Sandra Cunha, Autor em RH Portal

Saúde mental do trabalhador dá sinais de alerta em tempos de pandemia

Não é de hoje que se fala que a pandemia do novo coronavírus não afeta somente a saúde física das pessoas e mais especificamente dos trabalhadores. Um longo período de isolamento, questões que envolvem a sobrevivência familiar, demissões, cortes salariais, home office, “schooling”, afazeres, necessidade de novas aprendizagens, cargas horárias sem limites precisos e até o luto elevaram as consequências da Covid-19 a um novo patamar: das doenças mentais. O desafio é pensar em novas formas de se estar no mundo do trabalho hoje.

por:

Outubro Rosa: o cuidado com a saúde da mulher precisa ser pauta na gestão das empresas

O médico e gestor em saúde Ricardo Pacheco alerta sobre a importância da gestão da saúde da mulher nas empresas. Protagonismo que fica latente com a campanha Outubro Rosa que visa orientar e conscientizar a população quanto a importância de promover a prevenção ao câncer de mama. A medicina ocupacional cumpre muito bem esse papel, de acompanhar a trabalhadora na prevenção com conscientização, monitoramento, diagnóstico, encaminhamento e tratamento do câncer mais comum entre as mulheres, no Brasil e no mundo, que corresponde a cerca de 25% dos casos novos de câncer a cada ano. Esse percentual é de 29% entre as brasileiras.

por:

Testagem de trabalhador garante segurança e controle da pandemia

Na maioria dos estados brasileiros as atividades econômicas foram retomadas. Comércio, indústria e os mais variados serviços estão em plena atividade. Mas esse retorno é preciso se dar com responsabilidade, para que não tenhamos que retroceder etapas, como já vimos acontecer em algumas cidades do País.
O governo federal, sem fazer juízo de valor do momento em que se deu, sancionou uma lei que garante prioridade na testagem para detectar nos profissionais essenciais a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.
Consta na lei, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no Diário Oficial da União de 9 de julho, que os trabalhadores que atuam no controle de doenças e na manutenção da ordem pública que tenham contato direto com pessoas e materiais contaminados, terão preferência na testagem. A lista desses profissionais foi ampliada pelo Senado Federal.

por: