Artigos

Rh – Uma Reflexão Política

RH – UMA REFLEXÃO POLÍTICA

“ Sem polícia , nem a milícia , nem feitiço,
cadê poder?
Viva a preguiça, viva a malícia que só a gente é que sabe ter…”
Milton Nascimento

Ao
passar de carro pelas vazias ruas de Salvador, neste dia 12/07, uma
Quinta-Feira, com cara de feriado, observando as casas e centros comerciais
cerrando as suas portas, antes das 14hs, não pude deixar de lembrar dos versos
dessa canção do Milton, que cita” São José da Costa Rica, coração civil,
me inspire no meu sonho de amor Brasil”…
Lembro também de algumas conversas que tenho tido com o Carlos Pessoa,
Presidente da ABRH-Ba, quando concordamos que os Diretores e Presidentes de
Entidades de Classe, precisam trazer à luz da discussão, aspectos políticos(não
partidários), mas que acabam por influenciar diretamente a vida das pessoas e
consequentemente das empresas, dos seus associados.
Afinal, como já disse o Bertolt Brecht, “ o pior analfabeto é o analfabeto
político”. …” da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor
abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos, que é o político
vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio das empresas nacionais e
multinacionais…”
E então fiquei a pensar: Que sociedade, que mundo é este que estamos vivendo,
que barbárie é esta, que o fato de uma categoria fazer greve, faz com que a
cidade pare, e tranque-se em casa?
Ora, diriam alguns, mas é a polícia, não temos segurança, os arrastões já
começaram, é natural que…
O natural é que incomoda… Quando começamos a aceitar ser natural, o fato de
termos medo e pânico de seres humanos, penso que chegou a hora de parar para
acertar alguma coisa…
Quem criou esses “monstros” que nos assustam? Nasceram e foram criados em
que sociedade? Em que modelo?
Já estamos vivendo “no mundo dos que não comem e no mundo dos que não
dormem, com medo dos que não comem…”.
Penso que essa questão é tanto de RH, quanto o é o modelo de Gestão por
Competência, Estilos de Negociação, Coaching, Liderança Situacional etc etc.
Terminando com a música do Milton, que iniciou esse artigo, “assim dizendo eu
vou vivendo a minha utopia, eu vou viver bem melhor, doido prá ver o meu sonho
de teimoso um dia se realizar…”.

Autor: Antonio Amorim é Consultor Associado à Marcondes & Consultores Associados (SP).
Atualmente é Presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos- ABRH-BA e Diretor da Universidade Internacional da Paz- UNIPAZ- BA, e possui 08 livros publicados, entre poesias, contos e artigos voltados para a área de consultoria.

Por:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of