Artigos

RESPONSABILIDADE SOCIAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

A responsabilidade social é um tema cada vez mais freqüente no mundo empresarial. No entanto, mesmo com toda essa importância dada ao tema, a sua aplicação na prática ainda não é fácil. O desafio está na dificuldade de aliar políticas de responsabilidade social com produtividade, competitividade com os concorrentes, e lucro.

Esse desafio pode ser vencido se a sustentabilidade ambiental e o compromisso com o bem-estar social forem comtemplados no planejamento estratégico das empresas. Se os executivos consideram o viés socio-ambiental desde o início, quando as metas da organização e as práticas para atingir essas metas ainda estão sendo definidas, esse viés pode deixar de ser um adversário do lucro para se tornar um poderoso aliado.

Os benefícios que uma empresa pode ter ao adotar práticas mais éticas e socialmente responsáveis são diversos: melhora da imagem frente aos clientes, da identificação dos colaboradores com a organização, incentivos fiscais, entre outros.

Nova call to action

Portanto, ainda que no curto prazo a responsabilidade social possa ser um gasto extra, ela deve ser encarada, no longo prazo, como um investimento. A melhora no clima da empresa, no engajamento e motivação dos funcionários, e na imagem da marca em relação à sociedade como um todo, entre outros benefícios, compensarão, certamente, o gasto para aplicar as políticas de responsabilidade social.

Resumindo, não há motivos para deixar de lado a preocupação com o meio-ambiente e com a sociedade. No caso de empresas que estão passando por momentos difíceis, no âmbito financeiro, essa preocupação pode ser adiada, mas nunca deve ser esquecida totalmente, e deve ser vista como uma oportunidade, e não como um encargo.

5 1 vote
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments