logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Treinamento e Desenvolvimento > Conheça os principais tipos de treinamento e desenvolvimento de pessoas

Sumário

Conheça os principais tipos de treinamento e desenvolvimento de pessoas

O treinamento corporativo visa desenvolver profissionais, proporcionando novos conhecimentos, habilidades e competências para melhorar o desempenho e aumentar a produtividade. Os tipos de treinamento e desenvolvimento podem focar em habilidades técnicas (hard skills) ou comportamentais (soft skills).

Existem diversos tipos de treinamento e desenvolvimento, que podem ser aplicados de acordo com as necessidades e objetivos da organização e dos colaboradores no ambiente de trabalho.

As práticas de treinamento e desenvolvimento são essenciais para fortalecer o capital humano da empresa e garantir melhores resultados e mais motivação às equipes.

A Forbes aponta que as principais tendências para o futuro do T&D incluem: aprendizagem personalizada, microlearning, utilização de inteligência artificial e realidade virtual.

Por conta disso, é importante que o RH planeje as ações com cuidado, buscando os melhores tipos de treinamento para cada objetivo e escolhendo boas técnicas.

Neste post, explicamos melhor as vantagens de adotar um programa e quais os tipos mais frequentes de treinamentos utilizados nas grandes empresas. Confira!

Qual a importância do treinamento e desenvolvimento de pessoas?

Investir em treinamento e desenvolvimento é fundamental para empresas que valorizam a gestão de pessoas e entendem que os colaboradores são os principais responsáveis pelos resultados alcançados.

Ainda, a estratégia traz diversas vantagens para a companhia, tanto no que diz respeito a processos quanto à satisfação e engajamento dos colaboradores. Dessa forma, ela:

  • aumenta a produtividade;
  • melhora a eficiência em processos;
  • reduz erros e retrabalho;
  • melhorar a experiência dos colaboradores e clientes;
  • capacita a equipe para o uso de novas ferramentas;
  • ajuda no desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais;
  • auxilia na criação de lideranças eficientes;
  • fortalece o trabalho em equipe;
  • melhora o clima organizacional;
  • auxilia na retenção de talentos, diminuindo as taxas de turnover;
  • reduz custos de processos;
  • proporciona reconhecimento aos colaboradores;
  • melhora o employer branding.

Além desses benefícios mais gerais, cada um dos métodos também apresenta vantagens específicas, que podem ser importantes diferenciais competitivos para a sua empresa. Entenda quais são eles, a seguir. 

Vantagens do programa de treinamentos

Os treinamentos são estratégias importantes para solucionar problemas pontuais, como o uso de determinadas ferramentas ou mesmo a substituição de um profissional que se demitiu. 

Imagine esse segundo caso como um exemplo. Com um colaborador a menos na equipe, a empresa pode até contar com um plano de desenvolvimento de pessoas em andamento, mas precisará tomar atitudes mais práticas e ágeis para treinar outro membro do time e resolver o problema pontualmente.

Além disso, os treinamentos e capacitações ajudam a organização a se manter em conformidade com as normas legais, a lidar com o excesso de demanda em períodos de sazonalidade e a corrigir falhas do plano de desenvolvimento de pessoas.

Vantagens do desenvolvimento de pessoas 

Já o desenvolvimento de pessoas tem como vantagem alinhar os treinamentos aos objetivos da organização, promover o amadurecimento dos profissionais e, consequentemente, proporcionar o crescimento do valor do capital humano da empresa. 

Essa também é uma excelente estratégia de atração de talentos, uma vez que agrega uma maior oferta de valor da empresa para seus colaboradores e candidatos. 

Por fim, talvez um dos principais benefícios do desenvolvimento de pessoas é a formação de líderes preparados e plenamente inseridos na cultura, o que garante mais retenção de talentos e um melhor clima organizacional.

O que é treinamento corporativo?

O treinamento corporativo, também conhecido como desenvolvimento profissional, é um investimento estratégico que as empresas fazem para aprimorar as habilidades, conhecimentos e competências de seus colaboradores.

Através de diversos programas e atividades, o treinamento corporativo visa preparar os profissionais para os desafios do mercado de trabalho, impulsionando a produtividade, a inovação e o sucesso da organização.

