logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Gestão de Pessoas > A importância do conhecimento em Web Design para Recrutadores de Tecnologia

Sumário

A importância do conhecimento em Web Design para Recrutadores de Tecnologia

O Web Design concentra-se na criação de interfaces digitais, como o layout de sites e aplicativos para a web. Os web designers utilizam linguagens de marcação, como o HTML, para criar as páginas.

Com as novas tendências tecnológicas moldando cada vez mais o mercado de trabalho, conhecer e entender a fundo a área antes de entrevistar e recrutar novos profissionais para a sua empresa se tornou imprescindível para um bom funcionário de RH. Saber diferenciar um bom trabalho e ter uma boa base em Web Design na hora do recrutamento pode vir a ser importante no momento decisivo do recrutamento.

Plataformas que trazem designs e templates prontos podem ser o primeiro e mais importante passo que profissionais de recrutamento em tecnologia precisam ter acerca do Web Design. Contudo, é válido destacar que é necessária uma pesquisa mais a fundo sobre tudo que envolve essa área em específico antes de fazer um bom recrutamento.

Com isso, nosso objetivo neste artigo é antes de mais nada apresentar o Web Design, explicar o que um Web Designer faz, além de outros pontos necessários a serem destacados para uma completa absorção de informações. Vamos lá?

O que é Web Design?

Explicando de uma maneira bastante sucinta e prática, o Web Design é uma área de atuação que mistura conhecimentos de programação com design, como o próprio nome já indica e antecipa. O Web Design, portanto, traz um pouco dos dois mundos, servindo como peça-chave no desenvolvimento de novas páginas e sites na internet. Seu trabalho é unir a estética com a funcionalidade que uma boa página precisa ter.

Sobre a profissão, podemos dizer que é relativamente recente, considerando que o fenômeno da internet é algo de 20 anos para cá. Portanto, ser um bom profissional e conhecer muito bem as ferramentas disponíveis podem fazer a diferença na hora de uma consolidação profissional e no momento de uma entrevista de emprego.

No mais, podemos dizer que o Web Design não se limita apenas na aparência visual e estrutura de um site. Ela inclui o design da interface do usuário e a usabilidade de forma geral. Quanto mais intuitiva, precisa e acessível para o leitor médio que está interessado no conteúdo, melhor. 

web designer

O que faz um Web Designer?

Como já dito anteriormente, o Web Design faz a junção de conhecimentos de programação com design. Por consequência, um web designer é aquele profissional responsável por projetar e criar elementos visuais e estéticos para uma página, sempre prezando pela facilidade de entendimento e na experiência atraente na hora do acesso. Para isso, a criação de menus de navegação e botões interativos podem ser necessários.

curso para reter colaboradores

Com o advento de plataformas modernas que trazem designs e templates prontos, esse trabalho foi bastante facilitado, mas isso não tirou a função de web designers, que são capazes de realizar testes, observar tendências e trazer maior eficiência e qualidade aos sites criados.

Outro ponto importante dentro do trabalho de um web designer é garantir que o site produzido se adapte bem em qualquer tipo de dispositivo, seja em um celular, PC ou qualquer outro método alternativo onde seja possível acessá-lo, como uma Smart TV, por exemplo.

Isso é feito envolvendo a criação de layouts flexíveis e o uso de técnicas de design responsivos. Caso ele falhe em um desses, seu trabalho pode vir a ser questionado, além de prejudicar a otimização de acessos da página.

Quais são os principais elementos do Web Design?

O Web Design vai além da estética e envolve diversos elementos que se integram para criar uma experiência online agradável, funcional e eficaz para os usuários. Entre os principais elementos, podemos destacar os tópicos abaixo.

1. Planejamento e Estrutura

  • Definição de objetivos claros: É crucial ter em mente os objetivos do site, seja informar, vender, entreter ou gerar leads.
  • Arquitetura da Informação: Organização clara e lógica dos conteúdos, facilitando a navegação e o encontro de informações relevantes.
  • Experiência do Usuário (UX): Foco em proporcionar uma experiência positiva e intuitiva para os usuários, desde a navegação até a interação com os elementos do site.

2. Design Visual

  • Layout: Distribuição dos elementos na tela de forma harmoniosa e equilibrada, considerando diferentes dispositivos (desktops, tablets e smartphones).
  • Tipografia: Escolha de fontes legíveis, hierarquias visuais claras e que transmitam a mensagem desejada da marca.
  • Paleta de cores: Combinação de cores que representem a identidade da marca e transmitam as emoções desejadas.
  • Imagens e Vídeos: Conteúdos visuais de alta qualidade que engajam os usuários e complementam o conteúdo textual.

