logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Carreira e Negócios > Treinamento e desenvolvimento: como desenvolver as pessoas?

Sumário

Treinamento e desenvolvimento: como desenvolver as pessoas?

O treinamento e desenvolvimento, também conhecido como T&D, consiste em um conjunto de estratégias destinadas a promover o crescimento dos colaboradores de uma empresa.

A Gestão de Pessoas é uma área fundamental dentro das empresas, e um dos conceitos mais importantes é o de treinamento e desenvolvimento.

Segundo a Society for Human Resource Management, empresas que investem em T&D apresentam uma taxa de rotatividade de colaboradores até 40% menor do que aquelas que não investem.

Quer saber mais sobre como o treinamento e desenvolvimento podem transformar a sua equipe e impulsionar o sucesso da sua empresa? Leia o artigo completo!

O que é treinamento e desenvolvimento?

Essa estratégia envolve atividades direcionadas para capacitar as pessoas, desenvolvendo seus conhecimentos, habilidades e atitudes, o que contribui para o aprimoramento de suas competências, tanto profissionais quanto pessoais.

O treinamento e desenvolvimento envolve o aperfeiçoamento das habilidades necessárias para que o profissional desempenhe suas funções de maneira eficiente. 

Mesmo que o colaborador já possua habilidades técnicas e comportamentais compatíveis com seu cargo, é sempre produtivo investir em ações de T&D.

Vivemos em um cenário de constante evolução, onde novas tecnologias surgem a todo momento e as práticas corporativas são atualizadas com frequência.

planejamento de carreira

Nesse contexto, é fundamental que os recursos humanos acompanhem essa evolução e se atualizem constantemente.

É por isso que o treinamento e desenvolvimento se tornam ainda mais importantes, pois garantem que os colaboradores estejam preparados para enfrentar os desafios do mercado.

Não faça como a maioria

Você sabia que 86% das empresas brasileiras não investem em capacitação profissional? Um estudo da Sólides, revela que essa falta de investimento afeta a adoção de tecnologias que aumentam a eficiência e a disponibilidade de ferramentas que forneçam informações sobre o perfil dos funcionários e o clima organizacional.

O Panorama de Gestão de Pessoas Brasil, maior estudo do segmento, lançado com base em entrevistas com mais de 2.500 profissionais.

Traz a realidade de empresas de diversos portes e setores da economia, como serviços, comércio, indústria, tecnologia e saúde. E os resultados são alarmantes. 

As pessoas são o principal fator de sucesso de um negócio e desenvolver pessoas é um dos maiores trabalhos de qualquer liderança

É por isso que a falta de investimento em capacitação profissional é um alerta para os empreendedores de qualquer porte ou setor.

Afinal, as áreas que cuidam da gestão de colaboradores precisam ser encaradas como fundamentais para o crescimento de qualquer empresa.

Para Mônica Hauck, cofundadora e CEO da Sólides, o estudo é uma ferramenta carregada de ideias, tendências, dados e informações para que os profissionais de Recursos Humanos caminhem cada vez mais na direção do treinamento e desenvolvimento das pessoas. 

Portanto, se você é um empreendedor ou profissional de Recursos Humanos, é importante ficar atento aos principais desafios e tendências da área de RH e Departamento Pessoal nas companhias brasileiras.

Invista no treinamento e desenvolvimento profissional dos seus colaboradores e veja sua empresa crescer cada vez mais. Lembre-se: as pessoas são o principal ativo da sua empresa.

Qual é a diferença entre treinamento e desenvolvimento?

Embora os termos “treinamento” e “desenvolvimento” sejam frequentemente usados ​​de forma intercambiável, eles têm significados distintos no contexto de gestão de pessoas e desenvolvimento profissional:

Treinamento

  • Foco em habilidades específicas para realizar tarefas ou funções relacionadas ao cargo atual.
  • Curto prazo: visa atender às necessidades imediatas da organização e do colaborador.
  • Abordagem mais diretiva: o instrutor transmite conhecimento e habilidades aos participantes.
  • Exemplos: Treinamento em softwares específicos, aperfeiçoamento de técnicas para uma função, capacitação em normas e procedimentos.

Desenvolvimento

  • Abrange um escopo mais amplo, visando o desenvolvimento pessoal e profissional do colaborador.
  • Longo prazo: prepara o colaborador para desafios futuros e para assumir novas responsabilidades.
  • Abordagem mais participativa: o colaborador assume um papel ativo no processo de aprendizado.
  • Exemplos: Programas de liderança, cursos de especialização, coaching, mentoria.

