Eventos

04 fev
Atenção!
O evento anunciado abaixo é fornecido pela empresa: InterNews CEE, e de inteira responsabilidade desta.

Processos Judiciais De Relações De Consumo

Empresas de telecomunicações, instituições financeiras, varejo, indústria e aviação civil foram os segmentos mais demandados nos PROCONs do Brasil, de acordo com o Boletim do SINDEC 2013, publicação da Secretaria Nacional do Consumidor – Senacon. Ao todo, foram realizados 2.481.958 atendimentos pelos PROCONs integrados ao Sindec, o que representa um crescimento de 22,2% em relação ao ano anterior. São, em média, 206 mil consumidores atendidos por mês.

O volume de processos de consumidores contra as empresas cresce a cada ano, assim como o desafio de gerir efetivamente estes litígios. Para as empresas fica a missão de identificar os objetos mais recorrentes de processos para agir preventivamente e reduzir os custos envolvidos no pagamento de ações judiciais. Já para o judiciário, a tarefa de atender aos milhões de processos que chegam anualmente e resolvê-los da forma mais rápida possível e satisfatória para ambas as partes.

Participe deste Seminário InterNews que reúne representantes legais das companhias e de órgãos de defesa do consumidor. Venha analisar as melhores práticas de mercado e implementar melhorias nos processos de gestão de sua empresa.

Conheça melhor as ferramentas de gestão de parceiros internos e externos. Discuta a importância de ações preventivas estratégicas. Considere os meios de atuação mais eficazes em casos de repercussão negativa para a marca de sua empresa na mídia. Esteja frente a frente com representantes do Judiciário, PROCON e SENACON para tirar suas dúvidas e esclarecer pontos polêmicos.

Programa

8h00 – Credenciamento

8h30 – Criação e Funcionamento de Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania – Metas, Números e Resultados Alcançados

Benefícios com a migração para a desjudicialização: agilidade e facilidades para gestão de demanda no Juizado Especial Cível (JEC)
Como as CEJUSCS atuam e auxiliam na mudança de cultura empresarial para o aumento da prática de acordos
Possibilidade de mapeamento de objetos recorrentes para melhor administração do passivo pelas empresas e implantação de ações preventivas
Possibilidade de expansão do modelo a outras regiões no Brasil: Realidades regionais e possíveis adequações
Ricardo Pereira Júnior
Juiz
CEJUSC CENTRAL DE SÃO PAULO

9h50 – Coffee Break

10h10 – Posicionamento Estratégico do Departamento Jurídico na Empresa: Da Redução de Custos Processuais

O que é melhor para a empresa na advocacia de massa em processos consumeristas? Analise os riscos e os benefícios em fazer acordo ou levar um processo a instâncias superiores
Jurídico eficiente VERSUS fidelização da carteira de clientes: Porque ir além da judicialização do contencioso de massa
Otimize os valores provisionados para gerar economia à empresa
Melhore o fluxo de informações entre as áreas administrativas da empresa: como alinhar os principais canais dos clientes para otimizar a atuação da Área Jurídica, Marketing e Financeiro
Humberto Chiesi Filho
Gerente Jurídico Cível e Consumidor
SKY BRASIL

11h20 – Metodologias Eficientes para Mitigar os Riscos de Processos Relacionados ao Consumidor

Identifique os pontos de conflitos mais recorrentes entre a empresa e seu público-alvo e estabeleça planos de prevenção
Como reduzir o passivo de assuntos relacionados ao consumidor: atenção para o cumprimento de prazos e análise de objetos de processos
Decisões por regiões: como uma empresa de atuação nacional pode ser efetiva na gestão de seus passivos consumeristas considerando as peculiaridades regionais
Indicadores de Desempenho Jurídicos: como KPIs bem definidos e utilizados podem colaborar para o levantamento de informações precisas
Faça uma análise qualitativa e quantitativa de seu passivo para tomada de decisões mais conscientes e conquiste melhores resultados para sua empresa
Carlos Eduardo Palinkas
Latin America Litigation Manager
HEWLETT-PACKARD

12h30 – Almoço

13h50 – Gestão Eficiente de Escritórios de Advocacia Terceirizados: Redução de Custos e Ampliação de Resultados Positivos na Gestão da Carteira de Passivos Consumeristas

Forma de remuneração atrativa do terceirizado: como incentivar o trabalho mais rápido e mais assertivo com formas diferenciadas de remuneração interessantes para ambas as partes
Vida média do processo: cláusula contratual com parceiros que visa extinguir o volume de processos de consumidores e o longo período para resolução mediante o não pagamento com a expiração do prazo pré-estabelecido
Técnicas para mensuração da qualidade do serviço: auditoria em peças processuais, avaliação periódica de indicadores de performance, acompanhamento de prazos, grau de envolvimento e conhecimento dos negócios e as políticas internas da empresa
Como reduzir os altos custos com serviços terceirizados de advocacia para gestão de passivos consumeristas
André Aléxis de Almeida
Advogado Sênior
PRODIET FARMACÊUTICA

15h00 – Mudança no Código de Defesa do Consumidor, Atuação da Secretaria Nacional do Consumidor (SENACON) do Ministério da Justiça e dos PROCONs Regionais

Possíveis impactos na gestão no contencioso de processos que versam sobre relações de consumo com o projeto do Novo Código de Defesa do Consumidor
Fixação de Instruções Normativas e funcionamento do SENACON: as políticas governamentais relativas à Proteção do Consumidor
Como atender ao Plano Nacional de Consumo e Cidadania: aperfeiçoamento do direito à informação nas compras online, estabelecimento de regras para o atendimento do consumidor e mecanismos para o exercício do direito de arrependimento previsto no Código de Defesa do Consumidor
PROCON: a procura civil pelo órgão como fuga ao judiciário e a fiscalização quanto ao atendimento às leis vigentes
A agilidade com a redução do número de recursos e os riscos impostos: como resolver mais rápido e melhor?
Adriana Cristina Pereira
Diretora Jurídica
FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR – PROCON/SP

Brunno Giancoli
Sócio
VISEU ADVOGADOS

16h30 Coffee Break

16h50 – Casos de Conflitos com Consumidores que Colocam em Cheque a Reputação de uma Marca e Formas de Contornar Crises para Não Perder Target no Mercado

Relevância de a empresa ter um posicionamento consolidado e claro para que seus representantes possam falar com a imprensa
Consistência entre o que a empresa fala na mídia e o consumidor experimenta com a marca
Riscos para a imagem da empresa com a repercussão de casos envolvendo investigações do Ministério Público ou divulgação viral de reclamações de consumidores insatisfeitos em redes sociais: como evitar a proliferação de informações negativas
Patrícia Galindo
S2 PUBLICOM

18h00 – Encerramento

Adicionar ao Calendário do Google

Local

São Paulo / SP

Desejo contactar a empresa responsável sobre este evento



Outros eventos