logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > RH na Prática > Turnover; O que é, como calcular e como evitar?

Sumário

Turnover; O que é, como calcular e como evitar?

Você já ouviu falar sobre o termo "turnover"? Sabe exatamente o que isso significa e como pode afetar a sua empresa? Vamos conferir

O turnover é um termo amplamente discutido no mundo corporativo, mas você sabe exatamente o que ele significa e como pode impactar a sua empresa?

Neste texto, vamos explorar o conceito de turnover, entender como ele é calculado e discutir estratégias eficazes para minimizá-lo. Preparado para uma jornada pelo universo da gestão de pessoas? Vamos lá!

O que é o turnover de uma empresa? 

Turnover, ou taxa de rotatividade de pessoal, refere-se ao processo contínuo de entrada e saída de colaboradores de uma organização. 

Em outras palavras, é a proporção de funcionários que deixam uma empresa durante um determinado período, seja por demissão voluntária ou involuntária, aposentadoria ou transferências. 

Um alto índice de turnover pode ser um indicativo de problemas na gestão de recursos humanos e impactar diretamente na produtividade e nos custos da empresa.

Quais são os tipos de turnover?

Turnover; O que é, como calcular e como evitar?

Mas você sabia que existem diferentes tipos de turnover? Compreender essas variações é fundamental para gestores e profissionais de RH que buscam estratégias eficazes para reter talentos e manter uma equipe engajada.

Vamos explorar os principais tipos de turnover e entender suas implicações no ambiente de trabalho.

como estruturar o seu RH do zero

Turnover Voluntário

O turnover voluntário ocorre quando o próprio funcionário decide deixar a empresa. Essa decisão pode ser motivada por diversos fatores, como a busca por melhores oportunidades de carreira, insatisfação com o ambiente de trabalho ou desejos pessoais de mudança.

O turnover voluntário é particularmente preocupante para as organizações, pois muitas vezes envolve a perda de colaboradores talentosos e pode ser um sinal de problemas internos que precisam ser endereçados.

Turnover Involuntário

Por outro lado, temos o turnover involuntário, que acontece quando a empresa decide desligar o funcionário. Isso pode ocorrer por razões de desempenho insatisfatório, reestruturação organizacional, ou até mesmo por questões econômicas que forçam a redução do quadro de pessoal. 

O turnover involuntário é um processo delicado que requer cuidado na gestão, pois pode afetar o moral da equipe e a percepção da empresa no mercado.

Turnover Funcional

O turnover funcional é um conceito interessante, pois é visto como benéfico para a organização.

Ele acontece quando os funcionários que saem são aqueles com desempenho abaixo do esperado, o que abre espaço para a contratação de novos talentos que podem contribuir mais efetivamente para os objetivos da empresa.

Esse tipo de turnover pode ser uma oportunidade para renovar e fortalecer a equipe.

Turnover Disfuncional

Em contraste com o funcional, o turnover disfuncional é extremamente prejudicial para a organização. Ele se refere à saída de funcionários altamente qualificados e com bom desempenho, o que pode levar à perda de conhecimento crítico e à desestabilização das operações.

Além disso, o custo para substituir esses profissionais é geralmente alto, tanto em termos financeiros quanto em tempo e esforço.

Como calcular o turnover?

Turnover; O que é, como calcular e como evitar?

Uma das ferramentas mais valiosas para os gestores de Recursos Humanos é a mensuração da taxa de rotatividade, ou turnover, que revela o ritmo de entrada e saída de colaboradores na organização. 

Compreender esse fluxo é crucial para identificar a estabilidade da força de trabalho e implementar estratégias de retenção de talentos.

Como Mensurar a Rotatividade

Para calcular a taxa de rotatividade, existe uma metodologia padrão bastante simples, porém efetiva. A equação utilizada para obter esse percentual é a seguinte:

Taxa de Rotatividade (%) = (Total de rescisões no intervalo analisado / Média de empregados no mesmo intervalo) x 100

Imagine, por exemplo, que sua empresa experimentou 5 rescisões em um mês e, durante esse mês, manteve uma média de 100 colaboradores. Utilizando a fórmula mencionada, temos:

Taxa de Rotatividade (%) = (5 / 100) x 100 = 5%

Este resultado indica que 5% do quadro de funcionários foi renovado naquele período.

A Frequência Ideal Para o Cálculo

A avaliação da taxa de rotatividade não deve ser um evento isolado. Realizar esse cálculo com regularidade permite acompanhar as oscilações e tendências ao longo do tempo. 

Isso possibilita aos gestores identificar padrões e agir proativamente diante de qualquer sinal de alerta, como um aumento súbito na taxa, que pode indicar insatisfação ou problemas internos.

O que provoca o turnover?

Turnover; O que é, como calcular e como evitar?

Diversos fatores podem influenciar o turnover em uma organização. Entre eles estão:

1. Descontentamento com a Remuneração e Benefícios

A remuneração é mais do que apenas um cheque no final do mês; é um reflexo do valor que a empresa atribui aos seus colaboradores.

