Artigos

Objetivos do planejamento estratégico de Recursos Humanos

planejamento estratégico de Recursos Humanos

O Planejamento Estratégico de Recursos Humanos deixou de ser uma alternativa e virou atualmente uma necessidade.

Seu principal papel é impulsionar a empresa de forma organizada e alinhada em direção às metas e objetivos traçados.

Nova call to action

Desse modo, ele é mais como uma mudança de comportamento, deixando de ser reativo e começando a antecipar as mudanças.

Entretanto, para que os resultados sejam os esperados, é preciso a motivação e participação de todos os colaboradores bem como o auxílio dos gestores neste processo.

O que é planejamento estratégico de Recursos Humanos

O planejamento estratégico de Recursos Humanos é a incessante busca por melhorias que tenham como propósito desenvolver e alavancar a empresa.

De tal forma, para que isso aconteça, os indicadores de recursos humanos da organização devem ser levados em consideração.

Principalmente uma pesquisa de satisfação entre todos os integrantes do quadro da empresa, com o fim de entender como esses colaboradores veem a instituição.

A imagem da empresa para o mercado externo é a forma como os colaboradores que ali estão a veem e de que forma eles repassam a terceiros.

Além disso, é essencial manter a rotina de trabalho e produção de acordo com a legislação vigente e fazendo cumprir as normas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A comunicação interna de uma empresa é uma das principais responsáveis pelo desenvolvimento otimizado dos processos e por evitar atrasos desnecessários em virtude de ausência de diálogo entre os setores.

Apesar disso, o papel que o RH desenvolve para o planejamento estratégico de uma empresa não é óbvio tampouco facilmente reconhecido.

Por isso é fundamental que o profissional da área realize uma autoanalise e reconheça como pode contribuir de forma mais ativa e presente.

Como resultado, o trabalho será mais valorizado perante os gestores e os resultados de fato aumentarão.

A importância do planejamento estratégico de Recursos Humanos

O RH de uma empresa é o canal de comunicação mais importante e influente entre gestores e colaboradores.

Através dele é feito o contato mais eficiente entre as áreas além de ser a maior fonte de dados sobre os profissionais.

A alta competitividade no mercado de trabalho exige das organizações o planejamento estratégico de recursos humanos, para garantir a sua posição e da mesma forma que o funcionário seja visto como capital da empresa.

Se utilizado de forma correta, ele mantém a gestão sempre atualizada sobre a situação dos colaboradores bem como oferece informações necessárias para a criação de planos de desenvolvimento e treinamento.

De acordo com Chiavenato (1999), existe uma hierarquia do planejamento, com três níveis distintos:

  1. Estratégico: Superior
  2. Tático: Intermediário
  3. Operacional: Inferior

E dentro dessa hierarquia, alguns pontos são essenciais para que o plano de ação seja executado corretamente:

  • Base Informativa dos dados: É a busca por informação, unindo quantidade e qualidade.
  • Flexibilidade: É o grau de flexibilização do plano, uma vez que quanto mais flexível, menor será a necessidade de replanejá-lo futuramente.
  • Objetivos: O caminho onde se pretende chegar e o plano para alcançá-lo, trazendo resultados.
  • Predominância de Ação: É a preparação da ação, sem substituí-la.

Planejamento estratégico

É onde tudo se inicia, com o planejamento das estratégias a serem adotadas com foco no longo prazo.

De forma que, nesse ponto, o ideal é que a visão da companhia seja a mais abrangente possível, entretanto sem muito detalhamento.

Isso porque o tempo médio de um planejamento estratégico é de 7 anos, sendo assim é muito pouco provável acertar os detalhes de um período tão distante bem como, pouco confiável.

Alguns exemplos de objetivos estratégicos:

  • Aumentar a satisfação dos clientes em 20%;
  • Reduzir os custos produtivos em 15%;
  • Elevar o índice de capacitação dos funcionários em 30%;

Planejamento Tático

Um pouco mais avançado que o anterior, este tem como foco o médio prazo e é um pouco mais detalhista.

Uma das principais diferenças entre os dois primeiros tipos de planejamento, é que o primeiro é voltado para a organização com um todo, já o segundo é voltado para as áreas e departamentos isolados da empresa.

O planejamento tático tem como detalhamento, os meios para atingir os objetivos e metas da organização, no entanto com projeções um pouco menores, com um tempo médio de 1 a 3 anos.

Em outras palavras, o Planejamento Tático é o seccionamento do Planejamento Estratégico para cada setor e área da empresa.

Nesta etapa em que os planos de marketing, de produção e de planejamento de pessoal são desenvolvidos.

Desse modo, a empresa tem como resultado um eficiente planejamento financeiro empresarial, com a visão de todas as entradas e saídas naquele período em questão.

Alguns exemplos de Objetivos Táticos:

  • Garantir que os pedidos de clientes sejam atendidos em no máximo 01 dias;
  • Evitar que produtos com defeito sejam comercializados;
  • Garantir que 100% dos funcionários possuam graduação;

Planejamento Operacional

Por último, mas não menos importante temos o planejamento operacional, com foco no curto prazo e tempo médio de elaboração de projetos de 3 a 6 meses.

Nesse meio tempo, a organização define os métodos, sistemas e processos que serão usados para alcançar os objetivos gerais.

Diferente das etapas anteriores, neste plano os passos são bem detalhados, especificando as pessoas envolvidas, cada uma de suas responsabilidades, atividades, funções e divisão de tarefas além dos equipamentos e recursos financeiros necessários para colocar os planos em prática.

Como resultado, a empresa obtém os planos de ação e cronogramas de atividades que precisam estar prontos no período estabelecido.

Veja abaixo alguns exemplos de Objetivos Operacionais:

  • Implantar um sistema de separação e rastreamento dos pedidos;
  • Implantar um programa de qualidade total;
  • Fechar parceria com uma universidade para capacitar os funcionários.

planejamento estratégico de rh

Conclusão

Em suma, as necessidades do planejamento estratégico de recursos humanos variam muito de acordo com os objetivos de cada organização.

Mas independentemente disso, ele deve ser visto como prioridade para quem deseja aumentar os níveis de produtividade em conjunto com a satisfação dos colaboradores.

O RH deve ser tratado pela empresa como o principal canal de comunicação entre todas as áreas e não somente para trabalhos administrativos ligado a pessoal e recrutamento.

Por trás de casos de sucesso em uma grande empresa, sem dúvidas está um planejamento estratégico de RH bem feito.

Se você gostou deste conteúdo e deseja conhecer e se capacitar no tema, aqui na Propagar Training nós disponibilizamos o curso: Planejamento Estratégico de Recursos Humanos, fique de olho na próxima turma e inscreva – se.

Fonte: Propagar Training

Por: Fernanda Sousa

A Propagar Training é uma empresa especializada em Cursos, Treinamentos e Eventos Empresariais focados para desenvolvimento do Potencial e da excelência humana. Ofertamos aos nossos clientes possibilidades de crescimento pessoal e profissional, através de soluções diferenciadas. Nosso time de palestrantes são de alto nível hierárquico, atuantes em empresas líderes, com larga proficiência, o que garante aos nossos clientes uma real troca de experiências. https://www.propagartraining.com.br/