Diferenças-chave

AspectoTreinamentoDesenvolvimento
FocoHabilidades específicasCrescimento profissional
PrazoCurto prazoLongo prazo
AbordagemDiretivaParticipativa
ExemplosTreinamento em softwares, aperfeiçoamento técnicoProgramas de liderança, cursos de especialização

O treinamento visa equipar o colaborador para realizar as tarefas do dia a dia com mais eficiência, enquanto o desenvolvimento prepara o colaborador para o futuro e para assumir novas responsabilidades.

Ambas as atividades são importantes para o sucesso da organização e dos colaboradores. As empresas devem investir em um equilíbrio adequado entre treinamento e desenvolvimento para garantir que sua equipe esteja preparada para os desafios do presente e do futuro.

Por que investir em treinamento e desenvolvimento?

equipe realizando treinamento dentro de uma sala

Investir em treinamento e desenvolvimento de pessoas é fundamental para empresas que desejam se destacar no mercado.

Afinal, os colaboradores são os principais responsáveis pelos resultados alcançados e, por isso, devem ser valorizados e capacitados.

Além disso, essa estratégia traz diversas vantagens para a companhia, tanto em relação aos processos quanto à satisfação e engajamento dos colaboradores.

“Os profissionais de RH são os responsáveis por impulsionar o T&D na organização. É fundamental que eles próprios estejam constantemente se atualizando e desenvolvendo suas habilidades para poderem liderar esse processo de forma eficaz.” – Dave Ulrich, autor e consultor de RH

Benefícios do treinamento e desenvolvimento de pessoas

Entre os benefícios mais gerais, podemos destacar:

  • Aumento da produtividade: ao investir em treinamentos e capacitações, os colaboradores se tornam mais eficientes e produtivos em suas atividades.
  • Melhora na eficiência dos processos: com a capacitação adequada, os colaboradores conseguem realizar suas tarefas de forma mais rápida e eficiente, o que impacta diretamente na qualidade dos processos da empresa.
  • Redução de erros e retrabalho: ao se capacitar, o colaborador se torna mais seguro e confiante em suas atividades, o que reduz a ocorrência de erros e retrabalho.
  • Melhoria na experiência dos colaboradores e clientes: colaboradores capacitados conseguem oferecer um atendimento mais eficiente e de qualidade aos clientes, o que impacta diretamente na experiência dos mesmos.
  • Capacitação da equipe para o uso de novas ferramentas: com a constante evolução tecnológica, é importante que os colaboradores estejam capacitados para utilizar as novas ferramentas disponíveis no mercado.
  • Desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais: além das habilidades técnicas, é importante que os colaboradores desenvolvam habilidades comportamentais, como liderança, trabalho em equipe e comunicação.
  • Auxílio na criação de lideranças eficientes: líderes capacitados conseguem liderar suas equipes de forma mais eficiente, o que impacta diretamente nos resultados da empresa.
  • Fortalecimento do trabalho em equipe: colaboradores capacitados conseguem trabalhar em equipe de forma mais eficiente, o que impacta diretamente na qualidade dos processos da empresa.
  • Melhoria no clima organizacional: colaboradores capacitados se sentem mais valorizados e motivados, o que impacta diretamente no clima da empresa.
  • Auxílio na retenção de talentos: empresas que investem em treinamento e desenvolvimento de pessoas conseguem reter seus talentos por mais tempo, o que reduz as taxas de turnover.
  • Redução de custos de processos: com equipes capacitadas, a empresa consegue reduzir custos com retrabalho e erros.
  • Proporciona reconhecimento aos colaboradores: colaboradores capacitados se sentem reconhecidos e valorizados pela empresa.
  • Melhora o employer branding: empresas que investem em treinamento e desenvolvimento de pessoas conseguem melhorar sua imagem no mercado, atraindo novos talentos e clientes.

Além desses benefícios mais gerais, cada um dos métodos também apresenta vantagens específicas, que podem ser importantes diferenciais competitivos para a sua empresa.

Vantagens do programa de treinamentos

Os treinamentos são estratégias importantes para solucionar problemas pontuais, como o uso de determinadas ferramentas ou mesmo a substituição de um profissional que se demitiu.

Imagine esse segundo caso como um exemplo. Com um colaborador a menos na equipe, a empresa pode até contar com um plano de desenvolvimento de pessoas em andamento, mas precisará tomar atitudes mais práticas e ágeis para treinar outro membro do time e resolver o problema pontualmente.

Além disso, os treinamentos e capacitações ajudam a organização a se manter em conformidade com as normas legais, a lidar com o excesso de demanda em períodos de sazonalidade e a corrigir falhas do plano de desenvolvimento de pessoas.

Vantagens do desenvolvimento de pessoas

Já o desenvolvimento de pessoas tem como vantagem alinhar os treinamentos aos objetivos da organização, promover o amadurecimento dos profissionais e, consequentemente, proporcionar o crescimento do valor do capital humano da empresa.

Essa também é uma excelente estratégia de atração de talentos, uma vez que agrega uma maior oferta de valor da empresa para seus colaboradores e candidatos.

Por fim, talvez um dos principais benefícios do desenvolvimento de pessoas é a formação de líderes preparados e plenamente inseridos na cultura, o que garante mais retenção de talentos e um melhor clima organizacional.

Qual a hierarquia no treinamento e desenvolvimento de pessoas?

O setor de Recursos Humanos é responsável por diversas atividades dentro de uma empresa, entre elas, a aplicação de treinamento e desenvolvimento em diferentes níveis hierárquicos. 

Mas como saber quais tipos de treinamentos são mais adequados para cada cargo? Vamos abordar sugestões para aplicação de T&D em líderes, gestores e colaboradores.

Líderes

Os líderes são peças-chave na empresa, responsáveis por tomar decisões importantes e liderar equipes. Por isso, é fundamental que estejam tecnicamente fortalecidos e saibam lidar com seus pares dentro e fora do time.

Os treinamentos para líderes devem focar nas habilidades diretamente ligadas à liderança, como:

  • Trabalho em equipe
  • Liderança
  • Socialização

Além disso, é importante que os líderes participem de cursos de especialização para se manterem atualizados em relação às novidades do mercado.

Gestores

Os gestores são responsáveis por muitas questões estratégicas e burocráticas dentro da empresa. 

Diferente dos líderes, eles não precisam ter grande conhecimento técnico da parte operacional da sua área. Por isso, treinamentos mais técnicos não são tão relevantes para eles.

No entanto, é fundamental que sejam desenvolvidos em relação a ferramentas de gestão, análises mais estratégicas e inovações do mercado. Os treinamentos para gestores devem incluir:

  • Liderança
  • Gestão de pessoas
  • Modelos de gestão
  • Acompanhamento com coach

Colaboradores

Os colaboradores são o grupo que conta com mais possibilidades em T&D.

Para eles, é essencial oferecer diferentes treinamentos técnicos e comportamentais, sempre considerando o plano de carreira de cada um para iniciativas mais específicas que atendam à necessidade mútua.

Embora os treinamentos para os colaboradores possam ser pensados e realizados em massa, o desenvolvimento individual deve ser avaliado com moderação. 

Vale lembrar que os próximos líderes e gestores podem estar em meio a esse grupo. Portanto, aplicar ações de T&D é mais inteligente, eficaz e barato para a organização.

Área de treinamento e desenvolvimento

A área de treinamento e desenvolvimento é responsável por diversas competências dentro da empresa, entre elas:

  1. Oferecer treinamento básico aos novos colaboradores
  2. Desenvolver aspectos novos em seus empregados
  3. Fazer transmissão de informações do nível estratégico ao operacional
  4. Atuar com pesquisas de clima organizacional e demais métodos relativos à área

No entanto, nem todas as empresas conseguem entender que a área de treinamento e desenvolvimento é um centro de desenvolvimento e não um centro de custo. Investir em T&D é fundamental para o crescimento da empresa e para o desenvolvimento dos colaboradores.

Tipos de treinamento e desenvolvimento de pessoas

treinamento e desenvolvimento

No mundo corporativo, o treinamento e desenvolvimento dos colaboradores são essenciais para o crescimento e sucesso de uma empresa.

Existem diversos tipos de treinamento que podem ser aplicados, cada um com seu foco e objetivos específicos.

Vamos explorar os principais tipos de treinamento e como eles podem ajudar a sua equipe a alcançar todo o seu potencial.

1. Treinamento Técnico ou Hard Skills

O treinamento técnico é voltado para o aprimoramento dos conhecimentos e habilidades técnicas dos colaboradores.