Quando os salários e benefícios não estão à altura das expectativas ou do mercado, os funcionários podem se sentir desvalorizados e buscar novas oportunidades.

2. Escassez de Caminhos para o Avanço na Carreira

O desenvolvimento profissional é uma aspiração para muitos trabalhadores. A ausência de um plano claro para o crescimento na carreira pode levar ao estagnamento e à frustração, incentivando os talentos a procurarem empresas que ofereçam um futuro mais promissor.

3. Conflitos e Relações Profissionais Tensas

Um ambiente de trabalho harmonioso é fundamental. Quando há atritos constantes com gestores ou colegas, o ambiente pode se tornar tóxico, minando a motivação e a satisfação no trabalho, o que muitas vezes resulta em demissões voluntárias.

4. Incompatibilidade Cultural

Cada empresa tem sua cultura única, e nem todos os profissionais se adaptam bem a ela. Quando há um descompasso entre os valores do colaborador e os da empresa, esse desajuste pode levar à insatisfação e ao desejo de partir para um ambiente mais alinhado com seus princípios pessoais.

5. Ambiente de Trabalho Desfavorável

As condições físicas e emocionais do local de trabalho são cruciais para manter os funcionários engajados. Espaços mal iluminados, equipamentos defasados ou uma cultura de pouca colaboração são exemplos de fatores que podem tornar o dia a dia laboral desagradável.

6. Pressão Excessiva e Carga de Trabalho Elevada

O equilíbrio entre trabalho e vida pessoal é essencial para a saúde mental dos colaboradores. Uma carga de trabalho excessiva, prazos inatingíveis e estresse crônico podem levar ao esgotamento profissional, fazendo com que os funcionários busquem alternativas menos desgastantes.

Como evitar o turnover na empresa?

Turnover; O que é, como calcular e como evitar?

Manter uma equipe sólida e motivada é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Por isso, é crucial implementar táticas que promovam o contentamento e o bem-estar dos colaboradores, para que não ocorra o turnover. 

A seguir, apresentamos algumas medidas eficazes que podem ser adotadas para construir um ambiente de trabalho harmonioso e produtivo.

1. Remuneração Justa e Benefícios Atraentes

Para reter talentos, é fundamental oferecer um pacote salarial competitivo que esteja alinhado ou supere as médias do mercado.

Além disso, benefícios como planos de saúde, vale-transporte, vale-refeição e bonificações podem ser grandes diferenciadores. Esses incentivos demonstram que a empresa valoriza seus colaboradores e está disposta a investir em seu conforto e segurança.

2. Desenhar Trajetórias Profissionais

Os colaboradores se sentem mais motivados quando enxergam um futuro promissor dentro da organização.

Por isso, é crucial criar planos de carreira claros e oferecer programas de capacitação que incentivem o desenvolvimento pessoal e profissional. Isso não apenas aumenta a produtividade, mas também fortalece o vínculo do funcionário com a empresa.

3. Comunicação Transparente e Aberta

A comunicação eficaz entre todos os níveis da empresa é um pilar fundamental para um ambiente de trabalho saudável.

Garantir que informações importantes sejam compartilhadas de maneira clara e que haja canais abertos para diálogos e sugestões, ajuda a criar uma cultura de confiança e cooperação.

4. Ambiente de Trabalho Diversificado e Respeitoso

Um ambiente inclusivo onde todos se sintam respeitados independentemente de suas diferenças culturais, sociais ou pessoais é essencial para o bem-estar dos colaboradores. 

Promover a diversidade e garantir que todos tenham oportunidades iguais reforça os valores da empresa e contribui para um clima organizacional positivo.

5. Investir em Programas

A saúde dos funcionários deve ser uma prioridade. Iniciativas como academias corporativas, programas de mindfulness, acompanhamento psicológico e atividades recreativas podem fazer uma grande diferença na qualidade de vida dos colaboradores. 

Empresas que cuidam do bem-estar físico e mental de suas equipes tendem a ter índices menores de absenteísmo e maior lealdade por parte dos funcionários.

6. Realizar Avaliações

Entender como os colaboradores se sentem em relação ao ambiente de trabalho é crucial para implementar melhorias contínuas.

Pesquisas regulares de clima organizacional são ferramentas valiosas para coletar opiniões e percepções, permitindo que a gestão faça ajustes necessários nas políticas internas para manter a equipe satisfeita e comprometida.

Conclusão

O turnover é um fenômeno complexo que pode ter implicações significativas para uma empresa. Compreender suas causas e aprender a calculá-lo são passos fundamentais para gerenciar eficazmente a rotatividade de pessoal. 

Por meio da implementação de estratégias focadas no desenvolvimento e na retenção dos colaboradores, é possível construir uma força de trabalho estável, motivada e produtiva, alavancando assim o sucesso da organização em longo prazo.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Assine a nossa Newsletter