Artigos

Usando mapeamento de perfil no processo de Coaching

O processo de coaching exige que o coach tenha alta sensibilidade, mas também que ele possua conhecimento técnico para que através de atitudes e comportamentos ele possa identificar o perfil de seu coachee. O uso de ferramentas de avaliação de perfil comportamental são um diferencial enorme.

Mapeamento de Perfil

As ferramentas de mapeamento de perfil permitem a identificação de qual é o tipo predominante naquela pessoa (executor, analista, planejador ou comunicador). Assim consigo definir algumas características de cada cliente a partir do mapeamento definir seus comportamentos, insatisfações, manias e o quanto está disposto a mudar.

O mapeamento permite também identificar quais os cargos ou áreas de atuação profissional o coacche se adéqua, tendo esse conhecimento fica mais fácil enxergar o caminho a ser traçado. Destaca-se que não se deve partir do pressuposto que todas as informações contidas no teste deveram ser aplicadas 100%. Afinal a maioria dos clientes que iniciam processos de coaching estão em fase de mudança ou mesmo em busca da mudança, isso significa que provavelmente seus níveis serão alterados e ele irá evoluir em muitas características.

Nova call to action

O mapeamento de perfil deve ser usado como um facilitador, como a ferramenta que ira economizar meses do coachee. Isso porque nela estão informações que talvez demorariam muito tempo para ser pauta dos encontros ou mesmo que seriam difíceis de ser identificadas ou debatidas. As ferramentas de mapeamento server para redução de tempo, custos e aumento da assertividade.

Coaching Empresarial

No âmbito empresarial o mapeamento de perfil é usado para diversas atividades desde a contratação até mesmo ao desligamento do profissional. No recrutamento ele facilita que as pessoas certas para o cargo sejam selecionadas, e na entrevista pessoal se alinha o perfil mapeado com o candidato.

Auxilia no trato com os funcionários, e por meio de pesquisas sabe a satisfação deles com o trabalho e a empresa. Do mesmo modo que consegue obter informações de como melhorar o ambiente de trabalho e como melhorar o próprio trabalho de cada profissional.

As informações obtidas por meio de um mapeamento são de estrema valia e se referem a cada um individualmente, porém através dessas tem-se conhecimento do quanto esse profissional impacta na equipe da qual faz parte. Assim sabendo as características de cada um é possível avaliar e melhor o trabalho de um departamento como um todo.

Assim a empresa usa os potenciais que tem, torna o ambiente de trabalho mais agradável, retém talentos, contribuindo imensamente para o trabalho do coaching que tem acesso a tais informações.

Coaching Individual

A aplicação individual das ferramentas de perfil comportamental é de grande valia para o coach, pelos motivos já citados, mas principalmente por permitir uma conversa mais franca entre as partes.

Através do mapeamento do coach já conhecer as principais características do coachee, assim como seus pontos fortes e aqueles que precisam ser trabalhados. Sabe também como ele reage a mudanças, o quanto o ambiente de trabalho influencia em sua produtividade e também como ele se sente no trabalho atual.

Assim as sessões serão mais eficazes e o coach saberá quando o coachee não esta sendo sincero ou não enxerga a real situação. Dessa forma ele atua de maneira assertiva ao apontar o caminho para o desenvolvimento, bem como nas metas e estratégias a serem definidas.

Coaching para o perfil Executor: dominância

Pessoa de perfis essencialmente dominantes tendem a se sentir mais confortáveis quando elas mesmas definem suas metas. Se sentir no comando da situação é muito importante, até mesmo ao receber ajuda pessoas com perfis executores querem demonstrar força e domínio sobre a situação.

Assim o coach deve deixá-lo livre e com autonomia para tomar as primeiras decisões. Faça perguntas e questionamentos a ele, deixe que ele mesmo descubras as estratégias a serem realizadas.

Coaching para o perfil Comunicador: influência

Os comunicadores possuem um perfil voltado para pessoas, eles naturalmente gostam de se relacionar. Assim iniciar o processo de coaching com eles é tranquilo, pois ele gosta de falar e pedir opiniões antes de tomar uma decisão.

Assim não haverá dificuldade que ele se abra e diga quais são os seus pontos fortes e aqueles que precisa desenvolver. Porém o desafio nesse caso será mantê-lo firme no cumprimento das metas e prazos. Os comunicadores são mais voláteis então tendem a desanimar e desistir quando as situações se complicam, ou quando exigem muito esforço e disciplina.

Coaching para o perfil Analista: conformidade

Os analistas são em sua maioria introspectivos e calculistas. O desafio nesse caso e chegar até eles e também demonstrar a validade das ferramentas utilizadas no processo de coaching para que ele confira sua credibilidade.

Os analista são extremamente sensíveis se for trabalhar algum ponto de desenvolvimento é importante estudar antes a melhor maneira de falar ou mesmo se há necessidade. Cobranças incisivas o fazem desistir dos objetivos e reanimá-lo novamente não é uma tarefa fácil.

Coaching para o perfil Planejador: estabilidade

Os planejadores são muito bem organizados e por se anteciparem muito teimosos quando a proposta é mudar de ideia. Assim o coaching deve primeiro ganhar sua confiança e mostrar os resultados de maneira transparente.

Outra característica é que em muitos os momentos os planejadores não são totalmente sinceros, eles deixam passar muitas coisa sem se manifestar e acabam guardando muitas coisa dentro de si mesmos. Dessa forma tendem a adoecer ou viver em estresse constante por não expor suas opiniões. O trabalho do coach deve ser ajudá-lo a expor seus sentimento e ajudá-lo a lidar com as consequências disso.


Fonte: www.solides.com.br

Por: Solides Tecnologia

A Solides é uma plataforma de gestão de talentos com people analytics e gestão comportamental.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of