendo uma relação social onde os indivíduos envolvidos interagem ou se orientam por um conjunto de normas comportamentais.
O que gostaria de estar abordando especificamente no Relacionamento Interpessoal, primeiro é o fato de uma pessoa conseguir se relacionar com seus próprios sentimentos e emoções, ou seja, conhecer ela mesma. E só a partir dai conseguir determinar como esta pessoa reage quando confrontada com as situações apresentadas no seu dia a dia.
Aprender a gerenciar suas emoções não é uma tarefa das mais fáceis, tem que haver vontade e determinação! Podemos conseguir? Sim, todos podem e devem! Este seria o melhor dos mundos. Vamos aprofundar um pouco mais este assunto no final. Segue uma pequena abordagem para explicarmos melhor a relação. Lembrando, que estamos todos conectados e que nossas atitudes e comportamentos vão influenciar diretamente a vida de outras pessoas.
Primeiro passo para o sucesso de uma relação se encontra no individuo conseguir exercitar sua mente, fortalecer sua autoestima, autocontrole e a sua automotivação, solucionando problemas de sentido e valor. Desenvolver valores éticos e crenças que vão nortear suas atitudes e ações.
Conquistando a confiança em si, começa a ser criado em sua mente o ambiente propicio para manter um Relacionamento Interpessoal positivo.
No contexto corporativo, este relacionamento é de suma importância, ele contribui para que o ambiente dentro da empresa seja saudável, onde as pessoas já cientes do seu papel passam a respeitar os outros, demonstrando empatia, conseguindo se expressar de uma maneira mais clara e objetiva sem que haja qualquer tipo de ofensa moral ao colega de trabalho.
E o que este tipo de comportamento acarreta na empresa?
A criação de um ambiente positivo contribui, em muito para o aumento da produtividade gerando resultados muito mais significativos.
Assim, fica claro a importância de se investir no Relacionamento Interpessoal, tendo em mente que são as pessoas que movem os negócios, são eles que estão por traz dos resultados das empresas.
A necessidade das organizações de investir em treinamento comportamental trazendo aumento do comprometimento, capacidade das pessoas em manter um auto rendimento e a geração de lucros.
Ao contrario, o profissional desvalorizado, tende a perder o foco, desmotivando a si e aos demais. Diminuindo sua capacidade criativa, perdendo produtividade o que acaba prejudicando muito o bom andamento da empresa.

Confira Algumas dicas importantes para manter boas relações interpessoais no trabalho.
• Conheça bem seus colaboradores;
Esta abordagem parece muito obvia porem, muitos gestores acreditam conhecer bem o seu colaborador. Na pratica de maneira errada, tendo apenas um conhecimento superficial, não conseguindo tirar ou enxergar o melhor de cada funcionário, interpretando mal suas atitudes, simplesmente porque não conhece seus hábitos e preferencias na sua maneira de trabalhar, desconhecendo o seu verdadeiro potencial, julgando sempre inadequado suas ações. Minimizar este tipo de engano, passando a conhecer melhor as características do colaborador é de extrema importância, isso ajuda a resolver diversas crises e conflitos, vou aprofundar melhor este assunto mais adiante. Descobrindo as diferenças pessoais, respeitando as características de cada um, vai ajudar a todos ter uma visão melhor sobre a empresa, antecipando soluções e evitando ruídos devido à limitação de cada pessoa.
Ao conhecer e tomar decisões que agreguem valor as pessoas, a empresa terá um maior comprometimento e dedicação da equipe, melhorando o ambiente de trabalho e um aumento significativo nos resultados da empresa.
• Promova e capacite sua equipe;
Muitos ainda acreditam que o produto e serviço sejam o grande diferencial da empresa no mercado.
Errado!
Nenhuma empresa consegue sobreviver sem funcionários e colaboradores. Já algum tempo despertamos para um ponto que se tornou crucial, o papel das pessoas no sucesso das instituições.
A empresa pode ter o melhor produto, melhor preço e ter o risco de perder tudo se as pessoas não estiverem alinhadas com os objetivos traçados pela liderança.
Compartilhe com todos seus objetivos, demonstre que, havendo sucesso todos saem vencedores. Convoque os funcionários para participarem das decisões da empresa, dê voz a todos e ouça com atenção suas ideias, muitas soluções saem de pessoas que aparentam não serem capazes, mas, que guardam em seu intimo uma sabedoria inesgotável. Comece a trabalhar a gestão do conhecimento, demonstre transparência e dê o feedback, nunca se esqueça as pessoas querem respostas, portando cumpra o que foi acertado.
Comece a treinar a todos traçando planos de ação, veja se todos envolvidos estão alinhados com a função exercida, se tem alguém que se destaca, promova-o!
Em tempos de crise, vendas fracas e faturamento baixo, invista na qualidade do seu atendimento. Diferencie o seu negócio investindo nas pessoas.
Em última analise, são elas que estarão à frente do negocio, atendendo seus clientes, cuidando para que tudo saia perfeito. Então cuide para que todos se sintam importantes e se tornem a sua extensão na empresa, ótimos resultados virão!
• Administre conflitos internos;
Conflitos geralmente acontecem quando existe uma discordância na interpretação sobre um mesmo problema. Isso se torna comum quando as pessoas não estão alinhadas em um mesmo objetivo, com percepções distorcidas de como as coisas realmente devam ser.
São comuns conflitos em qualquer empresa seja qual for o seu tamanho. Acabar definitivamente com este problema é quase impossível, afinal, estamos falando de pessoas, onde cada um sendo diferente e tentando a todo instante impor suas diferenças dificulta na solução do conflito.
Parece que vamos voltar um pouco na questão conheça seu colaborador. Normalmente os assuntos que estamos abordando são interligados e uma coisa depende da outra. Penso se haverá necessidade de deixar psicólogos de plantão nas empresas para fazerem uma avaliação de conflitos, ou será que os gestores tomando algumas medidas, tendo alguns cuidados não são capazes de administrar também este problema. Quero falar de alguns pontos que acredito serem importantes na tomada de decisão por parte liderança na questão dos conflitos.
• Estar atento ao motivo do conflito e compreender sua razão;
• Não tomar partido para nenhum dos lados, não tome decisão precipitada que possa ser injusta;
• Mantenha a discursão no modo racional, não deixando nunca descambar para a violência física e moral dos envolvidos;
• Tome a rédea do conflito, seja coerente em seu ponto de vista, isso fará com que seja respeitado em sua opinião e autoridade;
• Nunca se omita, não finja que nada está acontecendo, isso com certeza tornará pior as coisas. É preciso por um fim e nunca deixar suspenso uma decisão que acabe com o conflito.
Seguindo estes pontos todos irão perceber sua postura de liderança, fazendo uma negociação equilibrada, buscando sempre o melhor caminho, conseguirá pelo menos amenizar uma constância nos conflitos.
• Desenvolva a inteligência espiritual das pessoas.
O que se trata este tema, o que é Inteligência Espiritual? É o que muitos ou alguns vão se perguntar.
Assim como existe o Quociente de Inteligência QI, o Quociente Emocional QE existe o Quociente Espiritual QS ou Inteligência Espiritual. Porém, este trata de uma maneira diferente, abordando a relação interior da pessoa. Vamos começar falando do EU de cada um. E o que é o nosso EU? Neste caso, é conhecer a nós mesmos. Conseguir enxergar o que passa em nossa mente e melhor conseguir assumir o controle dela. Parece complicado! A princípio, sim. Com a prática de exercícios e conversas rotineiras conseguiremos nosso objetivo o controle sobre a mente.
E o que isso tem haver com meu colaborador? O que você acha de ter em sua empresa, um profissional em equilíbrio com ele mesmo, atento a todas as informações, preocupado com o crescimento e os resultados da empresa? Seria perfeito não é isso?
Podemos chegar neste profissional desejado. Para isso, a empresa terá que adotar também uma nova postura bem mais atenta ao seu colaborador. Deverá ser desenvolvido um trabalho especifico que visa cuidar do lado espiritual de cada um. Esquece religião! Quando digo espiritual é desenvolver o seu bem estar, aflorar a felicidade interior, trabalhar as suas virtudes e desenvolver sua individualidade. Quando conseguirmos alcançar estes objetivos, surgirá um novo profissional, consciente dos seus atos, melhorando seu relacionamento interpessoal tanto na empresa como em sua casa e principalmente com ele próprio. Conflitos, praticamente não existirão.
Quer apostar? Experimente em você gestor encontrar e desenvolver o seu EU e vai entender os benefícios de se ter o lado Espiritual desenvolvido. Enxergar sua empresa de uma maneira diferente, sentir o verdadeiro prazer da vida, encontrar a sua FELICIDADE.
Vamos Começar?

Paulo Victor Yamin
pvyamin8@gmail.com

Nova call to action

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Rogéria Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rogéria
Visitante
Rogéria

Excelente texto !!!😃👏

Paulo Victor @inovenda 🎯