Artigos

Uma liderança feminina pode ser a salvação da sua empresa

liderança feminina

Não é novidade que a desigualdade de gênero ainda existe na sociedade, principalmente em ambientes de trabalho. É de costume observar que geralmente as mulheres ocupam cargos menores e poucas vezes de liderança pelo fato de ainda existir um grande tabu em relação a capacidade da mulher em ser autoridade. Mas, existem empresas que procuram cada vez mais diminuir essa desigualdade mostrando como uma liderança feminina pode ser eficaz para o seu empreendimento.

Em uma pesquisa do International Business Report da Grant Thornton realizada com 4.812 empresas, em 32 países apontou que as mulheres souberam lidar melhor com a pressão imposta ao mundo devido a pandemia de Covid-19. Então, que tal saber como uma liderança feminina pode ser a salvação da sua empresa? Neste artigo reunimos tudo sobre o assunto, confira!

Nova call to action

Mas por qual razão uma liderança feminina?

O gênero feminino sempre foi conhecido pela capacidade de fazer,com melhor desempenho, múltiplas tarefas ao mesmo tempo e essa habilidade se mostrou mais consistente nesse período de pandemia, que trouxe novos cenários como o de home office, além de um aumento considerável nos níveis de estresse, ansiedade e frustração dos funcionários.

Flávia Knop, especialista em gestão de pessoas e liderança fez a seguinte declaração: “A mulher tem a habilidade de construir relacionamentos interpessoais fortes, de se comunicar muito bem, de inspirar e motivar pessoas, assumindo uma postura centrada e confiante para realização de metas e objetivos do grupo. Tais competências são diferenciais reconhecidos ao assumir um cargo de liderança e gestão de pessoas com eficiência, transmitindo principalmente maior segurança aos funcionários, ainda que em cenários de incertezas. Isso ressalta outra característica comum nas lideranças femininas, que é a preocupação com o bem-estar coletivo.”

Empáticas, flexíveis, criteriosas e sensíveis a situações complicadas. Essas são outras habilidades desenvolvidas muito mais pelas mulheres e que auxiliam em uma excelente gestão de pessoas em períodos difíceis. Em um outro estudo desenvolvido pela consultoria americana de desenvolvimento de liderança, Zenger Folkman, tem a seguinte passagem:“As mulheres foram classificadas de forma mais positiva em 13 das 19 competências em nossa avaliação que abrangem a eficácia geral da liderança. Os homens foram avaliados mais positivamente em uma competência – conhecimento técnico/profissional – mas a diferença não foi estatisticamente significativa.”

A especialista Flávia Knop ainda completa: “Com esse conjunto de características e aptidão de abranger as competências interpessoais, conhecidas como soft skills, o gênero feminino consegue propor muita das vezes a liderança que as empresas precisam e desejam, impulsionando o crescimento e o desenvolvimento sustentável, independente do cenário interno e/ou externo que a organização possa enfrentar.

0 0 votes
Article Rating

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments