Artigos

Quais os principais tipos de treinamento e desenvolvimento de pessoas

treinamento e desenvolvimento

As práticas de treinamento e desenvolvimento são essenciais para fortalecer o capital humano da empresa e garantir melhores resultados e mais motivação às equipes. Por conta disso, é importante que o RH planeje as ações com cuidado, buscando os melhores tipos de treinamento para cada objetivo e escolhendo boas técnicas.

Neste post, explicamos melhor as vantagens de adotar um programa e quais os tipos mais frequentes de treinamentos utilizados nas grandes empresas. Confira!

Nova call to action

O que é treinamento e desenvolvimento de pessoas?

Trata-se de uma área do RH voltada para a evolução do colaborador a curto e longo prazo. Sua função é propor ações previamente planejadas para auxiliar no crescimento profissional da equipe, melhorando a produtividade e os resultados do negócio.

Nesse sentido, os treinamentos e desenvolvimentos propostos podem ser focados tanto na capacitação técnicas dos profissionais quanto no desenvolvimento de soft skills que precisam ser aperfeiçoadas.

Embora o treinamento e o desenvolvimento estejam interligados, é importante entender que eles não são a mesma coisa e contam com características distintas, como veremos a seguir.

Treinamento

O treinamento é um tipo de capacitação que tem como propósito cumprir um objetivo pontual em curto prazo. Assim, podemos dizer que tem início, meio e fim dentro de um prazo determinado. Geralmente, é utilizado para solucionar problemas, melhorar a motivação da equipe e capacitar novos colaboradores para que eles possam ocupar seus cargos.

Desenvolvimento

Já o desenvolvimento é um processo mais completo que visa ampliar os conhecimentos e habilidades de um profissional a longo prazo. Dessa forma, não tem início, meio e fim, e sim é caracterizado por um processo contínuo de aprendizado para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Qual a importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas?

Investir em treinamento e desenvolvimento é fundamental para empresas que valorizam a gestão de pessoas e entendem que os colaboradores são os principais responsáveis pelos resultados alcançados.

Ainda, a estratégia traz diversas vantagens para a companhia, tanto no que diz respeito a processos quanto à satisfação e engajamento dos colaboradores. Dessa forma, ela:

  • aumenta a produtividade;
  • melhora a eficiência em processos;
  • reduz erros e retrabalho;
  • melhorar a experiência dos colaboradores e clientes;
  • capacita a equipe para o uso de novas ferramentas;
  • ajuda no desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais;
  • auxilia na criação de lideranças eficientes;
  • fortalece o trabalho em equipe;
  • melhora o clima organizacional;
  • auxilia na retenção de talentos, diminuindo as taxas de turnover;
  • reduz custos de processos;
  • proporciona reconhecimento aos colaboradores;
  • melhora o employer branding.

Quais os tipos de treinamento e desenvolvimento?

Existem diversos tipos de treinamento e desenvolvimento que podem ser utilizados para diferentes objetivos. A seguir, explicamos melhor os mais usados e como eles podem ajudar a sua empresa.

Treinamento técnico ou hard skill

Trata-se de uma abordagem técnica que busca melhorar os conhecimentos da equipe sobre equipamentos, ferramentas e processos. Desse modo, são bastante úteis, por exemplo, quando a empresa contrata uma nova tecnologia ou quando as ferramentas utilizadas são atualizadas.

Além disso, os treinamentos técnicos são necessários quando surgem novas normas e leis. Nesses casos, é preciso atualizar os colaboradores para garantir que a companhia esteja agindo dentro das obrigações legais.

Treinamento comportamental ou soft skill

Os treinamentos comportamentais servem para aperfeiçoar competências e habilidades dos colaboradores com base na cultura organizacional. Dessa forma, o treinamento capacita os profissionais observando aspectos com sentimentos e motivação pessoal.

Além disso, esse tipo de programa pode ajudar determinado colaborador a desenvolver as soft skills necessárias para exercer o cargo. Assim, para uma posição de liderança, por exemplo, o RH pode planejar treinamentos voltados para a resolução de conflitos e empatia.

Treinamento motivacional ou de incentivo

Esse tipo de treinamento é voltado para aumentar o engajamento e a motivação da equipe em relação a algum novo projeto ou gestão. Além disso, eles podem ser utilizados quando a moral do time está baixa e apresenta pouco engajamento.

Nesse tipo de treinamento, é válido pensar em estratégias criativas, para incentivar os profissionais a “vestirem a camisa”. Nesse caso, palestras, encontros fora do escritório, gamificação e missões especiais, por exemplo, podem ser bastante eficientes.

Treinamento de integração ou onboarding

Os treinamentos de integração têm como objetivo preparar o novo colaborador para que ele inicie suas atividades na empresa após a contratação. Trata-se de um processo bastante completo, que envolve tanto a parte de cultura organizacional quanto os processos utilizados para o desempenho das tarefas.

Na fase de onboarding, é importante que o RH pense em treinamentos que transmitam missão, visão e valores da companhia e mostrem as regras gerais, costumes e o papel que o novo funcionário desempenhará na equipe.

