Eventos

02 out
Atenção!
O evento anunciado abaixo é fornecido pela empresa: InterNews CEE, e de inteira responsabilidade desta.

Os Novos Rumos da Mineração no Brasil

, horário:

O novo Programa de Revitalização da Indústria Mineral Brasileira tem o objetivo de promover significativas mudanças nesta atividade econômica. As empresas do setor precisam agora compreender e avaliar novas iniciativas e medidas governamentais, que geram tanto desafios como importantes oportunidades de negócios.

Apesar do recuo tático, o governo deve liberar promissoras áreas na Amazônia para a atividade de mineração. Está sendo definida a introdução de salvaguardas ambientais e de exploração em territórios indígenas.

Com o objetivo de atrair significativos investimentos externos, o governo está determinado a promover mudança constitucional para permitir a presença de companhias com 100% de capital estrangeiro. A base de cálculo tributária está sendo modificada. Com os novos estímulos a atividade minerária, a meta é quase dobrar a arrecadação de impostos, de R$ 1,6 bilhões para R$ 3 bilhões, e elevar a participação do setor de mineração no PIB de 4% para 6%.

O Programa pretende criar um ambiente mais célere para licenciamentos, com burocracia mais leve. A substituição do DNPM pela Agência Brasileira da Mineração deverá flexibilizar as regras do setor, permitindo o processamento de outorgas de maneira mais rápida. As responsabilidades e os efeitos de exploração passam a ser feitas pelas próprias empresas, inclusive os danos ambientais. Está sendo alterado o critério de quem tem o direito a registrar uma determinada mina. A preferência é de quem descobre a reserva, porém serão estipulados prazos mais curtos para as jazidas sejam exploradas. Se descumpridos os prazos, vão a leilão.

Participe deste Seminário InterNews que reúne alguns dos principais especialistas para melhor posicionar a sua empresa diante das novas iniciativas e medidas do governo que estão redefinindo os rumos da mineração no Brasil.

PROGRAMA

8h00 – Credenciamento

8h30 – O plano de modernização mineral: marco regulatório ou pacote tributário?

O que muda com a extinção do DNPM: a busca de agilidade e flexibilidade
Vantagens e desvantagens dos 23 pontos de consenso do Código Mineral, sob negociação desde 2011
Como o novo contexto interfere na retomada dos investimentos
As perspectivas do fluxo externo a partir da abertura comercial para empreendimentos com capital 100% estrangeiro
Walter Alvarenga
Presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram)

9h40 – Coffee break

10h00 – Cenários e a nova operacionalização do negócio minerário

O impacto da carga tributária (elevação das alíquotas) nos preços finais do minério
A incidência da tributação no faturamento bruto e os reflexos em toda a cadeia produtiva, inclusive de suprimentos (logística e transporte).
As novas fronteiras de exploração – Vantagens comparativas e competitivas com as alíquotas flutuantes dos royalties
A segurança jurídica dos empreendimentos
Tito Martins
CEO da Votorantim Metais

11h10 – O que esperar da Agência Brasileira de Mineração e a extinção do Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM)

Mineração – uma atividade sem controle oficial, nem conhecimento real dos recursos naturais disponíveis
Jazidas, reservas, outorgas, as novas modalidades de concessão, a lavra e o papel dos leilões no novo modelo: são capazes de atrair investidores estrangeiros?
O que já existe: práticas em áreas de conflito e de fronteiras
O efeito das novas técnicas de barragens de água para baratear o transporte até a área operacional
O efeito das novas técnicas de barragens de água para baratear o transporte até a área operacional
A mineração e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs)
Agamenon Dantas
Geólogo e ex-presidente da Comissão de Pesquisas de Recursos Minerais (CPRM)

12h20 – Almoço

13h40 – O que é consenso no Código Mineral, em discussão no Congresso Nacional desde 2011

Como o novo contexto interfere na retomada dos investimentos
As perspectivas do fluxo externo a partir da abertura comercial para empreendimentos com capital 100% estrangeiro
A partilha dos royalties para a União, os Estados e os municípios: o impacto da escala flutuante por tipo de minerais (ouro, diamante, cobre etc.)
Ronaldo Lessa
Presidente da Frente Parlamentar Mista de Engenharia, deputado federal (PDT- AL) e ex-governador de Alagoas

14h40 – A integração dos meios logísticos e as novas tecnologias aplicados nos sistemas de suprimentos.

Investimentos em integração de sistemas de logísticas indispensáveis à presença do Brasil no G-5 (principais países exportadores de minério de ferro)
A busca da liderança nos mercados globais.
O sistema integrado geotécnicos e a governança de atividades de risco.
Guilherme Quintella
Membro do board da União Internacional de Ferrovias (UIC)

15h30 – Coffee break

15h50 – Fatores de custos em logística e impactos ambientais

A abertura de novas fronteiras de exploração
A conexão da ferrovia com outros intermodais
Novos paradigmas de escoamento e exportação de commodities
Frotas com maiores capacidades para reduzir custos
A logística como vetor de valor agregado nas commodities
A mobilidade estratégica num cenário de exportação altamente concorrencial
José Manoel Ferreira Gonçalves
Sócio presidente da FerroFrente, diretor do Conselho Consultivo do Setor de Logística e Suprimentos do Sindicato dos Engenheiros e da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários (CNTU)

16h30 – Ganhos de escala e de valor agregado dos embarques de mineração

Blocos e alianças estratégicas de integração subcontinental para maior eficiência na conquista e preservação dos grandes centros consumidores de minério e, sobretudo, de minerais de interesse da soberania nacional dos parcerios.
Os estrangeiros (especialmente chineses) de olho na exploração de terras raras
Jean Pejo
Presidente da Associação Latino-Americana de Ferrocarriles (Alaf)

17h20 – Mudança na Cfem e a presença de grandes seguradoras de gestão de risco: caso da mineração

O seguro na América Latina: projetos, destaques das empresas e previsão de preços
D&O (directors and officers): coberturas para a responsabilidade civil profissional (indenizações); o seguro contra fraudes corporativas
Jorge Luiz Macedo Bastos
Diretor geral da Associação Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

18h00 – Encerramento

Adicionar ao Calendário do Google

Local

Golden Tulip São Paulo Jardins Hotel

Alameda Lorena, 360 – Jardins São Paulo, SP

São Paulo / SP

Desejo contactar a empresa responsável sobre este evento