logo svg rh portal
Pesquisar
Close this search box.
Início > Gestão de Pessoas > Conheça os indicadores de RH e suas vantagens para a gestão

Sumário

Conheça os indicadores de RH e suas vantagens para a gestão

Por muito tempo, as empresas tomaram decisões importantes com base em achismo e sem consultar dados que estão disponíveis no dia a dia da própria organização.

Com o entendimento da importância das métricas, como os indicadores de RH, os gestores passaram a dar atenção a dados como faltas, atrasos, produtividade, dentre outros, que mostram o negócio de forma real, com todas as suas vantagens e desafios.

Conhecer esses números e como eles podem ser úteis favorece na tomada de decisões de forma estratégica e na busca pela correção de erros diversos que interferem nos resultados da empresa.

Neste artigo, o Tangerino – controle de ponto digital explica o que são e quais são os principais indicadores de RH e dá dicas para implementar as métricas na empresa. Acompanhe! 

Indicadores de RH: o que são e qual sua importância na gestão de pessoas 

A sua empresa consegue apontar se, nos últimos anos, o número de funcionários aumentou ou diminuiu? Caso sim, sabe o que fazer com esse dado e o que ele mostra sobre os resultados do negócio?

Esse é apenas um dos exemplos de indicadores de RH que existem. Conhecido como headcount, esse dado é muito importante para mostrar, por exemplo, se a empresa estagnou e deixou de crescer, com base no número de colaboradores.

Por aí, já é possível perceber a importância dos indicadores-chave de desempenho ou key performance indicators (KPIs), também conhecidos como indicadores de RH.

curso para reter colaboradores
como estruturar o seu RH do zero

São métricas que entregam a saúde da organização, seus pontos fortes e fracos, aquilo que está ou não dando certo e precisa ser ajustado ou merece mais investimento.

Com uma gestão baseada em indicadores, a empresa consegue enxergar com clareza seus desafios e propor soluções. Isso porque os dados e informações estão disponíveis dentro da própria organização, basta saber levantá-los e como utilizar cada um.

Assim, dentre os benefícios de se contar com indicadores de RH, estão o conhecimento da realidade da empresa, a oportunidade de tomar decisões com base em dados confiáveis e poder acompanhar de perto os resultados, além da chance maior de reavaliar projetos e rever estratégias.

Conheça os 7 principais indicadores para gerir o RH

Existem diversos indicadores de RH que podem ser utilizados pelas empresas, mas alguns são mais conhecidos e adotados, principalmente devido ao resultado que entregam. Veja:

1. Headcount

Como já visto, o headcount mostra se o número de funcionários aumentou ou diminuiu nos últimos períodos. 

Além disso, realizando um comparativo com os resultados da empresa, ele pode mostrar também, por exemplo, que nos últimos anos o número de contratados aumentou, porém, os lucros não cresceram junto, o que pode significar que algo não está indo bem.

2. Absenteísmo

Sua empresa conta com um quadro de funcionários que falta demais ou chega com atraso? Esse dado é chamado de absenteísmo e mostra colaboradores que, sem justificativa, deixaram de trabalhar e serem produtivos.

Caso esse índice esteja alto, a empresa deve avaliar o que tem causado as faltas e atrasos. Os motivos podem ser pessoais ou diretamente relacionados à empresa.

3. Turnover

O turnover ou rotatividade mostra o índice de funcionários que entram e saem da empresa em um determinado tempo. 

O excesso de admissões e desligamentos é prejudicial para a empresa, pois mostra problemas na retenção de talentos, além do excesso de gastos com processos seletivos e verbas rescisórias.

4. Tempo médio de empresa

Outro indicador que mostra também a capacidade da empresa de reter talentos, o tempo médio de empresa aponta quanto tempo os funcionários ficam na organização.

Para calcular, é preciso avaliar um grupo que tenha as mesmas características, como idade ou serem do mesmo setor. Assim, são somados os meses que as pessoas completaram de empresa dividido pelo número de pessoas avaliadas. 

Se a média for baixa, a empresa precisa descobrir o que fazer para reter os funcionários por mais tempo.

5. Clima organizacional

Basicamente, o clima organizacional mostra como é o ambiente da empresa, se os funcionários estão satisfeitos e aquilo que avaliam como sendo necessário mudar.

Esse levantamento é feito em formato de pesquisa, onde é perguntada a opinião de todos sobre liderança, plano de cargos e salários, como enxergam as oportunidades de crescimento, dentre outros assuntos.

6. Produtividade

A produtividade é medida com base no tempo, na qualidade e nos custos que a empresa tem, considerando o desempenho dos colaboradores. O objetivo é entender se o funcionário gera receita para a empresa e com qual eficiência.

Caso o dado mostre que a produtividade não está conforme o esperado, é preciso investigar os motivos, que podem ser, por exemplo, por falta de motivação para o trabalho ou falta de treinamento para que o funcionário exerça sua função.

7. Horas extras x horas trabalhadas

Esse indicador mostra a relação entre o quantitativo de horas extras, sejam elas pagas ou em banco de horas, e as horas trabalhadas. 

Considerando que um funcionário faz horas extras quando não consegue realizar suas tarefas no tempo normal, esse indicador mostra, por exemplo, se o colaborador está sendo improdutivo ou se realmente não está dando conta das suas tarefas.

Assim, a empresa pode avaliar estratégias como alocação de mão de obra e até mesmo outras como adoção de jornada de trabalho flexível. 

Veja dicas para implementar os indicadores de RH na empresa

Assim como qualquer novidade, é importante que a empresa entenda realmente do que se tratam os indicadores de RH e planeje a sua implementação. Veja algumas dicas para colocar em prática:

Conheça os indicadores e defina qual a sua empresa usará

Foram mencionados alguns dos principais exemplos, porém, existem outros KPIs que podem ser adotados.

A primeira dica é que a empresa avalie o que de fato ela quer mensurar. Apesar de todos serem importantes, quando a organização escolhe avaliar todos, pode acabar não fazendo nenhum corretamente, ou até deixando outros de lado.

Dessa forma, é importante elencar aqueles que mais podem ajudar a resolver os problemas recorrentes da empresa para aplicá-los.

Comunique a estratégia para os colaboradores e envolva-os no processo

A segunda dica é investir em comunicação interna e envolver os colaboradores no processo. Isso significa explicar a eles os indicadores de RH que serão avaliados e como cada um pode contribuir para melhorar esses índices.

É muito importante deixar clara a proposta dessa avaliação, para que os funcionários não entendam a ação como controle excessivo baseado na desconfiança. 

Conte com a tecnologia do controle de ponto online

Por fim, a terceira dica trata-se de contar com o uso da tecnologia, sempre que possível. E um dos exemplos mais interessantes nesse contexto é controle de ponto online.

Isso porque, além de permitir que os funcionários registrem o ponto por meio de um aplicativo, inclusive aqueles que estão em home office ou colaboradores externos, a plataforma entrega dados seguros e em tempo real para o RH. 

O sistema disponibiliza um relatório completo mostrando as entradas, saídas, intervalos, horas cumpridas e não cumpridas e diversos outros dados que ajudam a empresa a mapear a situação atual, por meio dos indicadores de RH, e tomar decisões a partir disso. 

Trabalhar com indicadores de RH, métricas e dados é a forma de garantir que os gestores conheçam a realidade da empresa, por mais desafiadora que possa ser, e, com base nisso, tomar decisões acertadas e que colocarão o negócio na rota certa rumo aos resultados que se almeja alcançar.

sólides

desenvolvimento e treinamento de pessoas
Assine a nossa Newsletter