Mas o que torna o treinamento corporativo tão importante?

  • Um mundo em constante transformação: as empresas precisam se adaptar rapidamente às novas tecnologias, tendências de mercado e demandas dos clientes. O treinamento corporativo garante que os colaboradores estejam sempre atualizados e preparados para enfrentar os desafios do futuro.
  • Competitividade no mercado: em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas que investem no desenvolvimento de seus colaboradores se destacam da concorrência. O treinamento corporativo contribui para a formação de profissionais qualificados, engajados e produtivos, tornando a empresa mais competitiva e eficiente.
  • Retenção de talentos: investir no desenvolvimento dos colaboradores demonstra que a empresa se preocupa com seu crescimento profissional. Isso aumenta a satisfação e o engajamento dos funcionários, reduzindo a rotatividade e os custos com recrutamento e seleção.

Quais os tipos de treinamento e desenvolvimento?

o papel do analista de treinamento e desenvolvimento

Existem diversos tipos de treinamento e desenvolvimento que podem ser utilizados para diferentes objetivos. A seguir, explicamos melhor os mais usados e como eles podem ajudar a sua empresa.

1. Treinamento técnico ou hard skill

Trata-se de uma abordagem técnica que busca melhorar os conhecimentos da equipe sobre equipamentos, ferramentas e processos. Desse modo, são bastante úteis, por exemplo, quando a empresa contrata uma nova tecnologia ou quando as ferramentas utilizadas são atualizadas.

Além disso, os treinamentos técnicos são necessários quando surgem novas normas e leis. Nesses casos, é preciso atualizar os colaboradores para garantir que a companhia esteja agindo dentro das obrigações legais.

2. Treinamento comportamental ou soft skill

Os treinamentos comportamentais servem para aperfeiçoar competências e habilidades dos colaboradores com base na cultura organizacional. Dessa forma, o treinamento capacita os profissionais observando aspectos com sentimentos e motivação pessoal.

Além disso, esse tipo de programa pode ajudar determinado colaborador a desenvolver as soft skills necessárias para exercer o cargo. Assim, para uma posição de liderança, por exemplo, o RH pode planejar treinamentos voltados para a resolução de conflitos e empatia.

3. Treinamento motivacional ou de incentivo

Esse tipo de treinamento é voltado para aumentar o engajamento e a motivação da equipe em relação a algum novo projeto ou gestão. Além disso, eles podem ser utilizados quando a moral do time está baixa e apresenta pouco engajamento.

Nesse tipo de treinamento, é válido pensar em estratégias criativas, para incentivar os profissionais a “vestirem a camisa”. Nesse caso, palestras, encontros fora do escritório, gamificação e missões especiais, por exemplo, podem ser bastante eficientes.

4. Treinamento de integração ou onboarding

Os treinamentos de integração têm como objetivo preparar o novo colaborador para que ele inicie suas atividades na empresa após a contratação. Trata-se de um processo bastante completo, que envolve tanto a parte de cultura organizacional quanto os processos utilizados para o desempenho das tarefas.

Na fase de onboarding, é importante que o RH pense em treinamentos que transmitam missão, visão e valores da companhia e mostrem as regras gerais, costumes e o papel que o novo funcionário desempenhará na equipe.

Por fim, treinamentos são parte importante do processo de integração e são decisivos para que o novo funcionário comece suas atividades com o pé direito, minimizando erros e conflitos.

5. Desenvolvimento de lideranças

Esse tipo de treinamento tem como objetivo preparar colaboradores para exercerem papéis de liderança dentro da empresa. Dessa forma, eles são voltados para competências específicas, como gerenciamento de equipe, discurso motivacional, empatia, direcionamento de tarefas e outras habilidades necessárias para um bom líder.

Além de capacitar novas lideranças, esse tipo de treinamento também pode ser utilizado para quem já ocupa cargos de gestão, mas apresenta alguns pontos de melhoria.

6. Treinamento de equipe

Os treinamentos em equipe são voltados para a evolução do time como um todo, melhorando as habilidades de comunicação e entrosamento, garantindo que os profissionais desempenhem suas tarefas de forma mais colaborativa.