Ele é especialmente útil quando a empresa adquire novas tecnologias ou atualiza suas ferramentas e processos.

Além disso, é essencial para manter a equipe atualizada em relação a novas normas e leis que impactam o negócio.

Por exemplo, se a sua empresa implementar um novo sistema de gestão, é importante oferecer treinamento técnico para que os colaboradores possam utilizá-lo de forma eficiente.

Da mesma forma, se houver mudanças nas leis trabalhistas, é fundamental capacitar a equipe para garantir que todas as obrigações legais sejam cumpridas.

2. Treinamento Comportamental ou Soft Skill

Enquanto o treinamento técnico se concentra em habilidades específicas, o treinamento comportamental visa desenvolver competências e habilidades mais abrangentes, conhecidas como soft skills.

Essas habilidades estão relacionadas à inteligência emocional, comunicação, trabalho em equipe, liderança, entre outras.

O treinamento comportamental é especialmente importante para fortalecer a cultura organizacional e alinhar os valores da empresa com o comportamento dos colaboradores.

Por exemplo, se você deseja promover uma cultura de colaboração e respeito mútuo, pode oferecer treinamentos focados em habilidades de comunicação e trabalho em equipe.

3. Treinamento Motivacional ou de Incentivo

A motivação é um fator crucial para o desempenho e engajamento dos colaboradores. O treinamento motivacional tem como objetivo aumentar o entusiasmo e comprometimento da equipe em relação a projetos específicos ou à gestão como um todo.

É especialmente útil quando a moral da equipe está baixa ou quando há falta de engajamento.

Existem diversas estratégias que podem ser utilizadas em treinamentos motivacionais, como palestras inspiradoras, atividades fora do ambiente de trabalho, gamificação e missões especiais.

O objetivo é despertar o interesse e incentivar os colaboradores a se dedicarem ao máximo em suas atividades.

4. Treinamento de Integração ou Onboarding

O treinamento de integração é essencial para preparar novos colaboradores para sua jornada na empresa.

Ele abrange desde a apresentação da cultura organizacional até a explicação dos processos e tarefas específicas que serão desempenhadas pelo novo funcionário.

Durante o onboarding, é importante transmitir a missão, visão e valores da empresa, bem como as regras gerais e costumes internos.

Isso proporciona uma integração mais suave e ajuda o novo colaborador a se sentir parte da equipe desde o início.

Além disso, o treinamento de integração também contribui para reduzir erros e conflitos, permitindo que o novo funcionário comece suas atividades com confiança e segurança.

5. Desenvolvimento de Lideranças

O desenvolvimento de lideranças é fundamental para preparar colaboradores para assumirem cargos de liderança dentro da empresa.

Esse tipo de treinamento visa desenvolver competências específicas, como gerenciamento de equipe, habilidades de comunicação, tomada de decisão e motivação.

É importante destacar que o desenvolvimento de lideranças não se limita apenas aos novos líderes.

Mesmo aqueles que já ocupam cargos de gestão podem se beneficiar desse tipo de treinamento para aprimorar suas habilidades e se tornarem líderes ainda mais eficazes.

6. Treinamento de Equipe

O treinamento em equipe tem como objetivo fortalecer o trabalho colaborativo e melhorar as habilidades de comunicação entre os membros da equipe.

Ele pode incluir práticas do dia a dia, jogos e atividades que estimulem o trabalho em grupo e a inteligência emocional.

Ao investir em treinamentos de equipe, você estará promovendo um ambiente mais produtivo e harmonioso, onde os profissionais poderão compartilhar ideias, solucionar problemas em conjunto e alcançar resultados ainda melhores.

Métodos de treinamento e desenvolvimento

equipe realizando uma prova escrita

A busca pelo aprendizado contínuo dos colaboradores pode adotar diversas formas. Abaixo, apresentamos os principais métodos inovadores de treinamento e desenvolvimento que as empresas podem utilizar para tornar o processo mais produtivo:

  1. Workshops: ambientes práticos que permitem aos colaboradores adquirir habilidades específicas por meio de exercícios, interações em grupo e atividades práticas.
  2. Aprendizado baseado em problemas (ABP): os colaboradores enfrentam desafios do mundo real e resolvem problemas relacionados ao trabalho, promovendo o aprendizado autônomo e a aplicação prática de conhecimentos.
  3. Gamificação: transforma o aprendizado em uma experiência divertida, utilizando elementos de jogos para engajar e motivar os colaboradores.
  4. E-Learning: plataformas online oferecem cursos interativos, vídeos e módulos de treinamento acessíveis a qualquer hora e lugar.
  5. Treinamento de Realidade Virtual (RV) e Aumentada (RA): tecnologias imersivas permitem simulações realistas, úteis para treinamento em ambientes complexos.
  6. Simulações: ambientes simulados permitem que os colaboradores pratiquem tarefas e tomem decisões sem riscos, aprimorando suas habilidades.
  7. Aprendizado social: colaboradores compartilham conhecimento, experiências e soluções por meio de redes sociais internas e comunidades online.
  8. Aprendizado baseado em projetos: colaboradores trabalham em projetos reais que requerem a aplicação prática de habilidades e conhecimentos.

Analista de treinamento e desenvolvimento

No cenário competitivo em que vivemos, as empresas estão constantemente em busca dos melhores profissionais.

No entanto, ao invés de investir tempo e recursos na contratação de novos talentos, é muito mais vantajoso desenvolver os colaboradores que já fazem parte da equipe.

Nesse contexto, o analista de treinamento e desenvolvimento desempenha um papel fundamental, inclusive na elaboração de um plano de carreira para a empresa.

Ao oferecer oportunidades de crescimento dentro da organização, os colaboradores se sentirão motivados a se aprimorar e alcançar novos patamares, contribuindo assim para o crescimento da empresa.

Compreendendo a importância de tal profissional, vamos analisar algumas de suas funcionalidades e capacitações.

1. Mapeamento das competências

Antes de começar qualquer atividade, é crucial que o analista de treinamento e desenvolvimento tenha uma compreensão clara das competências exigidas pelo trabalho e das habilidades dos colaboradores. 

Essa etapa permitirá identificar oportunidades de desenvolvimento tanto em termos de habilidades técnicas quanto comportamentais.

2. Planejamento das capacitações

Após conhecer as necessidades e particularidades de cada colaborador, é hora de colocar o plano em prática. Organizar treinamentos, integrações e capacitações é fundamental nesse processo.

É preciso definir o local onde ocorrerão as capacitações e garantir que haja espaço suficiente para acomodar todos os participantes.

Além disso, é importante determinar quem será responsável por conduzir as apresentações e quais equipamentos serão necessários.

Toda essa organização é de responsabilidade do analista de treinamento e desenvolvimento.

3. Feedbacks construtivos

Receber feedbacks é essencial para o desenvolvimento de qualquer competência, seja ela técnica ou comportamental.

Os feedbacks são retornos dados aos colaboradores após a realização de uma tarefa ou processo seletivo, destacando o que foi feito corretamente, o que precisa ser melhorado e quais aspectos podem ser aprimorados.

Essa avaliação é fundamental para que os colaboradores tenham uma referência clara do que precisam melhorar. Vale ressaltar que nem todos os feedbacks precisam ser críticos; reconhecer e recompensar os funcionários por suas boas ações também é importante em uma organização.

Leia também:

4. Cursos de capacitação

Muitas vezes, os colaboradores enfrentam dificuldades ao utilizar determinadas plataformas ou ferramentas no ambiente de trabalho.

Nesse sentido, o analista de desenvolvimento desempenha um papel fundamental ao indicar ou criar cursos de capacitação para suprir essas necessidades.

É possível criar pequenos cursos internos para que os colaboradores aprendam as competências necessárias para o seu trabalho.

5. Acompanhamento dos resultados

Após a realização dos treinamentos, é importante dedicar tempo para acompanhar os Planos de Desenvolvimento Individual (PDIs) e avaliar os resultados alcançados.

Esse esforço ajudará a identificar quais melhorias podem ser feitas no processo de treinamento para as próximas etapas, bem como quais ações foram mais eficazes.

É recomendado enviar um formulário simples aos colaboradores para alinhar o processo às expectativas de todos.

Como montar um programa de treinamento e desenvolvimento?

principais direitos trabalhistas

Para garantir a efetividade do T&D, é fundamental montar um programa bem estruturado e direcionado às necessidades da organização e dos colaboradores. Aqui está um roteiro prático para auxiliá-lo na construção de um programa consistente.

