logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Hora Extra e Adicional Noturno; Funcionamento e Cálculo

Sumário

Hora Extra e Adicional Noturno; Funcionamento e Cálculo

Entender hora extra e adicional noturno é essencial para proteger direitos trabalhistas e calcular valores devidos. Vamos conferir alguns pontos

No mundo do trabalho, entender como funcionam a hora extra e o adicional noturno é fundamental para garantir que seus direitos como trabalhador sejam respeitados. 

Muitas vezes, esses conceitos podem parecer complexos, mas uma vez esclarecidos, torna-se mais fácil calcular aquilo que realmente importa.

Abaixo, vamos desvendar esses mistérios e mostrar como você pode fazer esses cálculos.

Como funciona a hora extra? 

Você sabe exatamente o que são horas extras e como elas funcionam do ponto de vista legal e financeiro?

Vamos, então, mergulhar no mundo das horas trabalhadas além da jornada regular e entender como isso impacta na vida do trabalhador.

O que são horas extras?

Hora extra é o período de trabalho que excede a jornada normal de um funcionário.

No Brasil, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) estabelece que a jornada de trabalho padrão é de 8 horas diárias, limitando-se a 44 horas semanais.

Portanto, qualquer atividade profissional que ultrapasse esses limites é considerada hora extra e deve ser compensada devidamente.

Como são calculadas as horas extras?

O cálculo das horas extras é feito com base no valor da hora regular do empregado. Assim, esse valor é obtido dividindo-se o salário mensal pelas horas trabalhadas no mês.

A partir daí, as horas extras são remuneradas com um acréscimo mínimo de 50% sobre o valor da hora normal em dias úteis e de 100% em domingos e feriados. Por exemplo, se um empregado ganha R$20 por hora em um dia útil, sua hora extra valerá no mínimo R$30.

Direitos e deveres do trabalhador e do empregador

O trabalhador tem o direito de receber pelas horas extras trabalhadas, seja em remuneração adicional ou por meio de banco de horas, quando as horas extras são compensadas com folgas.

O empregador, por sua vez, tem o dever de controlar a jornada de trabalho dos empregados e pagar as horas extras conforme determina a lei.

Banco de horas e compensação

Uma alternativa ao pagamento das horas extras é o banco de horas.

Este sistema permite que as horas trabalhadas além da jornada sejam acumuladas e posteriormente compensadas com períodos equivalentes de descanso.

Então, para que o banco de horas seja implementado, é necessário um acordo coletivo ou individual entre empregado e empregador.

Impacto na qualidade de vida do trabalhador

Embora as horas extras possam representar um aumento na renda do trabalhador, elas também podem ter um impacto significativo na qualidade de vida. Por isso, jornadas prolongadas podem levar ao estresse e ao cansaço excessivo, o que afeta a saúde física e mental do indivíduo.

Dessa forma, é importante que tanto empregadores quanto empregados busquem um equilíbrio para garantir a produtividade sem comprometer o bem-estar.

Como funciona o adicional noturno? 

Hora Extra e Adicional Noturno; Funcionamento e Cálculo

Então, se você trabalha ou pretende trabalhar em horários considerados noturnos, é essencial entender como esse benefício funciona. Vamos, então, desvendar os mistérios do adicional noturno e explicar tudo o que você precisa saber para garantir que seus direitos sejam respeitados.

O que é o adicional noturno?

O adicional noturno é um direito trabalhista previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), no Brasil.

Assim, ele garante uma remuneração extra para os trabalhadores que exercem suas atividades profissionais em horários considerados noturnos.

A ideia por trás desse benefício é compensar o empregado pelo esforço e desgaste maior de trabalhar em um período que, naturalmente, seria de descanso.

Quem tem direito ao adicional noturno?

De acordo com a CLT, têm direito ao adicional noturno todos os trabalhadores urbanos que laboram entre 22h de um dia e 5h do dia seguinte.

Para os trabalhadores rurais, o período considerado noturno varia: na agricultura é das 21h às 5h e na pecuária, das 20h às 4h.

Como é calculado o adicional noturno?