3. Aspectos Técnicos

  • Desenvolvimento Front-end: Codificação das páginas web usando HTML, CSS e JavaScript, garantindo compatibilidade com diferentes navegadores e dispositivos.
  • Desenvolvimento Back-end: Criação da parte lógica do site, como bancos de dados e scripts, para garantir o funcionamento das funcionalidades.
  • Otimização para mecanismos de busca (SEO): Técnicas para melhorar a visibilidade do site nos resultados de busca, atraindo tráfego orgânico.
  • Acessibilidade: Garantia de que o site seja acessível a todos os usuários, incluindo pessoas com deficiências.
  • Desempenho: Velocidade de carregamento das páginas e otimização para diferentes conexões de internet.
  • Segurança: Proteção do site contra ataques cibernéticos e hackers.

Leia também: Profissão do futuro: assistente virtual desponta como opção de carreira por unir flexibilidade e potencial de ganhos

4. Testes e Refinamento

  • Testes de usabilidade: Avaliação da experiência do usuário com o site, identificando pontos de melhoria.
  • A/B testing: Comparação de diferentes versões de um elemento do site para identificar qual funciona melhor.
  • Monitoramento e análise: Coleta de dados sobre o comportamento dos usuários no site para identificar oportunidades de otimização.

5. Atualização e Manutenção

  • Atualização de conteúdo: Publicação regular de novos conteúdos relevantes para manter o site atualizado e engajar os usuários.
  • Manutenção técnica: Correções de bugs, atualizações de software e otimização contínua do site.

Quais são as vantagens de investir em um Web Design de qualidade?

Em um mundo cada vez mais digital, a presença online se tornou crucial para o sucesso de qualquer negócio. O site é a porta de entrada para o seu público, e a primeira impressão que ele terá da sua marca. 

É por isso que investir em um Web Design de qualidade é uma decisão estratégica que pode trazer diversos benefícios para o seu negócio. Confira algumas das principais vantagens.

1. Imagem profissional e confiável

  • Um site com design profissional e moderno transmite credibilidade e confiabilidade para o seu público, aumentando a percepção de valor da sua marca.
  • Um design descuidado ou desatualizado pode gerar uma impressão negativa, afastando potenciais clientes e parceiros.

“O design é o embaixador silencioso de sua marca.” – Paul Rand

Paul Rand, um dos designers mais influentes do século XX, nos lembra da importância do design na construção da identidade de uma marca. Um bom design pode ser um poderoso aliado na comunicação da marca com seu público.

2. Melhor experiência do usuário (UX)

  • Um Web Design bem elaborado, com foco na usabilidade e na navegação intuitiva, proporciona uma experiência positiva para os usuários, o que os leva a permanecer mais tempo no site e retornar com frequência.
  • Um site com navegação confusa ou elementos desorganizados pode frustrar os usuários, levando-os a abandonar o site rapidamente.

3. Aumento da conversão de leads e vendas

  • Um site otimizado para conversão, com CTAs (chamadas para ação) claras e bem posicionadas, facilita a conversão de visitantes em leads e clientes.
  • Um site com design pouco atrativo ou com processos de compra complexos pode dificultar a conversão, resultando em perda de oportunidades de negócio.

4. Maior visibilidade nos mecanismos de busca (SEO)

  • Um Web Design otimizado para SEO, com foco em palavras-chave relevantes e estrutura de conteúdo adequada, melhora o posicionamento do site nos resultados de busca, aumentando o tráfego orgânico.
  • Um site com problemas técnicos ou conteúdo desorganizado pode ter um desempenho ruim nos resultados de busca, reduzindo a visibilidade da sua marca.

Veja também: Tecnologias Emergentes: profissionais que investem em power skills têm menos probabilidade de serem substituídos

5. Fidelização de clientes

  • Um site que oferece uma experiência agradável e útil aos usuários contribui para a fidelização de clientes, aumentando a probabilidade de que eles retornem e realizem novas compras.
  • Um site desatualizado ou com problemas de usabilidade pode levar à insatisfação dos clientes, resultando em perda de fidelidade e imagem negativa da marca.

6. Fortalecimento da marca

  • Um Web Design consistente com a identidade visual da marca contribui para o seu reconhecimento e fortalecimento no mercado.
  • Um design inconsistente ou que não transmita a mensagem da marca pode gerar confusão e prejudicar a imagem da empresa.

7. Redução de custos

  • Um Web Design bem planejado e executado pode reduzir custos com manutenções e atualizações futuras.
  • Um site mal planejado ou com código mal escrito pode gerar problemas técnicos e bugs, necessitando de constantes correções e atualizações, o que aumenta os custos a longo prazo.

