Artigos

Transição de carreira: você possui um plano B?

Gostamos de surpresas, principalmente as que nos encantam e alegram. Mas, infelizmente, nem todas as surpresas são agradáveis. E, na vida pessoal, assim como na profissional, ser pego por surpresas desagradáveis, geralmente paralisa, entristece e desanima. Por isso, possuir um planejamento devidamente elaborado e estratégias claras, é extremamente importante para atravessar os momentos difíceis, e viabiliza possíveis mudanças, caso haja necessidade imediata.

É normal nos acomodarmos quando estamos empregados, pois a sensação de segurança nos invade e, muitas vezes, esse valor pessoal torna-se bastante influente nos momentos de tomada de decisão. Todavia, é aí que mora o perigo; pois a acomodação que experienciamos, atrelada a valorização que atribuímos a essa sensação aprazível de segurança, principalmente financeira, poderá a priori ser conveniente e agradável, no entanto a longo prazo, ou em momentos de crise, podem ser prejudiciais para o enfrentamento das transições que possivelmente ocorrerão. Sabemos que as mudanças provocam instabilidades físicas, emocionais, espirituais, socais, econômicas, etc., e, surpresas desagradáveis, podem ser intrigantes e indigestas, principalmente para os despreparados. Juntamente com todos esses inconvenientes, outro inimigo feroz se levanta contra nós, a zona de conforto, que para muitos é conveniente e seguro, entretanto para aqueles que possuem um insaciável e ousado desejo de ir além, é constrangedor, pois sabota todas as suas possibilidades de alcançar seus sonhos, metas e objetivos.

Portanto, para que os imprevistos e as contingências da vida, ao bater em sua porta, não lhe pegue de surpresa, acarretando todos esses constrangimentos acima citados, é necessário a elaboração um plano “B”.

Nova call to action

E, para que isso aconteça, precisa-se a priori de autoconhecimento. Assim sendo, entender o momento que você está experienciando e onde você deseja chegar, assim como identificar quais são os seus valores, crenças, hobbies, habilidades e capacidades que já possuí, e as que precisarão ser ressignificadas e ou desenvolvidas, a fim de fazer algo que seja prazeroso e rentável, o auxílio de um coach profissional poderá potencializar esse processo. Além disso, o apoio familiar e dos amigos sinceros, principalmente daqueles que já possuem a experiência nesse tipo de situação, serão de fundamental importância para a realização das transições que deverão ser realizadas.

É preciso preparar-se.

Atualizar-se.

Viver com planejamento.

Infelizmente, adquirimos alguns padrões mentais medíocres, sabotadores e inseguros, resultantes das nossas experiências, principalmente dos nossos pais, avós, professores, amigos, etc. Entretanto, esses padrões podem ser ressignificados. Há uma frase atribuída a Jim Rohn, que diz: “Você é a média das cinco pessoas com quem você convive”. Esta máxima é idêntica ao famoso ditado popular: “Me diz com quem tu andas, que direi quem tu és”. Para mim essa frase faz total sentido, pois quando realizei todas essas transformações, observei que todas essas coisas acontecem tanto com as pessoas bem sucedidas como com as medíocres e despreparadas; e constatei que após romper com todas essas inconveniências sabotadoras e realizei tudo o que apontei neste artigo, a minha vida mudou totalmente.

E você, está preparado para as surpresas e contingências da vidas, ou apenas fica esperando por esses dessabores para depois começar a agir?

0 0 vote
Article Rating

Por: Thiago Nascimento

Possuo graduação em Teologia pelo Centro Universitário Internacional, MBA em Coaching, com ênfase em Liderança e Gestão de pessoas e Pós-Graduação em Gestão e Tutoria em EAD pelo Centro Universitário Leonardo Da Vinci. Coach profissional, com habilitação em Análise Comportamental. Técnico em Segurança do Trabalho.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments