Dinâmicas

Corrente De Apoio

OBJETIVO:
Relação de confiança no trabalho em equipe; cadeia de relações.

DESENVOLVIMENTO:
1. Formar um círculo único com todos os participantes.
2. Fechar o círculo de forma que todos fiquem se tocando ombro a ombro. Nesse momento convém promover uma troca de lugares, por exemplo. contando até 3 e dizendo que ninguém deve permanecer onde estava. O coordenador deve observar que não existe nenhum caso de pessoa muito frágil ou doente ao lado de alguém muito obeso ou alto.
3. Nesse momento pede para que o circulo seja ainda mais reduzido, formando uma cadeia com as pessoas viradas de lado, uma atrás da outra, ainda em círculo.
4. Apertar o círculo de forma que o peito de cada um esteja tocando as costas do colega da frente.
5. O desafio nesse momento é todos se sentarem ao mesmo tempo no joelho do colega de trás. Para isso o colega de trás deve apoiar o colega da frente pela cintura, a fim de evitar a sua queda. O grupo só será bem sucedido se todos fizerem os movimentos ao mesmo tempo, de forma harmoniosa. Se um cair, todos caem.
6. Tentar quantas vezes forem necessárias, até que o grupo consiga.
7 Quando o objetivo for atingido; pedir que todos ergam as mãos devagar, como comemoração pela vitória, e depois segurem novamente a cintura do colega da frente para que todos levantem também a um só movimento.

PROCESSAMENTO:
Conversar sobre o resultado atingido e sobre como se desenvolveu a atividade. Foi fácil confiar no apoio do colega de trás? Qual a segurança que demos ao colega da frente? Sem confiança mútua poderíamos atingir esse objetivo? Ao final, correlacionar com a realidade do dia a dia do trabalho.

MATERIAL:
Nenhum.