Para tanto, podem focar em práticas do dia a dia, relacionamento entre profissionais, inteligência emocional e outros pontos importantes. Uma dica para treinamento em equipe é apostar em formatos diferenciados e que proponham trabalho em grupo, como workshops e games.

Como criar uma boa estratégia de treinamento e desenvolvimento?

Quer entender como colocar uma estratégia de treinamento e desenvolvimento em prática? Agora, listaremos alguns passos que devem ser seguidos. Acompanhe!

Pesquisa e planejamento

O primeiro passo é realizar uma pesquisa interna com os gestores de cada área, para entender quais as principais deficiências dos colaboradores e quais pontos precisam ser melhor trabalhados para que eles exerçam suas funções com eficiência.

Depois disso, o RH deve relacionar os pontos de melhoria com os tipos de treinamentos necessários, definindo os objetivos de cada ação, quais técnicas serão utilizadas, qual o orçamento para a realização, quando será aplicado e qual a duração da ação.

Execução

Na fase de execução, o RH deve colocar o planejamento em prática e elaborar um cronograma global, definindo datas para a aplicação de cada treinamento e quais equipes passarão por eles.

Mas ao longo da programação, é preciso realizar um acompanhamento, anotando os resultados perceptíveis ao longo da execução

Além disso, é importante que o departamento acompanhe as necessidades da empresa, entendendo se os treinamentos programados ainda fazem sentido ou se é necessário adotar novas capacitações para resolver problemas pontuais.

Análise de indicadores

Por fim, é preciso avaliar os objetivos propostos e entender se eles foram alcançados com os programas escolhidos. Para isso, o setor deve acompanhar diversos indicadores e métricas, além de realizar pesquisas de satisfação e conversar com os gestores de equipes.

Mas essa análise não deve ser feita apenas ao final do cronograma anual, e sim ao longo do ano, percebendo mudanças e melhorias nos resultados. Em relação aos indicadores, vale a pena acompanhar, por exemplo:

  • taxa de adesão aos treinamentos;
  • taxa de abandono;
  • grau de satisfação dos colaboradores;
  • média de avaliação de aprendizado;
  • investimento em treinamentos;
  • tempo médio de treinamento por pessoa;
  • ROI em treinamentos.

Quais as melhores técnicas de treinamento e desenvolvimento?

Existem inúmeras formas de aplicar seus programas de treinamento e desenvolvimento e a técnica escolhida depende do objetivo proposto. A seguir, listamos os métodos mais utilizados pelas empresas.

Cursos presenciais e online

Cursos são uma boa alternativa para capacitar os colaboradores em questões técnicas, promovendo mais conhecimento. O modelo presencial é uma boa oportunidade para troca de experiências. Já o formato EAD é uma alternativa mais barata e que atende bem empresas com diversas sedes em locais diferentes.

Eventos

Eventos requerem um investimento maior, mas são boas oportunidades para abordar temas diversos e transmitir uma grande quantidade de conhecimento. Além disso, costumam engajar bastante os colaboradores, garantindo uma maior adesão.

Palestras e coaching

Esses modelos são bastante utilizados quando a ideia é aplicar treinamentos motivacionais, levantando a moral das equipes e melhorando a produtividade no trabalho.

Gamificação

Esse tipo de treinamento utiliza jogos e desafios para tornar o aprendizado mais dinâmico e competitivo. Nesse sentido, são bastante interessantes para estimular a colaboração entre equipes e melhorar o engajamento dos profissionais.

Workshops

Os workshops são oficinas com foco na execução prática de determinada tarefa. Além disso, têm baixo custo e são interessantes para preparar os profissionais em suas funções, tirando dúvidas práticas e garantindo mais segurança e autoconfiança.

Leia também:

Benefícios do treinamento e desenvolvimento nas empresas

importância do treinamento e desenvolvimento

Mais do que apenas cursos e palestras, o T&D representa um processo contínuo de aprimoramento, que engloba diversas iniciativas voltadas para o desenvolvimento profissional e pessoal dos colaboradores.

