Artigos

Você Já Está Preparado Para Ser Um Grande Líder?

Você está pronto para ser um líder? Boa parte dos profissionais que tem alguma ambição responderá rapidamente que sim, entretanto o que observei em muitas empresas com as quais trabalhei é que buscar um profissional para esta posição, sem que ele esteja preparado, é o início do caminho para desmotivação ou mesmo para a demissão deste colaborador.

Ser alçado a um cargo de liderança é um momento muito importante na vida profissional, mas é preciso estar preparado para corresponder as expectativas tanto da direção da empresa como dos liderados. Quantas vezes você não ouviu a velha frase “o poder subiu à cabeça”, e quando isso ocorre já está a caminho de perder a equipe. E há também profissionais que ocupam cargos de lideranças e que são facilmente manipulados, outro grande erro.

O fato é que são vários os casos de profissionais que se destacam no que fazem, mas ao assumir cargos de lideranças não conseguem corresponder a responsabilidade, isso principalmente quando se atua em gestão de equipes de alto desempenho.

O líder tem que ser uma peça diferenciada, deve ser uma imagem sempre motivada e motivadora. Vemos historicamente que os grandes líderes são as pessoas que estabelecem um objetivo ou ideal e fez com que todos caminhassem juntos para esse, como ocorreu desde Júlio Cesar na Roma antiga, passando por Mahatma Gandhi e muitos outros que podemos pontuar.

E dentro de uma empresa não é diferente, os líderes são responsáveis por motivar as equipes para os objetivos maiores da corporação dentro de uma gestão empresarial adequada. Mas, não são todos que nascem com características de lideranças, nem tão pouco existe uma fórmula pronta nesta questão, sendo que existem vários tipos de lideranças.

É preciso treinar, reforçando alguns pontos dentre os quais se destacam:

• Paixão pelo que se faz para que haja inspiração e entusiasmo;

• Integridade para haver confiança e engajamento, sinceridade, maturidade com base em experiências passadas e busca pela melhoria contínua;

• Curiosidade de sempre estar buscando novas informações e alternativas;

• Audácia de saber se arriscar quando necessário e posicionar sua opinião;

• Autoconhecimento, pois só olhando para dentro que o líder saberá como agir com os parceiros e os seus limites.

Enfim, é preciso não confundir o líder com o “chefe”, infelizmente o mercado têm muitos profissionais que coordenam os trabalho e não são líderes, por falta de aprofundamento sobre o tema, também temos muito líderes adormecidos ou mal posicionados. A reversão desta situação depende principalmente do próprio profissional, que deve arregaçar a manga da camisa, se motivar e aprimorar seus conhecimentos para mostrar que pode fazer a diferença em sua equipe.

Fonte: Innovia Training & Consulting

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of