O cálculo do adicional noturno é feito com base no salário-hora do trabalhador. A legislação brasileira determina que o adicional deve ser de no mínimo 20% sobre o valor da hora normal de trabalho.

Além disso, há uma peculiaridade: a hora noturna é reduzida, contando apenas 52 minutos e 30 segundos, ao invés dos tradicionais 60 minutos.

Isso significa que, além do adicional de 20%, o trabalhador ainda recebe mais pelo fato de suas horas trabalhadas “renderem” mais durante a noite.

Por exemplo, se um empregado tem um salário-hora de R$10,00 e trabalha 7 horas noturnas, seu cálculo seria:

Salário-hora noturno = Salário-hora normal + 20%

Salário-hora noturno = R$10,00 + (R$10,00 x 20%)

Salário-hora noturno = R$10,00 + R$2,00

Salário-hora noturno = R$12,00

Total a receber pelas 7 horas noturnas = 7 x R$12,00

Total a receber pelas 7 horas noturnas = R$84,00

Mas lembre-se: cada hora noturna tem 52 minutos e 30 segundos. Portanto, as 7 horas na verdade seriam equivalentes a aproximadamente 8 horas e 14 minutos de trabalho diurno.

Direitos adicionais

Além do adicional noturno, o trabalhador que atua nesse horário também tem outros direitos garantidos por lei.

Entre eles estão o descanso semanal remunerado, férias e 13º salário com base no valor já acrescido do adicional noturno.

Quanto vale 1 hora extra com adicional noturno? 

Hora Extra e Adicional Noturno; Funcionamento e Cálculo

No Brasil, o adicional noturno é um direito dos trabalhadores que atuam em horários considerados noturnos, e ele pode fazer uma diferença significativa no final do mês.

Vamos desvendar os mistérios por trás do cálculo dessa hora extra tão peculiar e mostrar como ela pode impactar suas finanças.

O que é o adicional noturno?

Antes de mais nada, é importante entender o que é o adicional noturno. Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o adicional noturno é um valor pago ao trabalhador que exerce suas funções entre 22h de um dia e 5h do dia seguinte. 

Esse período é considerado desfavorável para o desempenho de atividades laborais, devido à alteração do relógio biológico e outros fatores. Por isso, a lei garante um acréscimo de 20% sobre a hora diurna normal.

Como calcular o valor da hora extra noturna?

Para calcular o valor da hora extra noturna, é necessário primeiramente saber qual é o valor da sua hora normal de trabalho.

Isso é feito dividindo o seu salário mensal pelo número de horas trabalhadas no mês.

Por exemplo, se você ganha R$2.000 por mês e trabalha 220 horas, sua hora de trabalho vale aproximadamente R$9,09.

Agora, considere que para as horas extras, o trabalhador tem direito a um acréscimo de no mínimo 50% sobre o valor da hora normal.

Então, a hora extra diurna passaria a valer R$13,64. No caso do adicional noturno, somamos ao valor da hora extra diurna os 20% referentes ao período noturno. Assim, a hora extra noturna passaria a valer R$16,36.

Vamos fazer as contas:

– Hora normal: R$9,09

– Hora extra diurna (50%): R$9,09 + R$4,55 = R$13,64

– Hora extra noturna (50% + 20%): R$13,64 + R$2,73 = R$16,36

Portanto, uma hora extra trabalhada no período noturno vale R$16,36 para um salário de R$2.000 mensais.

Outros fatores a considerar

Além do acréscimo financeiro, é importante considerar outros fatores ao decidir sobre trabalhar horas extras noturnas.

O trabalho no período noturno pode ter impactos na saúde e na vida social. Problemas como distúrbios do sono, estresse e menor tempo para atividades pessoais e familiares são comuns entre os trabalhadores noturnos.

Por outro lado, para muitos profissionais, as horas extras são uma oportunidade de aumentar a renda mensal e atingir objetivos financeiros mais rapidamente.

Portanto, é essencial pesar os prós e contras antes de se comprometer com esse tipo de jornada.

Como fazer a gestão da hora extra noturna?

Hora Extra e Adicional Noturno; Funcionamento e Cálculo

Em ambientes de trabalho que exigem operações além do horário comercial tradicional, é crucial entender como administrar adequadamente essas horas para garantir a conformidade com as leis trabalhistas, a justiça na remuneração dos funcionários e a manutenção de um ambiente de trabalho saudável.

Vamos explorar algumas estratégias e práticas recomendadas para gerenciar as horas extras noturnas de forma eficaz.

Entenda a Legislação

Antes de mais nada, é fundamental conhecer a legislação trabalhista vigente. No Brasil, a hora extra noturna é regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Segundo a CLT, considera-se noturno o trabalho realizado entre 22 horas de um dia e 5 horas do dia seguinte.

Para essas horas trabalhadas, é previsto um adicional noturno de pelo menos 20% sobre o valor da hora diurna.

Estabeleça Políticas Claras

Para evitar mal-entendidos e possíveis conflitos, é essencial que a empresa estabeleça políticas claras sobre a realização de horas extras.

Isso inclui definir em quais situações elas são permitidas, como serão compensadas (seja em remuneração adicional ou banco de horas) e quais os procedimentos para a sua solicitação e aprovação.

Use Tecnologia a Seu Favor

A tecnologia pode ser uma grande aliada na gestão das horas extras noturnas.

Softwares de gestão de tempo e presença permitem um controle mais preciso das horas trabalhadas, facilitando o cálculo das horas extras e dos adicionais noturnos.

Além disso, sistemas automatizados reduzem o risco de erros humanos e ajudam a manter um registro detalhado para eventuais auditorias.

Comunique-se com Sua Equipe

Uma comunicação clara e efetiva com os funcionários é crucial. Eles devem estar cientes das políticas da empresa e compreender os seus direitos e deveres em relação às horas extras.

Além disso, é importante ouvir os colaboradores e entender as suas necessidades e preocupações, criando um diálogo aberto sobre a carga de trabalho e as condições de trabalho noturnas.

Monitore a Carga de Trabalho

O monitoramento constante da carga de trabalho é essencial para evitar o excesso de horas extras, que pode levar ao desgaste dos funcionários e aumentar o risco de problemas de saúde.

Gestores devem estar atentos para identificar picos de demanda e redistribuir tarefas quando necessário, buscando sempre o equilíbrio entre as necessidades da empresa e o bem-estar da equipe.

Ofereça Suporte aos Trabalhadores Noturnos

Trabalhar à noite pode ser desafiador para muitos funcionários. Por isso, oferecer suporte adequado é uma parte importante da gestão das horas extras noturnas.

Isso pode incluir medidas como transporte para casa, lanches saudáveis ou uma sala de descanso equipada para quem precisa recarregar as energias.

Avalie Regularmente as Práticas de Gestão

Por fim, é importante avaliar regularmente as práticas de gestão das horas extras noturnas.

Isso envolve revisar os procedimentos existentes, analisar feedbacks dos colaboradores e fazer ajustes conforme necessário para garantir que o sistema seja justo e eficiente.

Conclusão

Entender como são calculadas as horas extras e o adicional noturno é crucial para garantir que seus direitos trabalhistas sejam cumpridos.

Lembre-se de que a CLT estabelece os valores mínimos para esses cálculos, mas acordos coletivos podem oferecer condições ainda mais vantajosas. 

Se você tiver dúvidas ou suspeitar que os cálculos não estão sendo feitos corretamente, não hesite em buscar ajuda profissional ou orientação sindical.

Conhecimento é poder, especialmente quando se trata dos seus direitos como trabalhador.

Formado em Estatística pela Universidade Federal de Minas Gerais e com Especialização em Design Thinking pela University of California e formação em Inovação, também com formação em Empreendedorismo pela Stanford University. Conta com visão estratégica e experiência profissional em tecnologia e gestão de produtos. É o único brasileiro a figurar na ‘Top 50 CEOS de SaaS 2022’. Organizada pela Software Report, a lista reconhece os líderes de empresas mais transformadoras e impactantes do setor.
Assine a nossa Newsletter