Mas quais são os benefícios concretos que o T&D proporciona para as empresas e seus colaboradores? Descubra agora como essa ferramenta poderosa pode impulsionar o sucesso do seu negócio:

1. Retorno do Investimento (ROI)

  • Aumento da produtividade e da eficiência: colaboradores mais bem treinados e capacitados executam suas tarefas com mais rapidez, precisão e qualidade, elevando a produtividade geral da empresa.
  • Redução de custos: o T&D contribui para a diminuição de erros, retrabalho e desperdícios, gerando economia de recursos para a empresa.
  • Melhoria na qualidade dos produtos e serviços: profissionais qualificados garantem a entrega de produtos e serviços com maior qualidade, fidelizando clientes e aumentando a competitividade da empresa.
  • Aumento da lucratividade: a combinação de maior produtividade, redução de custos e melhor qualidade resulta em um aumento significativo da lucratividade da empresa.

Um estudo da Training Industry Report revela que empresas que investem em T&D relatam um ROI de até 300%, comprovando o retorno financeiro positivo dessa iniciativa.

2. Desenvolvimento de habilidades essenciais

  • Habilidades técnicas: aprimoramento de conhecimentos e técnicas específicas para cada função, garantindo que os colaboradores estejam aptos a realizar suas tarefas com excelência.
  • Habilidades comportamentais (soft skills): desenvolvimento de habilidades interpessoais como comunicação, trabalho em equipe, liderança, resolução de conflitos e inteligência emocional, essenciais para o sucesso individual e coletivo dentro da organização.
  • Habilidades gerenciais: aprimoramento de habilidades de gestão, como planejamento estratégico, tomada de decisões, delegação de tarefas e liderança de equipes, preparando os colaboradores para assumir cargos de liderança no futuro.

A LinkedIn identificou as habilidades mais demandadas pelas empresas em 2024, incluindo criatividade, inteligência emocional, adaptabilidade e pensamento crítico. O T&D permite que as empresas invistam no desenvolvimento dessas habilidades essenciais, garantindo que seus colaboradores estejam preparados para os desafios do mercado futuro.

3. Aumento da motivação, do engajamento e da retenção de talentos

  • Oportunidades de crescimento: o T&D oferece aos colaboradores a chance de aprender novas habilidades, desenvolver seu potencial e progredir na carreira, aumentando sua satisfação com o trabalho.
  • Redução da rotatividade: colaboradores satisfeitos e engajados tendem a permanecer mais tempo na empresa, reduzindo os custos com recrutamento e seleção de novos profissionais.

Segundo a Society for Human Resource Management, empresas que investem em T&D apresentam uma taxa de rotatividade de colaboradores até 40% menor do que aquelas que não investem.

4. Melhoria do clima organizacional e da cultura da empresa

  • Ambiente positivo e colaborativo: o T&D promove um ambiente de trabalho mais positivo, onde o aprendizado e o desenvolvimento são valorizados. Isso gera maior colaboração entre os membros da equipe e fortalece a cultura da empresa.
  • Comunicação mais eficaz: o desenvolvimento de habilidades de comunicação contribui para uma melhor comunicação interna, reduzindo conflitos e mal-entendidos.
  • Trabalho em equipe mais eficiente: o T&D permite que os colaboradores desenvolvam habilidades de trabalho em equipe, otimizando o trabalho em conjunto e alcançando melhores resultados.

Um estudo da American Psychological Association revela que empresas com um clima organizacional positivo apresentam uma produtividade 20% maior do que aquelas com um clima negativo.

Como vimos, os programas de treinamento e desenvolvimento são muito importantes para capacitar os colaboradores e motivá-los, garantindo mais produtividade e eficiência nos processos.

Ainda, existem vários tipos de treinamentos e o RH deve escolher os métodos que têm maior sinergia com os objetivos propostos.

Agora que você já conhece os diferentes tipos de treinamento e desenvolvimento, baixe nosso e-book gratuito e descubra como utilizar a análise de dados para melhorar o desenvolvimento de talentos. 

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Graduada em Gestão de Recursos Humanos, com MBA em Gestão de Negócios e Pós em Marketing e Comunicação Digital, já atuei na área de RH, comunicação, atendimento ao cliente como customer success, e atualmente realizo treinamentos com foco na Gestão comportamental e estruturação de projetos.
Assine a nossa Newsletter