8. Melhor análise de dados

  • Um Web Design que utiliza ferramentas de análise de dados permite que você monitore o comportamento dos usuários e obtenha insights para aprimorar o seu site e suas estratégias de marketing.
  • Um site sem ferramentas de análise de dados limita a sua capacidade de entender o público e tomar decisões estratégicas baseadas em dados.

9. Maior competitividade no mercado

  • Em um mercado cada vez mais competitivo, um Web Design de qualidade pode ser o diferencial que te coloca à frente da concorrência.
  • Um site desatualizado ou com design inferior pode te colocar em desvantagem competitiva, dificultando a captação de novos clientes e a fidelização dos existentes.

10. Escalabilidade para o futuro

  • Um Web Design bem planejado e estruturado pode ser facilmente adaptado para atender às novas necessidades do seu negócio, permitindo que você cresça sem precisar refazer todo o site.
  • Um site com estrutura rígida e código mal escrito pode dificultar a implementação de novas funcionalidades e o crescimento do seu negócio.

A importância do recrutador em conhecer o Web Design

recrutador de profissionais de tecnologia

Posto tudo isso, fica claro que um bom recrutador deve ter o mínimo de conhecimento necessário em web design para conseguir efetuar a contratação dos melhores profissionais possíveis para a sua empresa de tecnologia.

Caso um profissional de RH, em especialização tecnológica, vá para uma entrevista com diversos candidatos diferentes sem o mínimo de conhecimento na área, pode acontecer a contratação de um candidato com deficiências, que não seria o mais adequado para a vaga em questão.

Plataformas como a Hostinger apresentam uma personalização de sites extremamente simplificada, o que pode ajudar muito recrutadores na hora do seu aprendizado. Com templates prontos para uso, criação de sites responsivos e a possibilidade do auxílio da IA na criação, a Hostinger se torna uma ótima opção para se iniciar no Web Design.

Além disso, também é importante dizer que a Hostinger auxilia no momento de conhecer novas tendências, que serão necessárias na hora de uma contratação, por exemplo.

No mais, é válido dizer que sites do tipo se mostram extremamente úteis no aprendizado e no aperfeiçoamento em Web Design, ainda que novas tecnologias surjam todos os dias e a profissão fique cada vez mais aperfeiçoada, em um mundo que se mostra cada vez mais dominado pela tecnologia, marketing digital e e-commerce, por exemplo.

O problema na falta de conhecimento 

Como já dito anteriormente, quanto mais um recrutador souber sobre denominado assunto antes de contratar um novo profissional, melhor será a seleção e, consequentemente, melhor ainda serão os resultados profissionais que aquele profissional trará para a empresa que o contratar. 

Claro que o recrutador não pode e não deve saber tudo sobre os campos que sua empresa irá contratar profissionais. Mas em um recrutamento em tecnologia, um conhecimento do linguajar, das tecnologias usadas e uma relação próxima com o líder do setor são coisas muito importantes. Ainda mais em uma posição técnica. 

A meta é ter o discernimento ao longo da entrevista de um profissional do ramo que apresenta boas credenciais e de um que não possui tantas habilidades em seu currículo, que agregarão positivamente dentro da empresa nessas posições técnicas e que podem mudar completamente a trajetória da empresa.

No caso específico de web design, saber um pouco sobre as linguagens usadas (como HTML e CSS) é interessante, mas mais do que isso é importante saber qual é o CMS utilizado (se é Wordpress ou algum outro), conseguir diferenciar os melhores portfólios dos não tão bons e também as plataformas de criação de site, que são de imensa ajuda até para profissionais avançados.

Tendo essa base de conhecimento, a seleção será muito mais efetiva e de alta qualidade, reduzindo o tempo do processo e a chance de acontecer o pior dos cenários: escolher alguém que não está apto a realizar o trabalho.

Qual o salário de um web designer?

O salário de um web designer no Brasil varia de acordo com diversos fatores, como:

Experiência:

  • Nível Júnior: Entre R$ 1.582,00 e R$ 2.109,00 por mês.
  • Nível Pleno: Entre R$ 2.109,00 e R$ 3.428,00 por mês.
  • Nível Sênior: Acima de R$ 3.428,00 por mês.

Localização:

  • Grandes cidades: Salários geralmente mais altos, com média entre R$ 4.000,00 e R$ 5.000,00 por mês.
  • Cidades menores: Salários geralmente mais baixos, com média entre R$ 2.500,00 e R$ 3.500,00 por mês.

Habilidades e Ferramentas:

  • Domínio de linguagens de programação (HTML, CSS, JavaScript): Aumenta as chances de conseguir salários mais altos.
  • Experiência com frameworks e bibliotecas: Valorizadas no mercado e podem influenciar na remuneração.
  • Conhecimento em SEO e marketing digital: Habilidades adicionais que podem ser vantajosas.
  • Domínio de ferramentas de design (Adobe Photoshop, Illustrator, Figma): Importante para alguns projetos e pode ser um diferencial.

Tipo de Contrato:

  • CLT: Maior segurança e benefícios, mas geralmente com salário fixo.
  • PJ: Mais flexibilidade e possibilidade de renda mais alta, mas com menos garantias.
  • Freelancer: Maior autonomia, mas exige organização e disciplina para gerenciar projetos e clientes.

Outras Variáveis:

  • Porte da empresa: Empresas maiores geralmente pagam mais.
  • Nicho de atuação: Web designers especializados em áreas específicas podem ter salários mais altos.
  • Demanda por profissionais: Em regiões com alta demanda, os salários tendem a ser mais competitivos.

Qual a diferença entre Design Gráfico e Web Design?

Embora ambos utilizem elementos visuais para comunicar ideias, o Design Gráfico e o Web Design se distinguem por suas aplicações e objetivos:

1. Foco e Objetivo

  • Design Gráfico: Criação de peças visuais para mídia física, como logotipos, cartazes, embalagens, revistas, livros, materiais impressos em geral. O objetivo principal é transmitir informações, comunicar mensagens e promover marcas ou produtos.
  • Web Design: Criação de interfaces visuais para sites e aplicativos online. O objetivo principal é proporcionar uma experiência de usuário agradável, intuitiva e funcional, além de otimizar a conversão e o engajamento.

2. Meios de Exibição

  • Design Gráfico: Peças impressas em papel, materiais físicos, outdoors, anúncios em revistas e jornais.
  • Web Design: Telas de computadores, tablets, smartphones, e-readers e outros dispositivos digitais.

3. Formatos e Arquivos

  • Design Gráfico: Formatos como JPG, PNG, TIFF, PDF, AI, PSD. Arquivos estáticos, sem interatividade.
  • Web Design: Formatos como HTML, CSS, JavaScript, imagens e vídeos. Arquivos dinâmicos e interativos.

4. Habilidades e Ferramentas

  • Design Gráfico: Domínio de softwares como Adobe Photoshop, Illustrator, InDesign, CorelDraw, entre outros. Conhecimento em tipografia, teoria das cores, composição e layout.
  • Web Design: Domínio de linguagens de programação como HTML, CSS e JavaScript. Conhecimento em frameworks e bibliotecas, princípios de UX/UI, SEO e acessibilidade.

5. Considerações Adicionais

  • Design Gráfico: Maior foco na estética e na criatividade.
  • Web Design: Maior foco na funcionalidade, usabilidade e responsividade.
  • Design Gráfico: Peças geralmente finalizadas e prontas para uso.
  • Web Design: Processo iterativo, com constantes testes e refinamentos.

Em resumo

  • Design Gráfico: Criação de peças visuais para mídia física, com foco na estética, comunicação e impacto visual.
  • Web Design: Criação de interfaces visuais para ambientes digitais, com foco na experiência do usuário, funcionalidade e interatividade.

Ambos os profissionais são essenciais para o sucesso de empresas e marcas, cada um com suas habilidades e contribuições únicas.

Leia também:

Conclusão

Em um mercado de trabalho cada vez mais digital, o conhecimento em web design se torna uma ferramenta valiosa para profissionais de recrutamento em tecnologia.

Entender os princípios do design não só melhora a comunicação com candidatos e equipes técnicas, mas também permite uma avaliação mais precisa das habilidades dos candidatos.

Os recrutadores que dominam esses conhecimentos podem identificar melhor os talentos adequados, facilitando a criação de equipes de alta performance.

Além disso, a familiaridade com web design ajuda a atrair candidatos de qualidade, apresentando a empresa de forma mais atraente e moderna. Um recrutador bem informado pode influenciar positivamente a experiência do candidato, tornando o processo seletivo mais eficiente e eficaz.

Em resumo, investir no conhecimento em web design não é apenas uma vantagem competitiva, mas uma necessidade para profissionais de recrutamento que desejam se destacar no setor de tecnologia. Ao adotar essa habilidade, você estará mais preparado para enfrentar os desafios do mercado e contribuir para o sucesso da sua organização.

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Assine a nossa Newsletter