1. Definição de Objetivos

  • Comece por definir os objetivos claros e mensuráveis para o programa de T&D. O que você deseja alcançar com o treinamento? Quais são as habilidades e conhecimentos que os colaboradores precisam desenvolver?
  • Alinhe os objetivos do T&D com os objetivos estratégicos da organização. O programa deve contribuir para o alcance das metas da empresa.
  • Considere as necessidades dos colaboradores. Quais são as suas lacunas de conhecimento e habilidades? Quais são seus interesses e expectativas em relação ao T&D?

2. Análise das Necessidades

  • Realize uma análise aprofundada das necessidades de T&D da organização e dos colaboradores. Utilize métodos como pesquisas, entrevistas, grupos focais e análise de dados para coletar informações.
  • Identifique as lacunas de conhecimento e habilidades que precisam ser preenchidas. Priorize as necessidades mais críticas para o sucesso da organização.
  • Considere o contexto da organização, como o setor de atuação, o tamanho da empresa e a cultura organizacional.

3. Planejamento do Programa

  • Com base nos objetivos e na análise das necessidades, defina o conteúdo do programa de T&D. Escolha os métodos de treinamento mais adequados, como treinamento presencial, online, blended learning, treinamento em serviço, coaching, mentoria, jogos e simulações, estudos de caso, leitura e autoestudo, palestras e eventos, ou grupos de discussão.
  • Estruture o programa, definindo a carga horária, o cronograma, os recursos necessários e os materiais didáticos.
  • Selecione os instrutores ou facilitadores. Certifique-se de que eles possuem expertise na área de treinamento e experiência em lidar com adultos.
  • Defina o orçamento do programa. Considere os custos com instrutores, materiais, infraestrutura e outros recursos.

4. Implementação do Programa

  • Comunique o programa de T&D aos colaboradores de forma clara e objetiva. Explique os objetivos, o conteúdo, o cronograma e os benefícios do programa.
  • Garanta a infraestrutura necessária para a realização do treinamento. Isso inclui salas de aula, equipamentos audiovisuais, plataforma online de aprendizagem e outros recursos.
  • Ofereça suporte aos colaboradores durante o programa. Isso pode incluir tutoria, mentoria, materiais de apoio e canais de comunicação para dúvidas e feedback.

5. Avaliação e Monitoramento

  • Avalie a efetividade do programa de T&D de forma regular. Utilize métodos como pesquisas de satisfação, testes de conhecimento, análise de desempenho e acompanhamento de indicadores-chave de performance (KPIs).
  • Monitore o impacto do programa na organização. Verifique se os objetivos estão sendo atingidos e se o T&D está contribuindo para o sucesso da empresa.
  • Faça ajustes no programa conforme necessário. Com base na avaliação e no monitoramento, identifique áreas que podem ser aprimoradas e faça as mudanças necessárias.

6. Dicas Adicionais

  • Envolva os colaboradores no processo de desenvolvimento do programa de T&D. Isso ajudará a garantir que o programa seja relevante e atenda às suas necessidades.
  • Promova uma cultura de aprendizado contínuo na organização. Incentive os colaboradores a buscar conhecimento e desenvolvimento profissional de forma constante.
  • Ofereça oportunidades de desenvolvimento individualizado. Isso pode incluir coaching, mentoria, programas de desenvolvimento de liderança e outros recursos.
  • Recompense e reconheça os colaboradores que participam e se beneficiam do T&D. Isso ajudará a motivar a participação e o engajamento no programa.

Conclusão

Investir em treinamento e desenvolvimento é essencial para o crescimento e sucesso de uma empresa.

Cada tipo de treinamento tem seu propósito específico e pode trazer benefícios significativos para a equipe e para o negócio como um todo.

Seja capacitando os colaboradores em habilidades técnicas, desenvolvendo competências comportamentais ou motivando a equipe, é fundamental investir no desenvolvimento contínuo dos profissionais.

Dessa forma, você estará preparando sua equipe para enfrentar os desafios do mercado e alcançar resultados cada vez melhores.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Gerente de RH da Sólides Tecnologia, com mais de 15 anos de experiência em segmentos de varejo e tecnologia. Atuação em diversas áreas da gestão de pessoas, como Treinamento, Desenvolvimento, Recrutamento, Seleção, Departamento Pessoal, Remuneração e Performance. MBA em Gestão Estratégica de Negócios Especialista em Psicologia Organizacional Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching Psicóloga
Assine a nossa Newsletter