Por fim, treinamentos são parte importante do processo de integração e são decisivos para que o novo funcionário comece suas atividades com o pé direito, minimizando erros e conflitos.

Desenvolvimento de lideranças

Esse tipo de treinamento tem como objetivo preparar colaboradores para exercerem papéis de liderança dentro da empresa. Dessa forma, eles são voltados para competências específicas, como gerenciamento de equipe, discurso motivacional, empatia, direcionamento de tarefas e outras habilidades necessárias para um bom líder.

Além de capacitar novas lideranças, esse tipo de treinamento também pode ser utilizado para quem já ocupa cargos de gestão, mas apresenta alguns pontos de melhoria.

Treinamento de equipe

Os treinamentos em equipe são voltados para a evolução do time como um todo, melhorando as habilidades de comunicação e entrosamento, garantindo que os profissionais desempenhem suas tarefas de forma mais colaborativa.

Para tanto, podem focar em práticas do dia a dia, relacionamento entre profissionais, inteligência emocional e outros pontos importantes. Uma dica para treinamento em equipe é apostar em formatos diferenciados e que proponham trabalho em grupo, como workshops e games.

Como criar uma boa estratégia de treinamento e desenvolvimento?

Quer entender como colocar uma estratégia de treinamento e desenvolvimento em prática? Agora, listaremos alguns passos que devem ser seguidos. Acompanhe!

Pesquisa e planejamento

O primeiro passo é realizar uma pesquisa interna com os gestores de cada área, para entender quais as principais deficiências dos colaboradores e quais pontos precisam ser melhor trabalhados para que eles exerçam suas funções com eficiência.

Depois disso, o RH deve relacionar os pontos de melhoria com os tipos de treinamentos necessários, definindo os objetivos de cada ação, quais técnicas serão utilizadas, qual o orçamento para a realização, quando será aplicado e qual a duração da ação.

Execução

Na fase de execução, o RH deve colocar o planejamento em prática e elaborar um cronograma global, definindo datas para a aplicação de cada treinamento e quais equipes passarão por eles.

Mas ao longo da programação, é preciso realizar um acompanhamento, anotando os resultados perceptíveis ao longo da execução

Além disso, é importante que o departamento acompanhe as necessidades da empresa, entendendo se os treinamentos programados ainda fazem sentido ou se é necessário adotar novas capacitações para resolver problemas pontuais.

Análise de indicadores

Por fim, é preciso avaliar os objetivos propostos e entender se eles foram alcançados com os programas escolhidos. Para isso, o setor deve acompanhar diversos indicadores e métricas, além de realizar pesquisas de satisfação e conversar com os gestores de equipes.

Mas essa análise não deve ser feita apenas ao final do cronograma anual, e sim ao longo do ano, percebendo mudanças e melhorias nos resultados. Em relação aos indicadores, vale a pena acompanhar, por exemplo:

  • taxa de adesão aos treinamentos;
  • taxa de abandono;
  • grau de satisfação dos colaboradores;
  • média de avaliação de aprendizado;
  • investimento em treinamentos;
  • tempo médio de treinamento por pessoa;
  • ROI em treinamentos.

Quais as melhores técnicas de treinamento e desenvolvimento?

Existem inúmeras formas de aplicar seus programas de treinamento e desenvolvimento e a técnica escolhida depende do objetivo proposto. A seguir, listamos os métodos mais utilizados pelas empresas.

Cursos presenciais e online

Cursos são uma boa alternativa para capacitar os colaboradores em questões técnicas, promovendo mais conhecimento. O modelo presencial é uma boa oportunidade para troca de experiências. Já o formato EAD é uma alternativa mais barata e que atende bem empresas com diversas sedes em locais diferentes.

Eventos

Eventos requerem um investimento maior, mas são boas oportunidades para abordar temas diversos e transmitir uma grande quantidade de conhecimento. Além disso, costumam engajar bastante os colaboradores, garantindo uma maior adesão.

Palestras e coaching

Esses modelos são bastante utilizados quando a ideia é aplicar treinamentos motivacionais, levantando a moral das equipes e melhorando a produtividade.

Gamificação

Esse tipo de treinamento utiliza jogos e desafios para tornar o aprendizado mais dinâmico e competitivo. Nesse sentido, são bastante interessantes para estimular a colaboração entre equipes e melhorar o engajamento dos profissionais.

Workshops

Os workshops são oficinas com foco na execução prática de determinada tarefa. Além disso, têm baixo custo e são interessantes para preparar os profissionais em suas funções, tirando dúvidas práticas e garantindo mais segurança e autoconfiança.

Como vimos, os programas de treinamento e desenvolvimento são muito importantes para capacitar os colaboradores e motivá-los, garantindo mais produtividade e eficiência nos processos. Ainda, existem vários tipos de treinamentos e o RH deve escolher os métodos que têm maior sinergia com os objetivos propostos.

Agora que você já conhece os diferentes tipos de treinamento, baixe nosso e-book gratuito e descubra como utilizar a análise de dados para melhorar o desenvolvimento de talentos. 

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments